segunda-feira, 5 de maio de 2014

Ciclista sai da Colômbia ao Paraguai de bicicleta e passa pelo Recife

AVENTURA »Assistente social está pedalando desde julho de 2103 e não tem data para encerrar a viagem
Wagner Oliveira - Diario de Pernambuco
Publicação: 02/05/2014 19:48 Atualização: 02/05/2014 20:04
 (Fotos: Edvaldo Rodrigues/DP/D.A Press)
A aventura da assistente social Flora Rodriguez, 29 anos, começou no dia 18 de julho de 2013 e ainda não tem data marcada para terminar. Depois de pedalar mais de 5,5 mil quilômetros, a ciclista chegou ao Recife na última quinta-feira. Depois de conhecer a Praça do Marco Zero e as ciclofaixas móveis da capital pernambucana, Flora decidiu seguir sua viagem nesta sexta-feira rumo ao Paraguai. 

Ela deixou a cidade de Barranquilla, localizada ao Norte da Colômbia, para voltar ao seu país de origem, onde passará a morar novamente depois de três anos longe de casa. “Estou conhecendo pessoas e lugares maravilhosos e estou registrando tudo isso em fotografias. Está sendo uma ótima experiência”, revela a ciclista. 

Enquanto conversava com a equipe do Diario no Bairro do Recife, várias pessoas pararam para olhar a bicicleta com mais de 40 quilos de peso que acompanha Flora nessa viagem. “Na bike, carrego roupa, comida, uma rede e ferramentas para consertar quando ela quebra. Já perdi minha barraca de acampar, meu capacete, meu celular. Perco umas coisas, mas estou ganhando outras. Está valendo muito a pena essa aventura”, completa.


Após deixar a Colômbia, Flora seguiu para a Venezuela e chegou ao Brasil no mês de janeiro. “Entrei no Brasil pelo estado de Roraima”, conta. Em suas pedaladas, sempre durante o dia, Flora revela estar ficando encantada com as belezas que encontra no Nordeste. “Aproveitei o carnaval em Salvador, na Bahia, e agora estou em Pernambuco. Quero conhecer ainda os outros lugares, como a Chapada Diamantina, antes de seguir para o Rio de Janeiro. Vou conhecer todo litoral sul até o Uruguai, Argentina… Ainda não tenho o roteiro certo. Vou decidindo enquanto estiver descendo”, aponta.


Até agora, em nove meses de pedalada, Flora disse já ter feito muitos amigos ao longo do caminho. Ela revela que também toma alguns cuidados. “Só pedalo durante o dia, nunca ando à noite pelas estradas e sempre procuro um lugar seguro para dormir”, explica
http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/vida-urbana/2014/05/02/interna_vidaurbana,501829/ciclista-sai-da-colombia-ao-paraguai-de-bicicleta-e-passa-pelo-recife.shtml

Nenhum comentário: