quinta-feira, 10 de abril de 2014

Confira 8 lugares para pedalar na Baixada Fluminense

Shirley Costa e Silva

Confira 8 lugares para pedalar na Baixada Fluminense

Pedalar faz bem ao corpo e a mente, não gasta nada além de calorias, não polui o meio ambiente e já é uma alternativa, cada vez mais popular, para a mobilidade urbana em países de primeiro mundo. Mas, infelizmente, por aqui as coisas ainda não são tão fáceis para quem opta pela bicicleta como meio de transporte. A escassez de ciclovias gera uma constante disputa por espaço entre ciclistas e motoristas pelas ruas e rodovias. Isso pode dificultar o uso diário das bicicletas, mas muitos adeptos dos pedais se reúnem aos fins de semana para dar boas pedaladas e descobrir novos lugares, seja na cidade, campo ou mesmo trilhas para bikes mais radicais.

O artista plástico iguaçuano Jarbas Lopes, por exemplo, é um incentivador do uso de bicicletas. Ele desenvolve, desde 2001, o projeto interativo Cicloviaérea. A iniciativa artística, que tem como símbolo bikes-esculturas cobertas por vime — material natural e biodegradável — consiste na instalação, em locais movimentados das cidades, de uma ciclovia de madeira com 60 metros de comprimento, a um metro do chão, onde os visitantes podem pedalar à vontade.

Jarbas destaca a importância dos movimentos pró-bicicletas. “Se hoje se vê um ressurgimento declarado e necessário de políticas públicas para promover o uso da bicicleta, muito foi por causa dessas iniciativas, que somadas ao colapso do sistema atual de trânsito, o Estado e os interesses privados não têm mais como esconder e dificultar o avanço que este meio de transporte pode trazer”, afirma o artista.

Pensando nisso, selecionamos 8 locais na Baixada Fluminense para você pedalar com os amigos, familiares ou mesmo sozinho, e usufruir das vantagens que uma boa pedalada pode trazer.

Tinguá – Nova Iguaçu

Apesar da ausência de ciclovias, esse distante bairro rural (20 kmdo Centro) propicia um percurso cheio de importância histórica para a Baixada Fluminense, além de ser cercado de verde. É possível visitar as ruínas da Fazenda São Bernardino, a Torre Sineira, dar uma volta pela Praça, além da Reserva Biológica Federal do Tinguá, declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco, que abriga a biosfera da Mata Atlântica. Um lugar ideal para quem quer pegar a bike e tomar outros ares não tão urbanos, aproveitar a natureza e se refrescar em uma cachoeira.

Santa Cruz da Serra - Duque de Caxias

A ciclovia na Avenida Automóvel Clube, em Santa Cruz da Serra, apesar de inacabada, ainda é uma opção pra quem quer fugir do trânsito da região. Além de escapar do congestionamento, você economiza a gasolina ou a passagem de ônibus e curte um pouco mais a cidade e o comércio local, que conta com uma feirinha popular aos finais de semana.

São João de Meriti

Se você gosta do estilo single-track (modalidade de mountain bike praticada em terrenos de terra, acidentados com montanhas e trilhas), a Trilha da Coruja é uma ótima opção. Ela está localizada exatamente atrás do Shopping Grande Rio. Leve água e capacete.

Seropédica

Aqui há boas opções para quem gosta de pedalar. Além da ciclovia que liga a UFRRJ e ao Centro da cidade, o grupoStbikeadventure promove encontros de ciclistas nesta região para a prática de trail.

Itaguaí

Cidade portuária, tranquila e em constante desenvolvimento, permite boas pedaladas pela sua orla. São150 metrosde orla das praias continentais de Salina, Coroa Grande e as da Vila Geny.  Um achado para quem gosta de pedalar com tranquilidade é a Estrada da Mazomba.

Belford Roxo

Fundada apenas em 1990, Belford Roxo viu muito pouco ser investido em lazer e infraestrutura na cidade. É daí que a Praça Mario Pereira Guedes se tornou ponto de encontro e se destaca como opção de passeio. Com teatro de arena, parque de diversões, quiosque e pista de skate, é um local sempre movimentado e propício a pedaladas no Parque São Vicente com toda a família.

Guapimirim

Se você gosta de ecoturismo, seu destino é aqui. Guapimirim está localizada na região turística da Serra Verde Imperial e o que não faltam são opções de trilhas e cachoeiras cercadas pela Mata Atlântica. As mais procuradas são a Cachoeira Véu da Noiva, a Cachoeira do Escorrega e a Trilha da Concórdia. São trajetos que podem ser feito de bike pelos mais aventureiros, mas vale ressaltar que o nível de dificuldade é moderado. Não se esqueça de levar água, chapéu de sol, repelente para insetos, e é claro, sacola plástica para o lixo.

Japeri

Como não conta com ciclovias, a solução é aproveitar a tranquilidade da cidade para pedaladas nas vias públicas mesmo. Mas Japeri é um dos locais mais visitados por esportistas radicais que procuram contato com a natureza. O Pico da Coragem, com380 metrosde altitude atrai pilotos de parapente e asa delta do mundo todo por possuir excelentes condições do ar para voos que podem durar até três horas! Pedale até o começo da trilha e suba de “gailola”, que são carros adaptados com chassis de Fuscas. Suba e perca o fôlego com a adrenalina e a vista deslumbrante!

Pedalar no parque, na pista de ciclismo ou no bairro de casa é sempre uma ótima opção. Mas, não esqueça dos equipamentos de segurança, principalmente o capacete, que é fundamental para um passeio divertido e seguro. Existem muitos modelos cheios de estilo para você escolher um que combine com você (Veja exemplos aqui).

http://www.baixadafacil.com.br/esporte/confira-8-lugares-para-pedalar-na-baixada-fluminense-2833.html

Nenhum comentário: