terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Tour de France 2016 iniciado em Saint-Michel


RTP com LUSA09 Dez, 2014, 15:40



Yuya Shino - reuters

O Monte Saint-Michel, a abadia medieval construída no noroeste francês, vai acolher a partida Volta França em bicicleta de 2016, com duas as duas primeiras etapas marcadas pelo vento marítimo e média montanha, anunciou esta terça-feira a organização.


“Um início monumental”, exclamou o diretor da corrida, Christian Prudhomme, durante a apresentação da partida para o Tour2016, no Monte Saint-Michel, o segundo local mais visitado de França a seguir à Torre Eiffel.

Depois de dois inícios no estrangeiro, do norte de Inglaterra, em 2014, e da cidade holandesa de Utrecht, em 2015, a “Grande Boucle” vai voltar a começar em França e de um departamento do país de onde nunca partiu.

O arranque da 103.ª edição da corrida está marcado para 2 de julho de 2016, num cenário com paisagens majestosas, nos quais se vai associar o colorido do pelotão, numa ação de promoção turística e da qual, certamente, deverão ficar imagens memoráveis.

A Volta a França já passou pelo Monte Saint-Michel, em 2012, na sua centésima edição, quando este lugar histórico recebeu um contrarrelógio individual, no qual o britânico Chris Froome (SKY) praticamente assegurou a sua vitória final.

“Aquelas imagens permanecem na nossa memória e devíamos regressar”, referiu Prudhomme.

Em julho de 2016, já devem estar concluídas as obras na estrada que une o monte ao continente, permitindo a submersão e devolvendo o seu caráter insular quando a maré está alta.

A primeira etapa da corrida vai contar com 188 quilómetros, desde o local de retiro dos monges medievais até Utah Beach, na localidade de Sainte-Marie-du-Mont, um dos cenários do desembarque na Normandia, em 06 de junho de 1944.

“Vai ser uma etapa claramente pensada nos ‘sprinters’”, assinalou o diretor do Tour.

Diferente vai ser o percurso da segunda tirada da corrida, na qual os organizadores propõem um primeiro contacto com a média montanha e uma chegada em alto, no topo do La Glacerie, com três quilómetros de subida, com troços que chegam a ter 14% de desnível.

No total, vão ser 182 quilómetros entre Saint Lô e Cherbourg-Octeville com passagem por zonas escarpadas e pelo litoral marítimo, que podem apoquentar a tranquilidade do pelotão.

“O final é muito escarpado, é uma etapa para os aventureiros, mas os candidatos à classificação geral vão ser obrigados a mostrar as suas cartas”, salientou Prudhomme, assumindo ambicionar uma corrida “equilibradas e na qual todos os corredores tenham terreno para mostrar os seus talentos”.

Sobre a terceira etapa da Volta a França de 2016, a organização desvendou apenas que vai começar em Granville e vai terminar no departamento da Mancha.

Tanto o local do final desta etapa, como o restante percurso da corrida, só vão ser divulgados na apresentação oficial, agendada para 20 de outubro de 2015.

Lembre-se que o vencedor da última Volta a França, foi o italiano Vincenzo Nibali, corredor da Astana, cuja licença foi retirada pela UCI, na semana passada.
http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=788584&tm=46&layout=158&visual=49

Nenhum comentário: