terça-feira, 29 de abril de 2014

Bike Extreme

Limpeza e lubrificação de cubo traseiro Shimano Deore - mountain bike.

Empresa inovadora cria linha de bikes que brilham no escuro

26/04/2014 | 16h39min

Agora, Os ciclistas TEM Mais Formas Que Nunca de se tornarem visíveis when estao na rua: Capacetes fluorescentes cor-de-laranja, Casacos reflexivos, buzinas com som Igual AO de Carros e Sistemas de Iluminação com lasers Vermelhos Opaco CRIAM UMA ciclovia improvisada no Chão .
Porem, comeu recentemente AINDA Localidade: Não existia UMA forma Eficaz Para Iluminar o Quadro INTEIRO da bicicleta.
"Como Luzes das Bicicletas iluminam a rua e OS Olhos dos Motoristas, mas Quase Nunca iluminam a si mesmas", afirmou Zach Schau, hum DOS Fundadores Da Pure Fix Cycles. A Há Dois Anos, um CRIAR UMA Empresa de Schau superou ESSA limitação AO Linha de Bicicletas Que brilham no Escuro.
"Nossa bicicleta E um Própria luz", afirmou.
Uma correção Pure Ciclos was los criada 2010 por Schau, Seu Irmão Mais Novo, na Jordânia, e Dois amigos de infância, Austin Stoffers e Michael Fishman. ELES criaram o Conceito POR Trás da Empresa QUANDO OS Três AINDA estavam na Faculdade, e SUAS Histórias servem de Lição de para Empreendedores Em Busca de Um Novo Negocio.
No Segundo semestre de 2010, Stoffers e Fishman, Opaco ERAM Alunos de Graduação na Universidade de Wisconsin-Madison, estavam à Procura de UMA ideia comercial na MESMA Época los Opaco queriam Bicicletas Mais Baratas Para ir de para uma Faculdade.
9C785CB3FF696932973883993D6B4.jpg
Na Busca Pela bicicleta ideal, começaram a Procurar Bicicletas de marcha única, Opaco possuem UMA VELOCIDADE Única e Cujo pedal Localidade: Não FICA Imóvel enquanto OS pneus se movem. Bicicletas de marcha Única ERAM caras Naquela Época; OS PRECOS variavam Entre 700 a 1.200 Dólares.
60C9BC5E61E01138D1EE8D334D7468.jpg
180 Graus 

http://www.paraiba.com.br/2014/04/26/52082-empresa-inovadora-cria-linha-de-bikes-que-brilham-no-escuro

sexta-feira, 25 de abril de 2014

***SÓ QUEDA DE BIKE***

Complexo do Alemão entrará para o mapa do ciclismo nacional e internacional

Cidades
O Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio, entrará para o mapa do ciclismo nacional e internacional:
a comunidade carioca abrigará o maior parque de ciclismo do país, que também será o maior da categoria na América Latina. Situado numa localidade conhecida como Pedra do Sapo, o Bike Park terá pistas de alto padrão para a prática das modalidades downhill, BMX, cross country e free style. Cerca de 80 homens trabalham na construção do espaço, que será concluído em junho.

Com investimento de R$ 3 milhões, o parque será construído pela Secretaria de Esporte e Lazer, em parceria com a Light, através da Lei de Incentivo ao Esporte. As obras fazem parte do projeto Travessia, que está investindo R$ 16,4 milhões em recuperação, recapeamento e construção de instalações esportivas em 13 comunidades pacificadas do Rio de Janeiro. A iniciativa estadual, que beneficiará cerca de 400 mil pessoas, conta ainda com o apoio do Instituto Pereira Passos (IPP) e com financiamento do BNDES. 

- O Projeto Travessia e esse que será o maior parque de ciclismo da América Latina são frutos da iniciativa do Governo do Estado, que convenceu tanto a Light quanto o BNDES a investirem, através da Lei de Incentivo Fiscal, em instalações permanentes - afirmou Manoel Gonçalves, secretário de Esporte e Lazer.

O local - que terá 1.100 metros quadrados de área pavimentada e 4.500 metros quadrados de área construída - contará com praças, áreas de lazer e de alimentação, galpão para realização de eventos, além de uma escolinha de ciclismo destinada para crianças e jovens do Complexo do Alemão.

- O Governo do Estado vai instalar uma escolinha de ciclismo no espaço, voltada para os moradores da comunidade, que possuirá bicicletas e todos os equipamentos de segurança necessários para o esporte. É uma iniciativa muito importante porque certamente vai estimular a prática do ciclismo não só na comunidade, como também na cidade do Rio - afirma Daniel Barcinski, responsável pelo projeto Travessia.

Por possuir estrutura moderna e seguir padrões internacionais de qualidade e segurança, o Bike Park do Alemão também poderá ser utilizado para treinamento de atletas durante as Olimpíadas de 2016.

- Esperamos que ciclistas brasileiros e de delegações internacionais utilizem o espaço para treinos de aclimatação durante os Jogos Olímpicos do Rio. O parque terá estrutura para servir como local de treinamento desses atletas - disse Barcinski.

Fonte/Toto; Governo do  Estado 

Chefe de equipes de Lance Armstrong é suspenso do esporte por dez anos

Johan Bruyneel é punido por ter ajudado a elaborar esquema de doping de Armstrong

Publicação:

22/04/2014 12:54
  

Atualização:

22/04/2014 13:11



De acordo com USADA, Johan Bruyneel (d) 'estava no topo de uma conspiração' de Armstrong  (AFP PHOTO/ Jaime REINA )
De acordo com USADA, Johan Bruyneel (d) 'estava no topo de uma conspiração' de Armstrong

Técnico de Lance Armstrong durante grande parte da sua carreira, Johan Bruyneel foi suspenso nesta terça-feira por dez anos por ter ajudado a organizar um elaborado esquema de doping nas equipes que o ex-ciclista norte-americano venceu por sete vezes a Volta da França.

A Agência Antidoping dos Estados Unidos (USADA, na sigla em inglês) confirmou o veredicto dado por um painel da Associação Americana de Arbitragem contra Bruyneel e outros dois membros das equipes dele. O médico Pedro Celaya e o preparador físico Jose "Pepe" Marti cumprirão oito anos de suspensão, explicou a agência.

Em comunicado, a USADA disse que Bruyneel "estava no topo de uma conspiração para cometer doping generalizado nas equipes U.S. Postal Service e Discovery Channel abrangendo muitos anos e muitos ciclistas".

Bruyneel alegou que ele, Armstrong e os outros foram feitos de bodes expiatórios para uma época em que o doping era "um fato da vida" no ciclismo. "Não discuto que há certos elementos da minha carreira que eu desejava que tivessem sido diferente", disse, em um comunicado.

"No entanto, uma pequena minoria de nós tem sido usada como bode expiatório para toda uma geração", completou Bruyneel, que, como um cidadão belga, questionou o direito de a USADA processá-lo e disse que vai analisar se entra com uma ação na Corte Arbitral do Esporte.

Bruyneel, Celaya e Marti enfrentaram acusações de tráfico e administração de produtos e métodos dopantes, incluindo EPO, transfusões de sangue, testosterona, hormônio de crescimento humano e cortisona.

"O painel concluiu que o próprio Bruyneel se beneficiou consideravelmente dos sucessos das equipes e ciclistas que ele comandou durante período relevante", afirmou a USADA. Bruyneel se recusou a depor e "não apresentou testemunhas de fatos por conta própria", disse a agência.

Bruyneel está proibido de trabalhar em todos os esportes até 11 de junho de 2022. As sanções impostas a Celaya e Marti terminam em 11 de junho de 2020. As punições valem a partir de junho de 2012, quando a USADA acusou Armstrong e suas equipes de utilizarem doping generalizado após uma longa investigação.

Armstrong perdeu todos os resultados conquistados após agosto de 1998, incluindo os sete títulos da Volta da França, além de ter sido banido do esporte, assim como os médicos Michele Ferrari e Luis Garcia del Moral. Em janeiro de 2013, o ex-ciclista norte-americano confessou ter se dopado durante a sua carreira.
http://www.superesportes.com.br/app/1,13/2014/04/22/noticia_maisesportes,282397/chefe-de-equipes-de-lance-armstrong-e-suspenso-do-ciclismo-por-dez-anos.shtml

Brasileiros no Giro d’Italia 14

22/04/2014 às 01:49

Rafael Andriato e Murilo Fischer são confirmados em lista provisória de participantes; Quintana e Purito Rodríguez aparecem como favoritos.
Por Imprensa FPC
Brasil / Notícias
Faltando três semanas para a largada em Belfast (Irlanda do Norte), no dia 9 de maio, a organização do Giro d’Italia divulgou a lista provisória de participantes da 97ª edição da grande volta italiana. Os brasileiros Rafael Andriato (Neri Sottoli) e Murilo Fischer (FDJ) estão presentes.
Foto: Divulgação/Tour do Rio/ Graham Watson
Foto: Divulgação/Tour do Rio/ Graham Watson
Esta será a quarta participação de Fischer na competição, a segunda consecutiva pela FDJ. No ano passado, o catarinense terminou na 147ª posição geral. Já Andriato disputará seu segundo Giro credenciado pela boa participação em 2013 quando ganhou dois prêmios: maior tempo na fuga e mais pontos em metas volantes.
Atual campeão, Vincenzo Nibali não representará a Astana este ano. Em seu lugar, a equipe cazaque terá o veterano Michele Scarponi como capitão e dono do número 1. Campeão em 2011, Scarponi vem de dois quarto lugares seguidos.
Outro recém-campeão que estará na disputa é Ryder Hesjedal (Garmin-Sharp), vencedor em 2012, mas que vem de um mal desempenho em 2013 quando abandonou a prova. Também na Garmin-Sharp, destaque para o irlandês Daniel Martin.
Mas talvez os dois maiores favoritos ao título do Giro d’Italia sejam Nairo Quintana, atual vice-campeão do Tour de France e líder da Movistar, e Joaquin Rodríguez (Katusha), três vezes pódio em grandes voltas mas que ainda persegue seu primeiro título em competições de três semanas.
Outros destaques são o atual vice-campeão Rigoberto Urán, que será o líder da Omega Pharma Quick-Step, Cadel Evans, líder da BMC e que contará com a ajuda de Samuel Sanchez, Domenico Pozzovivo (Ag2r), Dario Cataldo (Sky) e Ivan Basso (Cannondale).
Entre os sprinters, o principal nome é Marcel Kittel (Giant-Shimano). O alemão deverá ter como principais adversários Nacer Bouhanni (FDJ), Alessandro Petacchi (OPQS), Elia Viviani (Cannondale), Tyler Farrar (Garmin-Sharp) e Francesco Chicchi (Neri Sottoli).
Etapa 1 – 9 de maio, Belfast-Belfast CRE, 21.7km
Etapa 2 – 10 de maio, Belfast-Belfast, 218km (plana)
Etapa 3 – 11 de maio, Armagh-Dublin, 187km (plana)
Dia de descanso – 12 de maio
Etapa 4 – 13 de maio, Giovinazzo-Sari, 121km (plana)
Etapa 5 – 14 de maio, Taranto-Viggiano, 200km (média – final no alto)
Etapa 6 – 15 de maio, Sassano-Montecassino, 247km (média – final no alto)
Etapa 7 – 16 de maio, Frosinone-Foligno, 214km (plana)
Etapa 8 – 17 de maio, Foligno-Montecopiolo, 174km (média – final no alto)
Etapa 9 – 18 de maio, Lugo-Sestola, 174km (média – final no alto)
Dia de descanso – 19 de maio, Modena
Etapa 10 – 20 de maio, Modena-Salsomaggiore Terme, 184km (plana)
Etapa 11 – 21 de maio, Collecchio-Savona, 249km (média)
Etapa 12 – 22 de maio, Barbaresco-Barolo CRI, 46.4km
Etapa 13 – 23 de maio, Fossano-Rivarolo Canavese, 158km (plana)
Etapa 14 – 24 de maio, Agliè-Oropa, 162km (alta – final no alto)
Etapa 15 – 25 de maio, Valdengo-Montecampione, 217km (alta – final no alto)
Dia de descanso – 26 de maio, Ponte di Legno
Etapa 16 – 27 de maio, Ponte di Legno-Val Martello, 139km (alta – final no alto)
Etapa 17 – 28 de maio, Sarnonico-Vittorio Veneto, 204km (plana)
Etapa 18 – 29 de maio, Belluno-Rif. Panarotta, 171km (alta – final no alto)
Etapa 19 – 30 de maio, Bassano del Grappa-Cima Grappa Cronoescalada, 26.8km (final no alto)
Etapa 20 – 31 de maio, Maniago-Monte Zoncolan, 167km (alta – final no alto)
Etapa 21 – 1º de junho, Gemona del Friulli-Trieste, 169km (plana)

Bike registrada: site faz cadastro de bicicletas para inibir roubos

O registro é gratuito e o proprietário pode usar várias ferramentas de segurança do site

Myrela Moura - Diario de Pernambuco
Publicação: 23/04/2014 18:22 Atualização: 23/04/2014 18:43

Pelo site, o dono pode cadastrar a bicicleta e inibir a revenda do produto. Foto:Bikeregistrada/Facebook/Reprodução
Pelo site, o dono pode cadastrar a bicicleta e inibir a revenda do produto. Foto:Bikeregistrada/Facebook/Reprodução

Surgindo como uma iniciativa para diminuir a quantidade de roubos e furtos de bicicleta, um grupo de Brasília criou o projeto Bike Registrada, que tem como objetivo fazer uma cadastro nacional de bicicletas. O proprietário pode registrar a sua bike, inibir o roubo, dificultar a comercialização e auxiliar na recuperação de bikes roubadas. 

Segundo um dos idealizadores do site,  Max Poeck, o governo brasileiro tem visto o uso da bicicleta como uma das alternativa de mobilidade que podem ajudar a melhorar o trânsito. "A preocupação está muito voltada para a infra-estrutura, porém, pouco se tem feito em relação à segurança. Então começamos a desenvolver o site, para ajudar a promover a segurança do ciclista", disse o idealizador.

Através do cadastro o ciclista conta com diversas funcionalidades: registro da bicicleta (o cadastrado pode registrar quantas bikes quiser), transferência da bicicleta (onde o proprietário pode transferir a bike para outra pessoa cadastrada), alerta de roubo (onde o usuário pode acionar um alerta que informará no momento da consulta que a bike é roubada), consulta da bike (onde o ciclista pode confirmar o nome do proprietário e se a bike não é roubada). Existem algumas ferramentas em desenvolvimento, como a criação de um aplicativo onde será possível consultar uma bicicleta pelo celular e um envio de mensagem ao proprietário informando do roubo.
Para registrar a bicicleta é necessário oferecer o número de série, encontrado na parte inferior do quadro. Foto:Bikeregistrada/Facebook/Reprodução
Para registrar a bicicleta é necessário oferecer o número de série, encontrado na parte inferior do quadro. Foto:Bikeregistrada/Facebook/Reprodução


Tudo é feito de forma gratuita e, uma vez cadastrada, a bicicleta ficará registrada em nome do proprietário e somente ele poderá alterar ou cancelar o cadastro ou transferir a bicicleta para outra pessoa."Tratando-se de um mercado de 4,5 milhões de bicicletas vendidas no Brasil apenas em 2012, pretendemos para o primeiro ano, alcançar 13% dos ciclistas categorizados em Lazer/Recreação e Competição, que nos dará aproximadamente 105 mil ciclistas cadastrados", explica o fundador do site. 

Fazer o registro é fácil, para isso é preciso entrar no site www.bikeregistrada.com.br e preencher um cadastro virtual gratuito, deixar registrada a marca, o modelo e o número de série da sua bike, que pode ser encontrado na parte inferior do quadro da bicicleta, próximo ao movimento central.

Registro de bicicletas é uma tendência mundial

Em outros países do mundo são ofertados esse serviço por diversos sites como o www.bikeregister.comdo Reino Unido, www.bikerevolution.ca e www.torontopolice.on.ca/bike do Canadá,owww.denvergov.org/bikeregistration.asp de Denver, o www.honolulu.gov/dts/vikereg.htm de Honolulu, owww.biciregistro.es de Barcelona e www.enbicipormadrid.es de Madri na Espanha.
http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/bikepe/2014/04/23/interna_bikepe,500510/bike-registrada-site-faz-cadastro-de-biciletas-para-inibir-roubos.shtml

Conheça o Minibreak, controle remoto para freio de bicicletas das crianças

Taysa Coelho

por 
Para o TechTudo
Uma empresa húngara desenvolveu um freio de bicicleta capaz de ser acionado através de um controle remoto. O Minibreak foi criado para aumentar a segurança de crianças entre 2 e 5 anos que estão aprendendo a andar sobre duas rodas: os responsáveis podem pará-las sempre que acreditarem que há um perigo adiante.
O Minibreak é instalado na traseira da bike (Reprodução/Indiegogo)O Minibreak é instalado na traseira da bicicleta (Foto: Reprodução/Indiegogo)
A invenção consiste em um freio colocado na parte traseira do selim da bicicleta, que levanta ou abaixa quando acionado via controle remoto, freando a roda de trás suavemente. Os pais são capazes de parar a bike a uma distância de até 50 m.
http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2014/04/conheca-o-minibreak-controle-remoto-para-freio-de-bicicletas-das-criancas.htm
l

EMPRESA CRIA BICICLETA DE OURO E COLOCA À VENDA POR US$ 1 MILHÃO

APENAS 13 UNIDADES SERÃO FABRICADAS

Bicicleta de ouro da THSG (Foto: Divulgação)
A empresa The House of Solid Gold é especializada em criar objetos extravagantes feitos de ouro. Seu novo produto, porém, parece superar as expectativas. Não é algo pequeno como um óculos ou um fone de ouvido, mas sim uma bicicleta. "Quantas vezes na sua vida você verá os extremos se encontrarem?", pergunta a descrição disponível no site da empresa. "Criamos a mountain bike mais cara do mundo".
Banco de couro de crocodilo (Foto: Divulgação)
O fundador da empresa, Hugh power, se uniou a um atleta radical, Dan Bull, para criar o produto, feito de outro 24 quilates. Apenas 13 unidades serão fabricadas, customizadas de acordo com as vontades dos clientes. Cada uma custa US$ 1 milhão (cerca de R$ 2,2 milhões) e demora 750 horas para ficar pronta, o equeivalente a três meses de trabalho.
Mas não é apenas o ouro que chama a atenção na bicicleta. O emblema da marca, "THSG" é incrustado com mais de mil diamantes e safiras, além de um banco feito de coro de crocodilo.  Quem aceitar desembolsar o preço receberá a bicicleta em qualquer lugar do mundo.
No site, a empresa promete doar pelo menos 90% do dinheiro arrecadado com a venda das bicicletas mais caras do mundo para uma instituição de caridade.
Logo da empresa é cravejado de diamantes (Foto: Divulgação)
http://epocanegocios.globo.com/Informacao/Acao/noticia/2014/04/empresa-cria-bicicleta-de-ouro-e-coloca-venda-por-us-1-milhao.html

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Fã de Fórmula 1 "transforma" carro de Vettel em bicicleta no interior de SP

Comunicador visual de Jacareí, no Vale do Paraíba, leva quatro meses para personalizar bike com detalhes em ouro da máquina do tetracampeão mundial

Por Jacareí, SP

Bike Sebastian Vettel F1 (Foto: Eduardo Ishikawa/Acervo)Bicicleta personalizada com o design do carro de Sebastian Vettel (Foto: Aquivo Pessoal)

Uma bicicleta com cara de carro de Fórmula 1. Por que não, hein? O comunicador visual Eduardo Ishikawa decidiu homenagear um piloto com sua bicicleta, uma XKS Freeride Aro 26. A bike se transformou em um Red Bull Racing guiado na última temporada pelo tetracampeão mundialSebastian Vettel. A ideia de espelhar o design do carro do alemão em uma bike surgiu por acaso, como conta o morador de Jacareí, cidade do interior de São Paulo.    
Bike Sebastian Vettel F1 (Foto: Eduardo Ishikawa/Acervo)Eduardo Ishikawa, criador da "bike da RBR"
(Foto: Aquivo Pessoal)
– Eu sempre gostei de acompanhar a Fórmula 1 e no ano passado o Vettel estava se destacando muito. Já tinha a ideia e eu estava meio indeciso na pintura que eu faria na bike. Como eu estava torcendo pelo Vettel ser o tetracampeão mais novo, aí pensei: "a minha bike vai ser igual ao carro dele". Foi aí que comecei a produzir a pintura – contou.   
Todo o trabalho foi finalizado após quatro meses de personalização na própria casa do criador. A estrutura de alumínio passou por um rígido polimento e recebeu diversas camadas de “candy blue”, cor base dos carros da RBR. Todos os desenhos tiveram que ser feitos manualmente por ele com fitas, fora os decalques que chegam a ter o tamanho de 18 milímetros, com alta definição.   
Ishikawa explica também que o design teve que ser rascunhado primeiramente no computador. Após o processo, mais seis demãos de verniz alto sólido tiveram que ser aplicadas na bicicleta. Com tantos detalhes, um deles se destaca na obra de arte: os amortecedores e os raios folheados a ouro.   
Bike Sebastian Vettel F1 (Foto: Eduardo Ishikawa/Acervo)Detalhe do guidão da bicicleta de Eduardo Ishikawa (Foto: Aquivo Pessoal)

– Cada emblema ou decalque necessitou de vetorização no programa "Illustrator" no computador para poder fabricar as máscaras de adesivo e os fotolitos. É um trabalho de paciência. O acabamento especial nessa bike é a folheação em ouro 24 quilates em todos raios de inox e no cilindro da suspensão, feitas com uma máquina que possuo e pra finalizar coloquei duas ferraduras em acrílico amarelo transparente na parte frontal da suspensão e na parte traseira do quadro – detalhou Eduardo.   
Bike Sebastian Vettel F1 (Foto: Eduardo Ishikawa/Acervo)Banco da bike personalizada com as cores do carro de Vettel (Foto: Aquivo Pessoal)
Para a montagem das peças com o máximo de cuidado, o comunicador visual contratou uma empresa de Jacareí para auxiliar no trabalho. Uma vez pronta, Eduardo não se contentou com apenas olhar e resolveu testar a “sua própria RBR”. Ele quer deixá-la exposta aos apaixonados pela F-1 em um local público. 
– Agora eu pretendo fabricar algo como um casco frontal dos carros de Fórmula 1 em miniatura ou até mesmo a carroceria inteira. Já pensou ter uma coleção com todas as carrocerias dos carros personalizadas em um tamanho de 30 centímetros cada peça? Acho que seria interessante, é como estar lá no Autódromo – revela o artista. 
http://globoesporte.globo.com/sp/vale-do-paraiba-regiao/noticia/2014/04/fa-de-formula-1-transforma-carro-de-vettel-em-bicicleta-no-interior-de-sp.html

Estudantes ingleses criam bicicleta em forma de cápsula

A bicicleta surpreende pelo formato estranho, nada convencional. Assim como no design, a bike promete surpreender também no desempenho, chegando a uma velocidade de 140 km/h.
O ARION1, como foi chamado, foi criado por estudantes da Universidade de Liverpool, na Inglaterra e, apesar de parecer mais com uma pílula, promete ser 40 vezes mais aerodinâmico que um Bugatti Veryon, super esportivo conhecido por alcançar 431 km/h (na versão Super Sport) e ser o segundo carro de rua mais rápido do mundo.
A bike é envolvida por uma cápsula de fibra de carbono e equipada com câmera e um monitor. Além disso, coloca o piloto em uma posição reclinada, a poucos centímetros do chão. A expectativa é que a bicicleta esteja pronta dentro de um ano.
Foto:Divulgação



Foto:Divulgação
http://www.dm.com.br/texto/174121

Rolê de bike

Publicado em 23/04/2014
Quando você sabe fazer uma coisa, não importa como, mas você sempre dará um jeito de realizar o que sabe! Esse cara é um bom exemplo do que estou falando, ao dar um rolê com uma miniatura de bicicleta.

Copa Promosom Via Café Garden de Ciclismo - Varginha


Copa Promosom será dia 04 de maio

A Copa Promosom Via Café Garden de Ciclismo, o evento esportivo mais tradicional 

de Varginha/MG, agora em sua 24ª edição, ocorrerá dia 4 de maio. A competição terá 

início às 9 horas, com concentração na Praça da Fonte, no centro da cidade.

Segundo Paulo Veloso, organizador da competição, a alteração no horário das 

disputas para o período da manhã beneficiará os competidores dos municípios mais 

distantes no retorno para casa. “Temos hotéis de boa qualidade e com ótimos preços, isso 

não será oneroso aos competidores”, disse Veloso.

ATENÇÃO: atletas filiados à FMC terão isenção total da inscrição.

A competição é homologada pela Federação Mineira, com pontuação classe 3 

(máxima para Prova de 1 dia) no ranking CBC para as categorias Elite Masculino, Elite 

Feminino e Master’s. Haverá também duas categorias Open - Speed e MTB. 

Fenícia Palace Hotel

O Fenícia Palace Hotel, parceiro da Copa Promosom em todas as edições, está 

com uma excelente tarifa para os competidores.

Diária de R$ 90,00 (Noventa reais) para apartamento duplo.

O Hotel Fenícia fica localizado na Praça Getúlio Vargas, nº 61, Centro, em frente ao 

local de concentração da Copa Promosom.

Os interessados devem reservar com antecedência pelo telefone (35) 3222.3000.

A Copa Promosom Via Café Garden é uma realização do Jornal PODIUM em 

parceria com a Prefeitura do Município de Varginha, através da Setec, Semel, Demutran 

e Secretaria de Saúde, com homologação e ranking da Federação Mineira de Ciclismo 

e Confederação Brasileira de Ciclismo, com patrocínio da Via Café Garden Shopping, 

W Outdoor, EPTV, Coutinho e apoio da Câmara Municipal, Federação Paulista de 

Ciclismo, MZ2 Eventos, Fenícia Palace Hotel, Itatiaia Sul de Minas, Polícia Militar e Polícia 

Rodoviária de Minas Gerais, Corpo de Bombeiros e Tiro de Guerra TG 04. 

Mais informações no site www.copapromosom.com.br 

Despesa Valor

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Cem brasileiros pedalam juntos em Riccione, nordeste da Itália


Os canarinhos encontraram ótima estrutura para os cicloturistas na região

Cem brasileiros se juntaram para pedalar juntos na Itália, provavelmente um recorde no exterior para um evento de cicloturismo. Isto demonstra que havia muita gente com vontade de fazer uma aventura dessas, mas faltava coragem, oportunidade, ou ambos.

O evento surgiu de uma parceria entre o Clube de Cicloturismo do Brasil e uma empresa de promoção de turismo italiana, a Italy Bike Tour, coordenada por uma brasileira.
O evento teve presença de mais de 100 ciclistas. Foto: Rodrigo Telles

A sede do evento foi a bela cidade de Riccione, que fica no litoral nordeste da Itália, no estado da Emilia Romagna. Passamos oito dias pedalando bastante (e comendo mais ainda é certo). Eram cerca de 50 quilômetros por dia, por estradinhas de asfalto, às vezes de terra, e teve até uma trilhazinha para apimentar o passeio.

Visuais

Os visuais eram nada menos do que fantásticos, de tamanha variedade que chegam a nos assustar. No interior passávamos por castelos, locais históricos utilizados nas guerras mundiais, por muralhas e cidades medievais. No litoral beirávamos falésias e o azul intenso do Mar Adriático.
As belas paisagens deixaram todos motivados. Foto: Rodrigo Telles

Nas paradas degustávamos ora vinhos, ora aceto balsâmico, queijos, azeites, ou a especialidade da região, as deliciosas piadinas. Uma completa tentação, mas tínhamos a boa desculpa de estar pedalando e gastando bastante energia.

Estrutura

Os italianos deram um show também na estrutura turística profissional oferecida para o público ciclista. Uma rede de hotéis chamada Italy Bike Hotéis tem tudo que um cicloturista pode imaginar precisar. São guias especializados, mapas e informações, oficina mecânica, bicicletário, aluguel de bicicletas, entre outras atenções e mimos como lavagem gratuita de roupa de ciclismo todos os dias e lanche de trilha pronto para pegar e levar. Não é a toa que recebem ciclistas do mundo inteiro, boa parte do ano.
Queijos e vinhos estsvam por todos os lados nas paradas. Foto: Rodrigo Telles

Nossa ligação brasileira com a Itália vai além da imigração, ocorrida séculos atrás. Temos verdadeira adoração pela culinária e muita identificação pelo jeito e alegria, pelo carinho entre a família, enfim com o estilo italiano em geral.

Nesta viagem pudemos comprovar esta identificação e estreitá-la ainda mais. Com certeza foi uma viagem incrível para todos que estiveram lá. A boa notícia é que a dose vai se repetir neste ano de 2014 e as inscrições já estão abertas no site do Clube de Cicloturismo. Bora lá, ou como diriam os italianos, Andiamo belo!!!
Até a próxima, Belo! Foto: Rodrigo Telles

O Encontro Internacional Brasil Itália só foi possível com o apoio do Hotel Dory, Hotel Fedora, FRW bicyles, Província de Rimini, Comune de Riccioni, Região Emilia Romana, Federação Italiana dos Amigos da Bicicleta (FIAB) e os Circuitos brasileiros de Santa Catarina: Vale Europeu e Costa Verde & Mar.
http://www.webventure.com.br/h/noticias/cem-brasileiros-pedalam-juntos-em-riccione-nordeste-da-italia/33028

Brasileiros no Giro d’Italia 14

22/04/2014 às 01:49

Rafael Andriato e Murilo Fischer são confirmados em lista provisória de participantes; Quintana e Purito Rodríguez aparecem como favoritos.
Por Imprensa FPC
Brasil / Notícias
Faltando três semanas para a largada em Belfast (Irlanda do Norte), no dia 9 de maio, a organização do Giro d’Italia divulgou a lista provisória de participantes da 97ª edição da grande volta italiana. Os brasileiros Rafael Andriato (Neri Sottoli) e Murilo Fischer (FDJ) estão presentes.
Foto: Divulgação/Tour do Rio/ Graham Watson
Foto: Divulgação/Tour do Rio/ Graham Watson
Esta será a quarta participação de Fischer na competição, a segunda consecutiva pela FDJ. No ano passado, o catarinense terminou na 147ª posição geral. Já Andriato disputará seu segundo Giro credenciado pela boa participação em 2013 quando ganhou dois prêmios: maior tempo na fuga e mais pontos em metas volantes.
Atual campeão, Vincenzo Nibali não representará a Astana este ano. Em seu lugar, a equipe cazaque terá o veterano Michele Scarponi como capitão e dono do número 1. Campeão em 2011, Scarponi vem de dois quarto lugares seguidos.
Outro recém-campeão que estará na disputa é Ryder Hesjedal (Garmin-Sharp), vencedor em 2012, mas que vem de um mal desempenho em 2013 quando abandonou a prova. Também na Garmin-Sharp, destaque para o irlandês Daniel Martin.
Mas talvez os dois maiores favoritos ao título do Giro d’Italia sejam Nairo Quintana, atual vice-campeão do Tour de France e líder da Movistar, e Joaquin Rodríguez (Katusha), três vezes pódio em grandes voltas mas que ainda persegue seu primeiro título em competições de três semanas.
Outros destaques são o atual vice-campeão Rigoberto Urán, que será o líder da Omega Pharma Quick-Step, Cadel Evans, líder da BMC e que contará com a ajuda de Samuel Sanchez, Domenico Pozzovivo (Ag2r), Dario Cataldo (Sky) e Ivan Basso (Cannondale).
Entre os sprinters, o principal nome é Marcel Kittel (Giant-Shimano). O alemão deverá ter como principais adversários Nacer Bouhanni (FDJ), Alessandro Petacchi (OPQS), Elia Viviani (Cannondale), Tyler Farrar (Garmin-Sharp) e Francesco Chicchi (Neri Sottoli).
Etapa 1 – 9 de maio, Belfast-Belfast CRE, 21.7km
Etapa 2 – 10 de maio, Belfast-Belfast, 218km (plana)
Etapa 3 – 11 de maio, Armagh-Dublin, 187km (plana)
Dia de descanso – 12 de maio
Etapa 4 – 13 de maio, Giovinazzo-Sari, 121km (plana)
Etapa 5 – 14 de maio, Taranto-Viggiano, 200km (média – final no alto)
Etapa 6 – 15 de maio, Sassano-Montecassino, 247km (média – final no alto)
Etapa 7 – 16 de maio, Frosinone-Foligno, 214km (plana)
Etapa 8 – 17 de maio, Foligno-Montecopiolo, 174km (média – final no alto)
Etapa 9 – 18 de maio, Lugo-Sestola, 174km (média – final no alto)
Dia de descanso – 19 de maio, Modena
Etapa 10 – 20 de maio, Modena-Salsomaggiore Terme, 184km (plana)
Etapa 11 – 21 de maio, Collecchio-Savona, 249km (média)
Etapa 12 – 22 de maio, Barbaresco-Barolo CRI, 46.4km
Etapa 13 – 23 de maio, Fossano-Rivarolo Canavese, 158km (plana)
Etapa 14 – 24 de maio, Agliè-Oropa, 162km (alta – final no alto)
Etapa 15 – 25 de maio, Valdengo-Montecampione, 217km (alta – final no alto)
Dia de descanso – 26 de maio, Ponte di Legno
Etapa 16 – 27 de maio, Ponte di Legno-Val Martello, 139km (alta – final no alto)
Etapa 17 – 28 de maio, Sarnonico-Vittorio Veneto, 204km (plana)
Etapa 18 – 29 de maio, Belluno-Rif. Panarotta, 171km (alta – final no alto)
Etapa 19 – 30 de maio, Bassano del Grappa-Cima Grappa Cronoescalada, 26.8km (final no alto)
Etapa 20 – 31 de maio, Maniago-Monte Zoncolan, 167km (alta – final no alto)
Etapa 21 – 1º de junho, Gemona del Friulli-Trieste, 169km (plana)

terça-feira, 22 de abril de 2014

CICLISMO: CAVENDISH FALHA O GIRO DE ITÁLIA E CONCENTRA-SE NA VOLTA A FRANÇA

18 de abril de 2014

Cavendish já participou em cinco edições do Giro de Itália desde 2008, ganhando 15 etapas (cinco delas em 2013).

Cavendish falha o Giro de Itália e concentra-se na Volta a França
O ciclista britânico Mark Cavendish, campeão do Mundo em 2011, vai ficar ausente da Volta a Itália em bicicleta deste ano, concentrando-se na Volta a França, anunciou hoje a sua equipa, a Omega Pharma.

Cavendish, de 28 anos, vai correr a Volta à Turquia (27 de abril a 04 de maio), depois participa na Volta à Califórnia (11 a 18 de maio) e em seguida na Volta à Suíça (14 a 22 de junho).

No início de época, o britânico ganhou uma etapa da Volta ao Algarve e outra na Tirreno-Adriático, mas tem vindo a falhar corridas devido a uma gastroenterite e febre.

"Como toda a gente sabe, o meu grande objetivo este ano é o Tour de França", recordou Cavendish, reiterando que não vai correr o Giro de Itália.

Cavendish já participou em cinco edições do Giro de Itália desde 2008, ganhando 15 etapas (cinco delas em 2013).

Conteúdo publicado por SportInforma c/ Lusa
http://desporto.sapo.pt/ciclismo/artigo/2014/04/18/cavendish_falha_o_giro_de_it_lia.html

Alemão cria bicicleta maluca inspirada na Copa do Mundo no Brasil

18/04/2014 09h33 - Atualizado em 18/04/2014 09h33

Didi 'El Diablo' Senft precisou de 100 horas para finalizar criação.

Bicicleta possui bolas de futebol e até imagem que lembra Cristo Redentor.

fonte:http://g1.globo.com/planeta-bizarro/noticia/2014/04/alemao-cria-bicicleta-maluca-inspirada-na-copa-do-mundo-no-brasil.html
O designer de bicicletas Didi Senft, também conhecido como “El Diablo”, exibiu sua nova criação sobre duas rodas na cidade de Storkow, na Alemanha, em comemoração à Copa do Mundo no Brasil.
Senft, que já entrou para o livro dos recordes pela maior bicicleta do mundo, afirmou que foram necessárias cerca de 100 horas para finalizar o projeto.
Senft também ficou famoso por fabricar bicicletas em homenagem à Eurocopa, ao Natal, inspirada no casamento real, uma bicicleta com mil discos de hóquei, entre outros modelos curiosos.
Didi Senft exibe sua bicicleta em comemoração à Copa do Mundo na Alemanha (Foto: Fabrizio Bensch/Reuters)Didi Senft exibe sua bicicleta em comemoração à Copa do Mundo na Alemanha (Foto: Fabrizio Bensch/Reuters)
  •  
Inventor, conhecido como 'El Diablo', sopra corneta com a bandeira do Brasil em sua bicicleta comemorativa (Foto: Fabrizio Bensch/Reuters)Inventor, conhecido como 'El Diablo', sopra corneta com a bandeira do Brasil em sua bicicleta comemorativa (Foto: Fabrizio Bensch/Reuters)
'El Diablo' posa com tridente ao lado de bicicleta comemorativa da Copa do Mundo no Brasil (Foto: Fabrizio Bensch/Reuters)'El Diablo' posa com tridente ao lado de bicicleta comemorativa da Copa do Mundo no Brasil (Foto: Fabrizio Bensch/Reuters)
Didi Senft precisou de cerca de 100 horas para construir bicicleta com bolas de futebol e até uma imagem que lembra o Cristo Redentor (Foto: Fabrizio Bensch/Reuters)