quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Entregas feitas de bike: consciência ambiental, agilidade e economia

Pensando em minimizar o impacto ambiental da circulação dos motoboys empresas estão utilizando ciclistas para fazerem a entrega de encomendas

Entrega de bike (Foto: Divulgação)Entrega de bike não polui e dependendo do trajeto chega mais rápido ao destino (Foto: Divulgação)
Você sabia que uma moto pode emitir até três vezes mais CO2 (gás carbônico) que um carro? Além do gás carbônico as motocicletas também despejam no ar, poluentes como óxido de nitrogênio e hidrocarbonetos, que dificultam a oxigenação do sangue, atacam as vias respiratórias e podem provocar doenças cardíacas.

Pensando em minimizar o impacto ambiental da circulação dos motoboys e colaborar com o trânsito das cidades algumas empresas estão utilizando o serviço dos bikers para fazerem a entrega de pequenas encomendas. Documentos e produtos pequenos estão circulando por várias cidades na garupa de ciclistas entregadores.

Além de não poluir e ajudar a desobstruir o trânsito nas grandes cidades com as bicicletas os entregadores fogem de ruas congestionadas e driblam a falta de vagas para estacionamento ocupando pouco espaço.

O custo de uma entrega feita com bicicleta é cerca de 50% menor que o custo do serviço feito por outro tipo de veículo o que faz com que consumidores e empresas economizem dinheiro.

O serviço não chega a ser inovador e existem várias referências a entregadores que utilizavam bicicleta desde o final do século XIX, por exemplo os mensageiros contratados pela bolsa de valores de Paris na década de 1870.
Entrega de bike (Foto: Divulgação)Uma opção ao trânsito  (Foto: Divulgação)
O maior e-commerce de artigos esportivos do Brasil adotou o sistema que eles nomearam de Super Esportiva nas entregas na cidade de São Paulo para pedidos de até dois quilos que chegam na casa do cliente no mesmo dia da compra. Segundo a empresa a nova modalidade de entrega alia pilares importantes como sustentabilidade, agilidade e esporte.
-Na empresa nós vivemos e nos inspiramos no esporte. Então levamos essa vivência até para as nossas entregas, buscando proporcionar ao consumidor mais uma experiência única. A questão do impacto ambiental é de grande importância para nós, e além disso queremos oferecer aos nossos consumidores uma modalidade de entrega que una sustentabilidade, agilidade e por que não o esporte? - explica Graciela Tanaka, COO da empresa.
Cada ciclista percorre em média 74 km por dia, sendo que a cada quilômetro rodado com uma bicicleta, poupa-se o consumo de 50 a100 ml de gasolina o que evita a emissão de 113g de gás carbônico.

-Os grandes ganhos ambientais que conseguimos acontecem quando temos o apoio de algum setor da economia com maior racionalidade nos processos de trabalho. A questão das motos no país é um problema que temos que enfrentar com firmeza, as pessoas tem pressa na entrega das coisas, tem pressa nos serviços e se uma empresa de grande porte mostra que é eficiente essa substituição pelas bicicletas é uma atitude importante para servir de exemplo, comenta Rudolph Noronha, gerente de Qualidade do Ar do Ministério do Meio Ambiente.
Para garantir a segurança e integridade dos itens entregues, os ciclistas-entregadores utilizam cestas, bagageiros, caixas e mochilas de variados tamanhos e formatos, todas impermeáveis.

Segundo o Sindicato das Empresas de Distribuição de Entregas Rápidas do Estado de São Paulo (Sederesp), a entrega de produtos por ciclistas cresce 50% ao ano nas grandes cidades. De acordo com o Sindimotos-SP (Sindicato dos Motoboys), o número dos bikeboys em São Paulo aumentou de mil em 2009 para três mil em 2014.
No Brasil o serviço já está em diversas cidades como São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Salvador, Aracaju, Florianópolis, Goiânia, Curitiba.
http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/noticia/2014/02/entregas-feitas-de-bike-consciencia-ambiental-agilidade-e-economia.html

Nenhum comentário: