sexta-feira, 30 de maio de 2014

Isabella Lacerda é Campeã Mineira de Sprint Eliminator e Cross Country, lidera a Copa Internacional e embarca para a Europa para disputar duas etapas da World Cup


Atleta lidera a maior competição do Brasil e conquista títulos estaduais
Nos dias 16 a 18 de maio, foi realizada na cidade mineira de São João Del Rei, a 2ª etapa da Copa Internacional de MTB, prova válida como Campeonato Mineiro de Sprint Eliminator e Cross Country. A principal competição da América Latina reuniu cerca de 800 atletas de todo país, além do Chile e Argentina.
A atleta da Equipe LM/Shimano, Isabella Lacerda, que vem se preparando muito para esse campeonato, contraiu uma forte gripe que afetou diretamente nas provas do final de semana. Sentindo bastante a garganta e muita tosse devido a poeira extrema do circuito, Isabella não conseguiu impor o ritmo que está acostumada, mas conseguiu conquistar importantes resultados além de se manter na liderança da competição.
No dia 16 de maio, sexta-feira, aconteceu a tomada de tempo para o Sprint Eliminator (XCE). Sendo largada individual contra o relógio Isabella conquistou o 2º melhor tempo entre as mulheres. Já no sábado, 17 de maio, foram as baterias semifinal e final, onde a atleta Isabella Lacerda finalizou na 4ª colocação, sagrando-se Campeã Mineira de Sprint Eliminator. No domingo, 18, aconteceu a principal competição, a prova de Cross Country (XCO), onde Isabella terminou na 5ª colocação, conquistando também o principal título estadual, Campeã Mineira de Cross Country.
No dia seguinte, 19 de maio, Isabella Lacerda embarcou para a Europa, para disputar a 3ª e 4ª etapa do principal campeonato a nível mundial, a World Cup. Já nesse ultimo domingo, 25 de maio, aconteceu a 3ª etapa em Nove Mesto Na Morave, República Tcheca. Isabella largou com mais 90 atletas de todo mundo em um circuito extremamente técnico com vários rock gardens e raízes, terminando na 63ª colocação.
“Essa etapa da World Cup foi extremamente importante em minha carreira, uma experiência incrível. Larguei na 4ª fila com 90 mulheres que brigariam até o fim por uma boa colocação, onde um erro são cerca de 10 posições perdidas. O circuito era perfeito, muito técnico, duro e ao mesmo tempo rápido. Infelizmente a gripe que peguei em São João Del Rei me acompanhou por essa semana o que fez cair bastante meu
rendimento, porém lutei até o fim com todas as forças que tinha durante toda a prova.
Sinceramente fiquei feliz com minha performance, tanto física quanto técnica, pelas circunstâncias imaginei que renderia menos.”
Isabella Lacerda se prepara para a 4ª etapa da World Cup nesse próximo domingo dia 01 de junho, que será realizada na cidade de Albstadt, Alemanha.
Atleta conta com os patrocínios:
LM Bike / SHIMANO (DTSwiss/ Geax/ Syntace/ FreeForce/ UnimedDivinópolis/
Co-patrocínios:
THULE / Caixa Econômica Federal / Sunbelt (NO Tubes/ CO2 Genuine Innovation)
# NumberOne Itaúna - Inglês completo / Red Bull Brasil / Academia O2 Fitness /
Akmos / Compressport
Preparação Física – CaduPolazzo (BR Esportes)

Vídeo flagra homem carregando cabra nas costas pela rua na Etiópia

Um flagrante inusitado está intrigando muitos internautas mundo afora. O vídeo de um homem andando de bicicleta e carregando uma cabra nas costas desafia a curiosidade e a imaginação de quem assiste a cena. As imagens feitas em Addis Ababa, na Etiópia foram reproduzidas em sites e blogs de vários países.
Imagens de cabras em lugares improváveis e flagrantes bizarros no trânsito são temas recorrentes na internet, mas sempre aparece o registro de algo novo e surpreendente.

Quem se apressa em pensar que a cabra é ensinada e que está curtindo a viagem tranquila junto ao seu dono, pode mudar de ideia ao saber que o animal está amarrado pelas patas. Mas nem por isso o registro deixa de ser curioso.

Hospital do Coração de SP vai usar bikes para entregar seus exames

Redação em 

Projeto testado e aprovado substitui as motos por magrelas em boa parte das entregas do hospital, reduzindo custos e emissões de CO2

HCor (Hospital do Coração), de São Paulo, vai adotar a bicicleta para entregar exames aos seus pacientes. Os objetivos são simples: diminuir os gastos do hospital e dos pacientes com o serviço e contribuir para o meio ambiente.
lewis hine
lewis hine
Cem anos atrás, as bikes já eram usadas para entregas. Agora, um grande número de empresas volta a utilizar o meio de transporte limpo.
Os motoboys continuarão responsáveis pela maioria das entregas, mas, segundo o hospital, a chegada das bikes já tem bons resultados. Em dois meses de teste, as bicicletas evitaram a emissão de 65,31 kg de CO2 – considerando emissão média de CO²/km realizada por motocicletas, vezes o total de km rodados pelos ciclistas (895,9km).

Agora, passarão a ser feitos com a magrela cerca de 40% dos exames entregues em domicílio pelo HCor – aqueles que estão num raio de até 5 km do hospital. Com a mudança da moto para o serviço de bike courier, a taxa de entrega será reduzida pela metade.
https://catracalivre.com.br/geral/mobilidade/indicacao/hospital-do-coracao-de-sp-vai-usar-bikes-para-entregar-seus-exames/

Bike na neve


Você já tentou andar de MTB na neve? Aqui o vídeo desta experiência emocionante em Carosello 3000 em Livigno. Os pilotos se divertem no Boarder Banzai e caem sobre a almofada inflável Bagjump em LivignoPark.

Jaguar une-se ao Team Sky e ao fabricante de bicicletas Pinarello para desenhar a nova Dogma F8

Jaguar une-se ao Team Sky e ao fabricante de bicicletas Pinarello para desenhar a nova Dogma F8

O construtor automóvel britânico Jaguar acaba de se unir ao fabricante de bicicletas Pinarello para criar a mais recente bicicleta de competição do Team Sky, a Pinarello Dogma F8.

A nova bicicleta Dogma F8 será estreada no Critérium du Dauphiné, no próximo dia 8 de junho, sendo que a prova definitiva será o Tour de France, com início previsto para o próximo dia 5 de julho, em Leeds, e onde o Team Sky deverá defender o título conseguido no ano passado, acrescenta a Jaguar em comunicado.
http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=705919&utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+ddAuto+(Auto+%7C+Di%C3%A1rio+Digital)

10 lugares incríveis para andar de bicicleta

 em Curiosidades 29/05 14:20

Andar de bicicleta, além de fazer bem, pode ser considerado extremamente prazeroso. Nada melhor do que fazer isso enquanto se viaja pelo mundo. O Mega Curioso preparou uma pequena lista com sugestões de alguns lugares onde os ciclistas se sentirão ainda mais bem-vindos.
Bike Magazine

1. Orla da Zona Sul no Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro é a cidade com o maior número de ciclovias do Brasil com 350 km de pistas exclusivas, perdendo apenas para Bogotá no continente americano. Poucas paisagens urbanas do mundo se comparam com a beleza da mistura de mar e montanha encontrada no Rio.
Wikipedia

2. Os canais de Amsterdã

A capital mundial da bicicleta continua firme como um dos melhores destinos turísticos dos ciclistas. Praticamente todas as ruas da cidade possuem ciclovias, ainda que todas estejam sempre cheias, Amsterdã é um dos poucos locais do mundo que existe trânsito de bicicletas.
Wikipedia

3. Ande sobre o Rhône em Lyon

A cidade francesa de Lyon inventou o sistema de aluguel de bicicletas que hoje existe pelo mundo inteiro. Um dos maiores destaques deste local são as centenas de quilômetros de ciclovias que percorrem a extensão de seus dois rios: o Rhône e o Saône.
21 Bikes

4. Viaje pela Carretera Austral no Chile

A Carretera é uma enorme estrada não pavimentada que corre por quase 1000 quilômetros norte a sul do Chile. Ela perpassa por alguns dos locais mais belos da América Latina incluindo lagos, montanhas e geleiras. A rota só fica aberta durante o verão, já que pode ser encoberta facilmente pela neve.
Revolution_Ferg

5. Evite subidas no Salar de Uyuni

O Salar de Uyuni é o maior deserto de sal do mundo. Localizado na Bolívia, sua principal característica é a ausência de qualquer tipo de declive. O chão de sal funciona bem com as rodas da bicicletas e é umapaisagem totalmente diferente de qualquer outra coisa.
Celineh2o

6. Visite toda a ilha de Páscoa de bicicleta

A ilha de Páscoa é um dos lugares mais encantadores do mundo, com seus misteriosos e gigantescos Moai. Existe uma trilha de terra batida para bicicletas que circula por toda a região e que passa por todas as estátuas famosas da ilha.
Fluxus Communication

7. Conheça os castelos do Vale do Loire

O Vale do Loire fica no coração da França, e é uma região idolatrada pelos seus palácios suntuosos. Ainda que nem todas as rodovias do Loire sejam feitas para bicicletas, todos os motoristas são respeitosos o suficiente para garantir que este seja um dos melhores passeios da sua vida.
In Heat

8. Corra nas trilhas de terra batida de Angkor

Uma das construções mais belas do mundo é, sem dúvidas, o templo de Angkor no Cambodia. A região é repleta de pequenas trilhas de terra batida que são perfeitas para explorar os diferentes templos locais.
Eric

9. Percorra Copenhague de bike

Copenhague é considerada uma das melhores cidades para se andar de bicicleta no mundo, com uma estrutura praticamente ideal. Mais da metade de todas as rodovias da cidade possuem faixas para ciclistas, e a beleza da cidade apenas ajuda a tornar esta viagem ainda mais atrativa.
Explora Tours

10. Volte a década de 50 em Havana

Havana possui menos estrutura para ciclistas do que outras cidades na lista, mas suas largas ruas, repletas de carros antigos, costumam a dar muito espaço para bicicletas. Uma das capitais da prática na América Latina, Havana tem muito a oferecer a todos os seus ciclistas.

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Imprima a sua bicicleta 3D

Por Mathias Brotero em parceria com a Kanui

Foi criada a primeira bicicleta feita com peças que foram fabricadas em uma impressora 3D! Isso é um grande passo no mundo da tecnologia esportiva. Claro que não quer necessariamente dizer que você poderá ter a sua impressora 3D agora e imprimir qualquer coisa. Mas mostra que o setor industrial tende a mudar drasticamente – para melhor. Eventualmente, pode até ser possível que tenhamos impressoras em nossas próprias casas, e possamos “fabricar” o que quisermos.
Crédito: Inhabitat.com
Crédito: Inhabitat.com
Essa é a primeira a ser fabricada por uma impressora 3D
Por hora isso ainda não é realidade, mas com a criação da Empire Cycles MX6-R,sabemos que as possibilidades são infinitas. A marca Empire Cycles, que fabricamountain bikes de alto rendimento, se juntou com CroftAdditive Manufacturing – de impressoras 3D – e a Honda, para criar a primeira bicicleta impressa. As peças de titânio já indicam que ela deve ser muito leve e resistente – ou seja, impressoras 3D podem fabricar material esportivo de alto rendimento. Porém, o preço dela (que não foi divulgado), há de ser salgado, visto que o material usado na fabricação dela é muito caro. Independente disso é muito animador ver que o mundo do esporte está começando a se beneficiar da mais alta tecnologia. Que venha a próxima impressão!
Crédito: pinbike.com
Crédito: pinbike.com
é só um modelo do que será fabricado pelas impressoras

Repórteres comentam os desafios do bikejornalismo nas ruas do Brasil

Lucas Carvalho* 27/05/2014 15:45

Sustentabilidade, preservação do meio ambiente, mobilidade urbana, saúde e bem-estar são alguns dos temas comuns quando o assunto é bicicleta. A paixão pelas “magrelas” não cria somente atletas e cicloativistas no Brasil, mas também uma modalidade alternativa de reportagem: o bikejornalismo.

Crédito:Reprodução/Facebook
Arturo Alcorta
Arturo Alcorta é considerado o primeiro bikerrepórter do país. Hoje ele administra o projeto “Escola de Bicicleta”, que ensina crianças e adultos a pedalar e ainda busca formar pessoas fluentes no assunto, em todos os seus aspectos. Em 1998, ele atuava como comentarista de trânsito pela rádio Eldorado quando surgiu a ideia de trabalhar sobre duas rodas.

“Teve um dia que estava muito nublado em São Paulo, as nuvens estavam muito baixas. Eu sabia que o helicóptero não sairia. A minha ideia foi chegar na rádio e propor para eles: quando os helicópteros não saírem, eu saio de bicicleta para fazer trânsito. Porque eu sabia da eficiência e da rapidez na bicicleta nas ruas. Acabou dando certo”, conta.

Crédito:Reprodução/Facebook
Felipe Aragonez

O projeto acabou se tornando um quadro especial da emissora, que sobreviveu até 2001 e teve algumas reprises anos mais tarde. Felipe Aragonez foi um dos jornalistas que participou do projeto na época, e hoje ainda fala sobre bicicletas em seu blog no portal “Bike é Legal”, da ESPN.

“É uma prática muito interessante. Enxergar a cidade em cima de uma bicicleta é ter outra visão sobre o mundo no qual você vive. Estamos conectados com a cidade e conseguimos entender os problemas e enxergar melhor as qualidades da cidade”, diz o jornalista.

Inserir o debate sobre o valor da bicicleta na imprensa passou também a ser a principal motivação do fotojornalista Roberto Furtado. Criador do blog “Bikes do Andarilho”, o repórter atua pela Revista Bicicleta e pela Federação Gaúcha de Ciclismo, em Porto Alegre (RS).

“Eu tenho uma relação bastante pessoal com a bicicleta desde o início da década de 1990. […] Depois da faculdade, eu já fotografava e me interessava por escrever. Comecei a perceber que havia uma tendência para o futuro de a bicicleta ganhar uma importância maior como veículo, estilo de vida… Envolvendo uma série de questões, inclusive sociais”, afirma o fotógrafo.

A importância do debate

Quem trabalha sobre duas rodas concorda: a grande imprensa e o público não oferecem espaço suficiente para essa discussão. Segundo Furtado, os bikerrepórteres chegam a ser vítima de preconceito pelas próprias fontes de informação.

Crédito:Nícolas Kasprzak
Roberto Furtado
“O maior desafio para os jornalistas de bicicleta hoje em dia é mostrar para as pessoas a importância da bike. […] Não é só uma estrutura com rodas. É uma questão comportamental, uma questão de reflexão”, afirma.

Para Alcorta, o tratamento da imprensa ao tema é “péssimo”. “A maioria dos jornalistas trata o tema com uma visão de motorista. Aí começa uma distorção imensa. Eles partem de um princípio que não é correto, pelo menos não da forma como é posto, de que a bicicleta é um veículo perigoso. […] Infelizmente, apesar de a questão do trânsito no Brasil ser um assunto de extrema importância, a gente não tem uma imprensa especializada no assunto.”

Aragonez finaliza dizendo que é papel dos próprios bikerrepórteres trabalhar para inserir a discussão na sociedade, sem perder a isenção de opinião inerente ao jornalismo. “O desafio é separar o lado ativista do lado de repórter. Devemos ser imparciais para falar sobre o tema de mobilidade urbana, mas saber dosar para não ficar com a veia ativista. Sempre temos que atingir todos os públicos, falar com todos.”

“O mais importante é inserir a bicicleta numa discussão que vai além do lazer. A bicicleta é um meio de transporte e deve ser tratado como tal. Por isso é importante levantar discussões nas pessoas de que o ciclista deve ser respeitado e ter segurança para pedalar”, finaliza Aragonez.

* Com supervisão de Vanessa Gonçalves
http://www.portalimprensa.com.br/noticias/brasil/65984/reporteres+comentam+os+desafios+do+bikejornalismo+no+brasil

Para incentivar população a adotar transporte alternativo, Suécia empresta bicicleta

image
É sempre bom conhecer soluções para a mobilidade urbana, e a notícia a seguir mostra uma ação governamental que alem de incentivar a pratica do exercício, ajuda no trânsito. A cidade de Gotemburgo, na Suécia, oferece gratuitamente bicicletas a quem promete deixar o automóvel na garagem por, pelo menos, três vezes na semana.
O projeto ajuda a reduzir os gastos pessoais com transporte, seja ele individual ou coletivo: “Nós acreditamos que a bicicleta tem potencial para cumprir as necessidades de transporte da maior parte da população”, explicou Rickard Waern, gerente de projetos da Agência de Energia do Oeste da Suécia, em declaração ao site Co.Exist.
Antes que alguns questionem a ação, dizendo que São Paulo não possuí estrutura para ciclistas, a cidade sueca também enfrenta problemas na mobilidade, e também não foi planejada para os ciclistas: “Esta questão pode ser mais uma barreira mental do que real. A maioria das pessoas pode, com uma bicicleta e um pouco de planejamento, fazer compras, levar os filhos à escola, ir trabalhar e muito mais”, acrescente Waern.
Inicialmente 30 ciclistas com diferentes perfis iniciaram o projeto. O intuito é mostrar bons exemplos com pessoas com vidas e necessidades de transporte distintas para incentivar os demais.
Sobre o período de experiência dos participantes, o responsável explica que não houve uma pesquisa sobre o tempo necessário para a mudança de hábitos, mas um semestre é considerado o período mínimo para alcançar um impacto duradouro. Após os seis meses, os participantes que deixam o projeto têm a oportunidade de comprar uma bicicleta com desconto.
Com as informações de Ciclovivo
http://viatrolebus.com.br/2014/05/para-incentivar-populacao-a-adotar-transporte-alternativo-suecia-empresta-bicicleta/

A gente nunca esquece! Vídeo mostra sete lições de vida que se aprende ao andar de bicicleta

Entre quedas e sorrisos, crianças ganham confiança ao aprender a guiar bicicleta  “Eu não consigo andar sozinho, você não pode soltar!”. Soa familiar? Pois é, aprender a guiar uma bicicleta é algo demanda confiança, paciência e apoio da pessoa que está dando aquele empurrãozinho. Um vídeo produzido pelo site americano HooplaHa mostra diversas crianças aprendendo a andar de bicicleta e, entre quedas, sorrisos vitoriosos.
Mas, você já parou para pensar em quantos aprendizados importantes essa atividade — que geralmente se aprende quando criança — traz para a vida? Confira abaixo sete lições mostradas no vídeo e lembre-se: nunca é tarde!
Aprender a andar de bicicleta me ensinou:
1. Ser destemido
2. Alimentar minha ambição
3. Ser independente
4. A dar o melhor de mim
5. Que equilíbrio é algo delicado
6. A ser persistente
7. A ser feliz
Assista ao vídeo
http://entretenimento.r7.com/casa-e-familia/a-gente-nunca-esquece-video-mostra-sete-licoes-de-vida-que-se-aprende-ao-andar-de-bicicleta-27052014

terça-feira, 27 de maio de 2014

Prova Inconfidência Mineira de Ciclismo teve mais de 130 atletas

Mais de 130 atletas de quatro estados participaram da tradicional prova em Ipatinga.
Temperatura amena contribuiu com o percurso da prova, diz o competidor.

Eento marcou etapa única do Campeonato Mineiro da modalidade e contou pontos para o ranking da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) (Foto: JB Reis / Assessoria da Prefeitura)

A chuva não desanimou os mais de 130 ciclistas de Minas Gerais e de mais três estados que se inscreveram na tradicional prova “Inconfidência Mineira de Ciclismo de Estrada”, que acorreu na manhã deste domingo, 25, em Ipatinga. 
A temperatura amena garantiu mais emoção à corrida, que marcou a etapa única do Campeonato Mineiro da modalidade e contou pontos para o ranking da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC).
- A prova foi incrível, muito bem organizada e bem disputada por atletas de alto nível - avalia Pedro Nicácio, vencedor na categoria Elite.
“ Muito boa a organização e a estrutura do município para receber uma competição complexa como o ciclismo de estrada -, elogia o piloto Marcondes César, de São José dos Campos (SP), que ano passado conquistou o título do Desafio das Américas de Ciclismo.
O gerente regional da Caixa, Carlos Magno Lima Teixeira, destacou a importância do evento em Ipatinga.
 - Fazemos investimentos contínuos no esporte brasileiro, proporcionando aos atletas condições essenciais de treinamento para participar de competições e torneios nacionais e internacionais. Patrocinar o ciclismo brasileiro também vai valorizar a inclusão social, a educação e a descoberta de novos talentos -, afirma.
A corrida deste domingo teve largada no Parque Ipanema. O percurso seguiu pela BR-458, no sentido Caratinga, passando pela LMG-759, em direção ao município de Córrego Novo, chegando até Revés do Belém (distrito de Bom Jesus do Galho) e a cidade de Pingo D´Água, retornando ao Parque Ipanema. 
Todo o trajeto teve 100 quilômetros e foi acompanhado pela Polícia Militar, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e um carro de apoio aos atletas.
http://globoesporte.globo.com/mg/grande-minas-vales/noticia/2014/05/prova-inconfidencia-mineira-de-ciclismo-teve-mais-de-130-atletas.html

Bicicletas públicas de Brasília estarão disponíveis a partir desta quarta-feira

Elas podem ser utilizadas durante uma hora por dia, gratuitamente

Do R7
Para utilizar as bicicletas será necessário preencher um cadastro pela internet no site do projetoDivulgação/Bike Brasília










Nesta quarta-feira (28), bicicletas públicas estarão disponíveis em estações ao longo do Eixo Monumental e da Esplanada dos Ministérios, em Brasília. São dez pontos onde elas ficam disponíveis, todos os dias da semana, das 6 às meia noite. Para utilizar as bicicletas será necessário preencher um cadastro pela internet no site do projeto Mobilicidade. É preciso pagar uma taxa anual de R$ 10.   
As bicicletas podem ser usadas gratuitamente por uma hora. Para que a gratuidade seja assegurada por mais de uma vez em um mesmo dia, deverá ser respeitado um intervalo mínimo de 15 minutos para a retirada da bicicleta pelo mesmo usuário. Para continuar utilizando a bicicleta, sem fazer a pausa, serão cobrados R$ 5 por cada hora excedente.  
Para destravar a bicicleta, o usuário pode usar o aplicativo para celulares ou ligar, do telefone celular, para o telefone 4003-9846. As estações do Bike Brasília funcionarão por meio de energia solar e serão interligadas por sistema de comunicação sem fio, via rede GSM e 3G, permitindo que estejam conectadas com a central de controle samba 24 horas por dia.  
A central irá monitorar, em tempo real, toda a operação do sistema, garantindo a melhor distribuição das bicicletas. O usuário vai poder contar com atendimento via celular e callcenter.  
O projeto prevê a instalação de 40 estações por Brasília, com um total de 400 bicicletas. A inauguração é realizada nesta quarta-feira, na estação montada no Memorial JK. 
http://noticias.r7.com/distrito-federal/bicicletas-publicas-de-brasilia-estarao-disponiveis-a-partir-desta-quarta-feira-27052014

segunda-feira, 26 de maio de 2014

15 incríveis infraestruturas voltadas especialmente para bicicletas

Uma infraestrutura de ciclismo bem desenvolvida é uma característica fundamental de toda cidade, especialmente as mais desenvolvidas. Nestes lugares, milhares de pessoas se deslocam de bicicleta diariamente e segurança e praticidade são essenciais. Isto não significa que precisamos apenas de ciclovias separadas (aquelas sem circulação compartilhada com os carros), mas muito mais, como pontes, túneis e lugares seguros para estacionar.
Para celebrar os locais que pensam nos ciclistas como elementos importantes do trânsito cotidiano, preparamos uma lista mostrando adaptações de infraestrutura que são exemplos a serem seguidos.

15. Ponte estaiada Don Burnett em Cupertino, na Califórnia (EUA)

California Daily Life
15-
Inaugurada em 2009, ela também é conhecida como ponte Mary Avenue e serve para o trânsito de pedestres e ciclistas.

14. Ponte Big Dam, em North Little Rock, no Arkansas (EUA)

BIG DAM BRIDGE
Inaugurada em 2006, ela cruza o rio Arkansas. Com 1,2 quilômetros de comprimento, esta é a ponte mais longa da América do Norte construída exclusivamente para o uso de pedestres e bicicletas.

13. Ponte Nesciobrug, em Amsterdã (Países Baixos)

13-
13
Com 780 metros de comprimento, esta é a ponte para ciclistas mais longa e, provavelmente, mais elegante da Holanda. Foi concluída em 2006.

12. Garagem para bicicletas da Estação Central de Amesterdã (Países Baixos)

12--
12-
European Vacation
No país em que a bicicleta é até mesmo uma atração turística, este meio de transporte é colocado em primeiro plano no planejamento urbano. Inaugurado em 2001, esta garagem especial pode acomodar 2.500 bicicletas em seus três níveis.

11. Bikedispenser, em Eindhoven (Países Baixos)

11
Este sistema automatizado ajuda no armazenamento e compartilhamento de bicicletas de aluguel. Inspirados nas boas e velhas máquinas de venda automáticas, esses depósitos funcionam com um sistema de self service.

10. Hovenring, em Eindhoven (Países Baixos)

10
10-
Projetado pela companhia Ipv Delft e inaugurado em 2013, este espetacular viaduto circular é uma via suspensa para ciclistas e pedestres. Ele fica na província de Noord-Brabant e é o primeiro de seu tipo no mundo.

9. Ponte Weerdsprong, em Venlo (Países Baixos)

9
9-
Com um projeto de iluminação especial, esta ponte é mais uma das estruturas dedicadas à circulação de ciclistas e pedestres e também foi projetada pela Ipv Delft.

8. Viaduto sobre a grande e movimentada Auke Vleerstraat, em Enschede (Países Baixos)

8
8-
Mais um dos projetos da Ipv Delft, este viaduto agiliza e garante a segurança dos usuários das bicicletas desde 2011.

7. Túnel sob ruas movimentadas, em Zwolle (Países Baixos)

7
Este túnel tem uma calçada larga para os pedrestres circularem tranquilos e uma via de mão dupla para as bicicletas.

6. Estacionamento de bicicletas, em Zoetermeer (Países Baixos)

6
Ainda que não tenha um design muito surpreendente como vimos nos outros tópicos, este galpão cumpre sua função e é para uso exclusivo dos ciclistas.

5. Caixa para bicicletas de carga, em Copenhague (Dinamarca)

5
Voltada para este tipo específico de bicicleta, tem o formato de um carro cor-de-rosa.

4. Segundo Heinenoordtunnel (Países Baixos)

4
Este túnel para ciclistas e pedestres é de faixa lenta e liga as cidades de Heinenoord e Barendrecht, passando sob o rio Maas Oude.

3. Eco-Cycle subterrâneo, em Tóquio (Japão)

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Quem está passando na rua não tem ideia de quão genial esta casinha verde é. O Eco-cylce é um sistema de estacionamento de bicicletas japonês, desenvolvido pela Giken. O que aparece na imagem fica escondido debaixo da terra.

2. Eco-Cycle acima do solo, em Ebina (Japão)

1
Ao contrário do anterior, este estacionamento é um prédio e tem capacidade para 720 bicicletas.

1. Ônibus com bicicletário, em Vancouver (Canadá)

3
De todas as ideias apresentadas aqui, esta é, provavelmente, a de mais simples aplicação. Colocar um suporte para bicicletas na frente dos ônibus dá mais garantias que outros motoristas não vão estragar os veículos e permite que ciclistas se desloquem por distâncias mais longas de maneira mais rápida. [GizmodoEco-Cycle]
fonte: http://hypescience.com/15-incriveis-infraestruturas-voltadas-especialmente-para-bicicletas/