O uso do transporte público e da bicicleta não traz apenas benefícios para o trânsito e para a mobilidade urbana em geral, nem tão pouco apenas para a poluição do ar, uma vez que os motores dos carros são os que mais emitem gazes venenosos a saúde humana.
Um estudo feito com 7 mil 400 pessoas realizado pela London School of Hygiene & Tropical Medicine, na Inglaterra, revelou que o uso do transporte público e da bike ajudam a reduzir a obesidade. Os dados da pesquisa apontam que o usuário destes tipos de modais podem reduzir em um ponto o IMC – Índice de Massa Corpórea, o que significa perda de 3 quilos nos homens. Já nas mulheres, o índice de perda pode ser em 0,7 de IMC, ou 2,5 quilos.
Dentro do universo de pessoas que o estudo abordou, 76% dos homens usaram somente de carro, 10% de transporte público e 15% andavam a pé ou de bicicleta. Já entre as mulheres, 72% usavam carro, 11% usavam transporte público e 17% usaram a bicicleta ou foram a pé.
Estas 7 mil 400 pessoas tinham idades, estado de saúde, hábitos alimentares, renda mensal, esforço físico realizado no trabalho diferentes uma das outras, entretanto os resultados não se alteraram mesmo levando em consideração estas características.
Exercises
Abandonar o carro pode ser mais eficaz que dieta
O estudo aponta que a redução da dependência do carro é mais eficiente que muitas dietas alimentares, mas afirmam que a relação entre causa e efeito no emagrecimento pelo uso do transporte público precisa de mais estudos.
Todavia os profissionais de saúde que participaram da pesquisa são unânimes em dizer que fazer o uso da bicicleta ou completar deslocamentos a pé traz benefícios e estimula a atividade física com quase nenhuma contra-indicação.