quinta-feira, 3 de abril de 2014

No Recife, ciclistas se preocupam com assaltos em passeios noturnos

Opção por andar em grupo é forma de se sentir mais seguro ao circular.
Pontos críticos são o Viaduto Capitão Temudo e Cais José Estelita.

Do G1 PE

Pedalar à noite é uma opção para quem quer fugir do calor intenso típico do Recifee também evitar o trânsito. Porém, a falta de segurança tem preocupado muitos ciclistas. Mesmo aqueles que saem em grupo têm medo de assaltos em áreas como a do Viaduto Capitão Temudo, que liga a Avenida Agamenon Magalhães à Zona Sul da capital, como mostra a reportagem do NETV 1ª edição desta terça-feira (1º).
O contabilista Diego Antunes descia o viaduto no sentido Boa Viagem com a namorada quando foi abordado e teve as duas bicicletas, ambas novas, levadas. Um dos suspeitos estava armado. Ao procurar a polícia, ele descobriu que não tinha sido o único assaltado naquele local. “Fomos até a delegacia e o soldado disse que, só naquele dia, na mesma situação, era o terceiro caso”, conta.
Fazer amigos e praticar exercícios estão entre os motivos que fazem os ciclistas buscarem andar em grupos, assim como a questão da segurança. Mesmo estando com outras pessoas, a advogada Elisabete Cintra toma uma série de cuidados na hora de pedalar. “A gente está sempre junto, mas, mesmo assim, evita andar com joia, relógio e está sempre atento a qualquer movimento diferente”, explica a advogada.
Por medida de segurança, os batedores dos grupos começaram a utilizar rádios de comunicação. Ao perceber alguma movimentação suspeita nos locais por onde os ciclistas passam, de imediato avisam ao restante do grupo. Uma forma de monitorar o passeio e não deixar que alguém fique para trás.
Apesar disso, para não ser assaltados, eles preferem evitar algumas ruas e avenidas. “Os pontos críticos são Joana Bezerra, que é onde tem o Viaduto Capitão Temudo e onde tem um posto da Polícia Militar. A gente tem um ponto novo que está sendo de risco que é o [Cais] José Estelita. Lá tem a ronda da polícia, mas talvez o tempo [entre elas] seja longo”, avalia o coordenador de um grupo de pedalada, Alcides Neto.
http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2014/04/no-recife-ciclistas-se-preocupam-com-assaltos-em-passeios-noturnos.html

Nenhum comentário: