quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Vereador Adriano Ventura conta como foi acidente e critica atendimento médico

O parlamentar sofreu luxação no quadril e deve receber alta do hospital ainda nesta segunda-feira


Publicação: 10/02/2014 19:51 Atualização:


Vereador ficou duas horas esperando o atendimento médico

“É falta de respeito com o cidadão ficar duas horas esperando resgate”. Essa é a indignação do vereador Adriano Ventura (PT) que ficou deitado no asfalto com o forte calor depois de ser atropelado na Avenida Tereza Cristina, perto do viaduto sobre a Tito Fulgêncio, na Região do Barreiro, em Belo Horizonte. O parlamentar seguia de bicicleta de casa, no Bairro Novo das Indústrias, para a Câmara Municipal, na Região Centro-Sul da capital quando foi atingido por um carro. Ele sofreu luxação no quadril e deve receber alta do hospital ainda nesta segunda-feira. 

O parlamentar havia deixado o campus da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), no Bairro São Gabriel, Região Nordeste de Belo Horizonte, depois de uma aula. Em seguida, deixou o carro em um posto de combustível e foi de bicicleta até o Barreiro. “Quando voltava e me dirigia para a Câmara Municipal pela Avenida Tereza Cristina fui atingido por um carro. O motorista olhou para a esquerda e não olhou para frente”, explica Ventura. 

O veículo atingiu a roda traseira da bicicleta e o parlamentar foi jogado contra o guard rail. Segundo ele, o motorista que cometeu o acidente foi muito solícito e ficou no local até o resgate chegar. “Foi muito atencioso. Ficou o tempo todo comigo, o que é raro nesses tipos de acidente”, contou. 

O drama vivido pelo vereador começou depois do acidente, que aconteceu às 12h40. Logo que foi atingido pelo carro, o motorista e pedestres que passaram pelo local acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Porém, o atendimento demorou a chegar. “O tempo todo parava carro e as pessoas ligavam. Um pediatra passou pelo local e me atendeu. Ele ligou para o Samu e ainda me orientou a ficar quieto sem me mexer. Fiquei duas horas esperando o socorro e acabou que foi o Corpo de Bombeiros que me atendeu”, diz. 


Parlamentar foi levado para o Hospital João XXIII pelo Corpo de Bombeiros

O socorro chegou por volta das 14h30. Conforme o Corpo de Bombeiros, a solicitação de socorro chegou às 13h48. A viatura se deslocou no primeiro endereço passado, mas não constatou o acidente. Os militares conseguiram chegar até a vítima às 14h26. Adriano foi socorrido e encaminhado para o Hospital João XXIII com trauma na bacia e escoriações pelo corpo.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Belo Horizonte afirmou que não consta nenhuma solicitação de socorro para este acidente no sistema do órgão.

O vereador sofreu luxação no quadril e deve receber alta ainda nesta segunda-feira. “Quero voltar a trabalhar o quanto antes e também voltar a andar de bicicleta porque é o que eu gosto”, afirmou.

Nenhum comentário: