terça-feira, 25 de novembro de 2014

Ciclistas e BHTrans discutem novas ciclovias em BH

Em reunião com representantes da BHTrans na noite de ontem 19/11/14, na Casa do Jornalista, ciclistas de Belo Horizonte começaram a definir uma metodologia de vistoria nas novas ciclovias que serão construídas na cidade. Belo Horizonte terá mais 150 km de ciclovias até o final de 2016 e seus projetos e sua implantação serão acompanhados pelos ciclistas. 
 
Os recursos para as ciclovias, R$ 22 milhões, serão financiados pelo governo federal, como parte do PAC da Mobilidade, e já estão garantidos. Os trechos também já foram definidos pela BHTrans nas diversas regiões da cidade, exceto a Centro-Sul, que será contemplada com outro projeto. As ciclovias serão alimentadoras da rede de transporte público, integradas aos corredores de ônibus e às estações do BHBus e do BRT. 
 

Eveline Trevisan, no fundo, expôs o projeto aos ciclistas 

Na reunião de ontem, a BHTrans, representada pela superintendente de Desenvolvimento de Projetos e Educação e coordenadora do programa Pedala BH, Eveline Prado Trevisan, e pelo coordenador de Políticas de Sustentabilidade, Marcelo Cintra, apresentou o projeto a cerca de 15 ciclistas. Estes discutiram os itens que devem constar de um formulário de vistoria e se dividiram em grupos para organizar as vistorias. A intenção é realizar, primeiro, vistorias pela internet, usando o aplicativo Street View, e em seguida vistorias presenciais. O grupo está aberto a todos os interessados. 

Entre os aspectos mais importantes a serem observados pelos ciclistas estão a localização da ciclovia na rua ou avenida (se do lado direito, esquerdo ou no canteiro central), o tipo de piso, as interseções perigosas e obstáculos. A pintura e a sinalização, informou Eveline Trevisan, serão padronizadas e seguirão a regulamentação do Denatran. 
 
Ela informou que as sugestões dos ciclistas constituirão um relatório de vistoria que fará parte do termo de referência a ser entregue à empresa responsável pela elaboração do projeto. A licitação do projeto deverá ser feita em dezembro deste ano e o contrato, assinado em março. Antes de começar as obras, no entanto, a BHTrans quer contar com o respaldo dos ciclistas. Dos 150 km, 60 já têm projetos prontos, mas eles também serão revisados, conforme as sugestões feitas nas vistorias. O que não for adotado pela BHTrans será justificado. 
 
"Vamos fazer direito dessa vez"

A decisão da BHTrans de consultar os ciclistas para a construção das novas ciclovias aconteceu depois que os primeiros trechos feitos na capital receberam muitas críticas, por terem larguras, pisos e trajetos inadequados, e até mesmo obstáculos. “Vamos fazer direito dessa vez”, disse Eveline Trevisan. “Não podemos deixar perder um projeto tão bacana como esse.” 
 
Além de estarem necessariamente integradas ao transporte coletivo, as novas ciclovias já sofrem no entanto algumas limitações. O projeto não prevê obras de infraestrutura de apoio, como bicicletários, e os existentes deverão ser revistos. Os trechos também não estão integrados ao metrô. Avenidas importantes, como a Cristiano Machado, ficaram de fora do projeto. 
 
Os ciclistas pretendem realizar uma reunião mensal ao longo do trabalho de vistorias e agregar novos ciclistas além dos que compareceram à reunião de ontem. Os interessados podem participar e acompanhar as discussões na página do BH em Ciclo – Associação de Ciclistas Urbanos de Belo Horizonte, no Facebook, e na página doGT Pedala BH, no Google.  


Ciclistas começaram a se organizar para fazer as vistorias
fonte:http://www.sjpmg.org.br/index.php/fique-por-dentro/noticias-sindicato/destaques/2437-ciclistas-e-bhtrans-discutem-novas-ciclovias-de-bh

Nenhum comentário: