sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Ciclovias e nova cultura fizeram Sydney duplicar ciclistas em quatro anos

DIVULGAÇÃO
Nos últimos quatro anos, a cidade australiana de Sydney passou por uma "revolução de ciclismo".

DO BBC BRASIL
O crescimento é vertiginoso. Londres - outra cidade onde a prática é comum - demorou dez anos para ver seu número de ciclistas triplicar.

A implantação de uma cultura de ciclismo se deve a vários fatores. O primeiro deles foi a implantação de uma rede de 110 quilômetros de ciclovias, que combinam segurança e acesso às melhores paisagens da cidade.

A rede começou no centro da cidade e aos poucos se expandiu para subúrbios como Alexandria e Pyrmont. Até 2030, o plano local é que a cidade tenha 200 quilômetros de ciclovias.
Sydney Park Cycling Centre tem pistas e simulações de trânsito para crianças

Há também mudanças comportamentais. Cafés especializados em ciclismo e o surgimento de lojas facilitaram o aumento no número de praticantes.

A cidade também criou um festival especial dedicado ao ciclismo, com edições anuais. O deste ano teve mais de 20 eventos distintos - como mostras de arte inspiradas em bicicletas e filmes especiais sobre o tema. Até mesmo os "smoothies" - sucos de fruta - são produzidos usando batedeiras movidas a pedaladas.

"Queremos que as pessoas tenham a experiência de Sydney sob duas rodas, sejam elas praticantes regulares ou amadoras", diz Fiona Campbell, que ocupa um cargo de diretora de ciclismo da cidade. No festival deste ano, foi organizado um passeio noturno ao longo de 2,5 quilômetros.

Mark Ledbury é um dos moradores locais que há anos já vai para o trabalho de bicicleta.

"A cultura de ciclismo está crescendo bastante porque estamos recebendo incentivos - com novas rotas, festivais e eventos, mais mapas disponíveis e toda a cultura que se espalhou pela internet", conta ele.
Festival de ciclistas em Sydney promove um passeio noturno pela cidade

"As pessoas estão colocando seus passeios online e sugerindo boas rotas e outras dicas para ciclistas e quem usa o transporte público."

David Donald, organizador da exposição de arte Cycle-O-Rama, conta que não usa a bicicleta apenas para ir de um ponto a outro. Ele modifica algumas de suas bicicletas e às expõe em vários lugares da cidade, para tentar promover a atividade.

Desde que começou a andar de bicicleta, aos 17 anos, Donald já teve mais de cem bicicletas diferentes - mas nunca comprou um carro.

Outro ponto importante em Sydney foi a educação das crianças. A cidade tem um centro especial chamado Sydney Park Cycling Centre. Nos finais de semana, crianças aprendem a andar de bicicleta.
Sydney planeja ter mais de 200 km de ciclovias até 2030

Uma pista especial para o ensino foi construída no local e funciona desde 2003. Existe até mesmo simuladores de semáforo. Professores também ensinam as regras do trânsito e dão dicas de segurança às crianças.

Hoje Sydney é uma cidade que já incorpora o ciclismo no seu crescimento e desenvolvimento diário.
http://www.midianews.com.br/conteudo.php?sid=6&cid=214349
26.10.2014

Nenhum comentário: