A prefeitura de São Paulo tem planos de mudar o sistema de compartilhamento de bicicletas. Segundo o portal “Mobilize“, foi lançado um “Chamamento Público” para empresas interessadas em operar e patrocinar o sistema.
A administração municipal quer melhorar a qualidade, ampliar o atendimento, estimular a integração com o transporte público e atender as regiões com maior demanda de usuários.
“Não se trata de uma licitação, mesmo porque não há base legal para isso”, disse a arquiteta Suzana Nogueira, coordenadora de Planejamento Cicloviário da CET. Segundo ela, há um projeto de lei em tramitação na Câmara que – se aprovado – permitirá a abertura de um processo licitatório, talvez com lotes, por regiões da cidade.
A prefeitura quer até 2024, que a cidade tenha bicicletas compartilhadas em toda a cidade, integradas com o transporte público, permitindo a instalação de estações de bicicletas nas estações do metrô. “A negociação com o governo do Estado já está bem avançada, mas decidimos fazer antes os ajustes no sistema para dar sequência ao projeto com a Companhia do Metrô”, explicou Suzana.
“Os dois modelos que já estão em São Paulo mostraram que a cidade acolheu bem e precisa de um sistema de bikes públicas, principalmente como um modo complementar aos grandes sistemas de mobilidade. Mas, o modelo atual não vai permitir que o sistema seja ampliado para todas as regiões da cidade”, concluiu Suzana Nogueira.
Com as informações de Mobilize