quinta-feira, 12 de junho de 2014

A bike pede passagem


MATEMÁTICA BÁSICA: Mais ciclovias é igual a menos carros (FOTO: via guarulhosonline.com)
 
“A maneira que estamos escolhendo nos locomover pelas cidades está mudando” é dito no vídeo a seguir produzido pelo People For Bikes, um movimento que pretende abrir caminhos para a bicicleta nos Estados Unidos. Para o prefeito da cidade de Memphis (Tennessee), A C Wharton, alguém ter a escolha de sua locomoção significa liberdade, um direito de qualquer cidadão.  
 
O vídeo faz parte do Green Lane Project, uma iniciativa que luta para criar caminhos exclusivos às bikes em cidades norte-americanas e, assim, está literalmente colaborando com o avanço das magrelas nas ruas. Eles garantem que isso significará cada vez mais "ruas com menos estresse". Alguém duvida disso?
 
As pesquisas indicam que quase a metade dos deslocamentos feitos nos Estados Unidos é de até 6,5 quilômetros. Em outras palavras, uma distância facilmente pedalável.  
 
O vídeo também mostra que a presença das bikes nas ruas aumentou em 53% e foca o quanto as ciclovias foram importantes nisso. Sem contar que as vias exclusivas às bikes não protegem apenas ciclistas, já que mostram também que houve diminuição das batidas de carro em 34%. E é praticamente unânime a opinião de que ciclovias ajudam a manter a segurança de ciclistas, pedestres e motoristas pelas ruas. 
 
NO BRASIL, o portal Mobilize também reúne assuntos e fomenta discussões relacionadas à mobilidade urbana sustentável. Recentemente, eles lançaram a campanha Sinalize, direcionada a pedestres, ciclistas e usuários de transporte público. Segundo o site, esse grupo representa dois terços das viagens urbanas diárias feitas pelas cidades do Brasil. O objetivo do portal é avaliar e tentar melhorar a realidade dessa massa que não usa o carro no dia-a-dia. Acesse o site e participe: mobilize.org.

http://gooutside.uol.com.br/2871

Nenhum comentário: