quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Com medo de ser "cliente" de seu negócio, dono de funerária perde 42kg

Com avô, pai e tios cardíacos, administrador de empresas que pesava 120kg muda estilo de vida com esportes e reeducação alimentar e passa a pesar 78kg


Por Gabriela CorreiaPresidente Bernardes, SP
Dono de uma funerária em Presidente Bernardes, o que José Cláudio Notário Júnior, 28 anos, menos queria, era ser “vítima” de seu próprio negócio. 
Com avô, pai e tios cardíacos, os 120kg do administrador de empresas precisou morrer para dar vida a uma nova rotina, com 42kg a menos. Em 2008, período em que ele se formava na faculdade, uma bateria de exames o mostrou duas opções: procurar um nutricionista para dar início a hábitos saudáveis ou começar um tratamento com medicamentos.
Notário chegou a pesar 120kg e hoje, com um novo estilo de vida adotado, ele está com 78kg (Foto: José Cláudio Notário Júnior / Arquivo pessoal)

A escolha foi imediata. Notário, que havia perdido o avô com um Acidente Vascular Cerebral (AVC), - doença que tem como uma das causas o sedentarismo e também a obesidade - passou a seguir um novo cardápio, não só alimentar, mas também de exercícios. Aos poucos, todo o esforço resultou em uma pessoa ativa e saudável, que hoje com 78kg, tem no ciclismo não só a sua paixão, mas o seu remédio de vida.

Mudança de vida se deu após resultados alterados de exames médicos (Foto: José Cláudio Notário Júnior / Arquivo pessoal)

De acordo com o empresário, que nem sempre esteve acima do peso, o ganho de gordura começou tardio, na faculdade. Com 80kg, ele tinha uma vida normal. No entanto, nas férias do primeiro ano do curso, ganhou em 30 dias cerca de 20kg.


- Me transformei, do nada. Antes da faculdade eu jogava bola, me movimentava até, mas quando entrei na faculdade, não dava tempo. Então eu só comia, e não perdia nada. Aos poucos foi só piorando.


Já no final da faculdade, após a consulta médica e os resultados negativos nos exames, o primeiro passo de Notário foi procurar uma nutricionista. O medo de que algo pior acontecesse fez com que ele optasse por hábitos saudáveis, sem o uso de medicamentos. Na primeira consulta, ele descreveu sua rotina alimentar para a profissional. Depois, com um cardápio diferente do que estava habituado, um novo processo teve início em sua vida.


- Eu já não gostava de fazer exames, mas na época meu pai marcou uma consulta para ele e pediu para que eu fosse também para ver se estava tudo certo comigo. Quando fiz aquela bateria de exames e vi que estava tudo alterado, caí na real e procurei uma nutricionista.


Além da alimentação regrada, com uma refeição a cada três horas durante o dia, o administrador incluiu também em sua vida uma rotina de exercícios físicos. O primeiro passo foi em uma academia. Logo em seguida veio o kung fu e, com ele, o corte da bebida alcoólica. Notário permaneceu na modalidade esportiva durante três anos, mas os hábitos que adquiriu ficaram até hoje.

Kung fu foi um dos esportes escolhidos ao longo de sua transformação (Foto: José Cláudio Notário Júnior / Arquivo pessoal)

- O kung fu é um esporte com muitas regras, precisamos ser disciplinados. Na associação em que comecei a participar, uma das orientações era sobre a redução da bebida alcoólica. O que fiz foi aproveitar o embalo para cortar a bebida de vez. Percebia que, quando eu não bebia, eu rendia muito mais, fazia bem até para a mente, e assim estou até hoje.


Há um mês longe do tatâme, Notário descobriu uma nova paixão para sua rotina saudável e deixou o kung fu. Desde o começo deste ano, o ciclismo tem feito parte do circuito de exercícios do administrador. No entanto, desta vez, ele descobriu na modalidade um incentivo a mais.


- Sabe aquela história da tampa e da panela? Então, no ciclismo me encontrei, é algo único. É um esporte que não faço por obrigação, mas por prazer mesmo.


Atualmente, Notário pedala três vezes por semana, totalizando cerca de 200km. Com uma alimentação saudável, ele confessa que, após a mudança de seus hábitos, tem se alimentado ainda mais, e sem passar vontade.


- Agora como nos horários certos e acabo comendo mais do que quando eu era gordo -, brinca.

Hoje ele encontrou no ciclismo uma nova paixão (Foto: José Cláudio Notário Júnior / Arquivo pessoal)







Nutricionista responde


A nutricionista Ludmila Pantaroto Lima explica sobre a importância de um acompanhamento profissional no processo de emagrecimento. Segundo ela, atividade física e uma alimentação adequada devem caminhar juntos. Veja abaixo:


Qual a importância de um nutricionista no processo?


Quando se tem como objetivo a diminuição do percentual de gordura, é importante estar atento que, sem o acompanhamento de um profissional habilitado, aumenta-se o risco de prejudicar a integridade física e qualidade do organismo. A orientação nutricional é de extrema importância para otimizar o rendimento da atividade física, além de auxiliar na perda de peso e melhorar a qualidade de vida. O nutricionista é responsável por dar orientações especificas que assegurem uma dieta equilibrada que componha todos os nutrientes necessários para a saúde do indivíduo.


A pessoa interessada em perder peso pode, por exemplo, fazer um programa de reeducação alimentar sem se exercitar?


Primeiramente temos que definir a diferença entre a perda de peso (água, massa magra, estrutura e etc.) e diminuição do percentual de gordura (tecido adiposo). O emagrecimento saudável consiste basicamente nessa segunda definição, e é justamente por isso que se torna um processo bem mais difícil e demorado que a simples perda de peso da balança. Para se obter resultados é importante que sejam aliados os dois, uma vez que a alimentação correta corresponde a 70%, e exercícios físicos a 30% dos resultados.


E as dietas da moda? Qual o risco que essas receitas podem acarretar?


Dietas da moda, extremamente restritivas, que excluem um ou vários nutrientes de uma alimentação, podem acarretar em graves danos, afetando rins, fígado, sistema imunológico, além do aparecimento de osteoporose, anemia ferropriva, entre outros. Apesar de apresentarem um emagrecimento a curto prazo, não correspondem necessariamente a diminuição do percentual de gordura, uma vez que grandes alterações na alimentação tem como consequência a perda de água e massa magra (músculos), muitas vezes levando ao indivíduo a sofrer o efeito sanfona. Deve-se ter em mente que nenhum alimento sozinho faz milagre. Uma alimentação saudável é aquela que apresenta todos os grupos de alimentos de forma equilibrada e necessária ao organismo. Mais do que uma dieta de momento, aquele que procura a diminuição do percentual de gordura deve buscar uma reeducação alimentar, mudar a forma com que se relaciona com o alimento, saber o que evitar e o que preferir, buscando sempre além da estética, o bom estado nutricional, e assim uma melhora na qualidade de vida.

http://globoesporte.globo.com/sp/presidente-prudente-regiao/noticia/2014/10/com-medo-de-ser-cliente-de-seu-negocio-dono-de-funeraria-perde-42kg.html

Nenhum comentário: