terça-feira, 18 de março de 2014

Lorenzo Martone lança bicicletas coloridas no Brasil


Anna Wintour, todo-poderosa da ‘Vogue’ americana, foi uma das incentivadoras do projeto
17/03/14, 09:38
















Quando o publicitário e ex-modelo brasileiro Lorenzo Martone mudou de apartamento, no West Village, em Nova York, sofreu com o dilema da falta de espaço no prédio para guardar sua tão adorada bicicleta, que o acompanhava diariamente pelas ruas de Manhattan. O jeito, na época, era pendurá-la na parede da sala, mas a bike, meio sem graça, não combinava muito bem com a decoração .
— Aquilo estava me incomodando demais, então pensei em criar um modelo funcional e ao mesmo tempo atraente aos olhos — conta Lorenzo.
O início das vendas começou em março do ano passado (pense em lugares como Colette, em Paris, e Saks Fifth Avenue, em NY), mas só agora a Martone Cycling inicia sua saga por aqui. Desde o início da semana, num sistema de “private sale”, é possível levar sua magrela para casa — ou melhor, recebê-la em casa. O esquema funciona assim: você manda um email para o Student Travel Bureau (ad@stb.com.br), responsável pela importação das magrelas, e reza para conseguir segurar pelo menos uma das apenas cem unidades que estão vindo para cá nesta primeira leva, pelo preço de R$ 2.800 cada.
São, ao todo, dois modelos (feminino e masculino) em cinco cores: branca, preta, vermelha, prata e dourada.
— O processo de criação da marca foi como o de uma coleção de moda. No começo, desenhei 17 bicicletas, em cores diferentes, e fui editando até chegar a essas cinco — diz ele, que vai lançar em junho, nos Estados Unidos e na Europa, um modelo elétrico; em setembro, será a vez de novas cores, como azul, laranja, bege, verde e cinza.
As novidades não param por aí. Antes dos lançamentos do segundo semestre, ele garante que vai anunciar uma colaboração bombástica com um grande nome da moda. Para quem pensou em Marc Jacobs, o ex-namorado de Lorenzo, é melhor nem apostar as fichas.
— Ele não anda de bicicleta — resume Lorenzo, sem revelar o que o estilista achou das magrelas.
Para compensar, adivinha quem gostou da iniciativa de Lorenzo? Ninguém mais, ninguém menos que Anna Wintour. Não que a supereditora saia por aí desfilando por Manhattan sobre duas rodas, mas quem disse que precisa ser ciclista para desejar uma dessas?
— Anna viu o projeto no início e pediu pra eu mandar as bikes para a revista quando ficassem prontas. Ela me apoiou muito — diz Lorenzo, que vai inaugurar em abril uma pop up store no Hotel Paramount, em Nova York, por seis semanas.
Fonte: JL/Globo
http://www.jornaldeluzilandia.com.br/txt.php?id=29652

Nenhum comentário: