sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Vídeo mostra ação de ladrões de bicicletas na USP

Vídeo mostra ação de ladrões de bicicletas na USP

Frequentadores relatam casos de assalto no campus Butantã da USP.
Assaltantes utilizam carro ou motocicleta para cometer os crimes.

Do G1 São Paulo

Frequentadores relatam casos de assalto no campus Butantã da USP.
Assaltantes utilizam carro ou motocicleta para cometer os crimes.


Vídeo entregue por um ciclista ao Bom DiaSão Paulo mostra ladrões roubando bicicletas no campus  Butantã da Universidade de São Paulo, na Zona Oeste da capital paulista. Os ciclistas têm sido vítimas de ladrões na Cidade Universitária e, por causa da insegurança, já há casos de pessoas que vão pedalar com escolta armada.

Em uma moto, um homem leva um garupa, que segura uma bicicleta. Eles vão em direção à guarita da Escola Politécnica da USP. Outros dois suspeitos os aguardam em outra moto. Um deles tenta pegar outra bicicleta presa perto do portão, mas não consegue.
Os quatro vão embora levando uma bicicleta. Um vigia da USP disse que esse assalto foi na manhã do sábado (18). Os homens estavam armados e, por isso, os vigias não reagiram.
A Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que de janeiro a novembro do ano passado 151 pessoas foram presas por roubo na região da USP. A Polícia Militar disse que vai se reunir com o delegado responsável pelo distrito e com o Ministério Público para implementar ações de segurança pública na Cidade Universitária. A PM também informou que mantém uma base comunitária e equipes que patrulham a USP de moto.
O governador Geraldo Alckmin informou ao SPTV que a partir desta quinta-feira (23) mais quatro policiais da Ronda Ostensiva com Apoio de Bicicletas (Rocam) vão reforçar a segurança na Cidade Universitária.
E mesmo para quem continua a frequentar a Cidade Universitária o lazer virou motivo de preocupação. “Aqui teoricamente é o único lugar que a gente tem para treinar e, com essa insegurança, a gente fica com medo, fica assustado”, afirmou o personal trainer Téssio Cunha.O professor de Educação Física Emerson Villela foi roubado na quinta-feira (16),  às 6h30, o horário de pico dos ciclistas, em uma rotatória que fica dentro da Cidade Universitária. “Me abordaram nessa rotatória atrás, já gritando de longe ‘Perdeu, perdeu!’; me ameaçando ‘Desce logo, senão a gente atira!’ e o rapaz, o garupa, pegou minha bicicleta, colocou no ombro e já sumiu”, contou Villela.

Uma mulher, que pediu para não ser identificada, estava chegando para pedalar. Não tinha nem tirado a bicicleta do carro, quando foi abordada por alguns homens. "Quando olhei pelo retrovisor, tinha um outro carro vermelho chegando bem próximo e eu vi quando abriu a porta e saiu armado. Foi o momento que eu resolvi fugir dali, saí arrancando e só escutei dois tiros", relatou. As marcas das balas estão no carro e ela não pedala mais na USP.
Muita gente pedala na Cidade Universitária porque tem menos veículos nas ruas, o que dá mais segurança para quem esta sobre rodas. Só que do início do ano para cá a sensação de insegurança aumentou por causa do número de roubos e muitos ciclistas estão revendo a forma de circular no campus da USP.
“Tem gente que, quem tem poder aquisitivo para até contratando seguranças armados. Enfim, para escoltá-los em uma inocente pedalada, o que é o fim da picada”, reclamou Alexandre Ernesaks, diretor de relacionamento institucional da Federação Paulista de Ciclismo.
http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2014/01/video-mostra-acao-de-ladroes-de-bicicletas-na-usp.html

Nenhum comentário: