quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Ciclovias reduzem congestionamentos em NY, aponta estudo

03 de Janeiro de 2014 • Atualizado às 14h31


Um estudo recentemente apresentado pelo Departamento de Transportes de Nova Iorque revela que as ciclovias da metrópole norte-americana ajudam a reduzir os congestionamentos e a aumentar a velocidade dos carros nas vias mais movimentadas. Reunindo uma série de registros sobre o trânsito na cidade, a pesquisa mostra que, após a implantação das faixas exclusivas para ciclistas, a velocidade média dos automóveis que circulam por Manhattan cresceu quase 7%.
De acordo com o estudo, a criação das ciclovias desde 2008 foi um dos principais fatores para os motoristas nova-iorquinos andarem mais rápido no trânsito de Nova Iorque. Isso porque, com a estrutura de mobilidade urbana pensada para os ciclistas, mais pessoas optaram por deixarem seus carros na garagem – não apenas pela preocupação com o meio ambiente, mas também pelos gastos trazidos pelos automóveis.
Embora as políticas de incentivo às bicicletas assumam fundamental importância para a diminuição do uso de carros, os pesquisadores atribuem o alívio do trânsito às soluções de mobilidade urbana que acompanham as ciclovias. O especialista em trânsito Christopher McBridge reforça que, nos últimos anos, houve melhorias na sinalização do tráfego de Nova Iorque. Assim, o sistema de sinais mais eficiente ajuda a inibir os congestionamentos, mesmo com um alto número de veículos circulando pela cidade.

O estudo demonstra que, mesmo com mais deslocamentos de bicicleta, as vendas de carro aumentaram ligeiramente na metrópole, nos últimos anos: em 2008, mais de 756 mil automóveis foram vendidos em Manhattan, e, em 2011, o número chegou a 764 mil. Além disso, durante o período, o sistema de transporte público da metrópole enfrentou cortes e aumento de passagens, prejudicando a mobilidade na cidade.
O vice-comissário do Departamento de Tráfego e Planejamento, Bruce Schaller, destacou que a criação das ciclovias em Manhattan não incomodou os motoristas porque as bicicletas já circulavam por estas áreas das pistas por muito tempo, mesmo sem a demarcação da faixa exclusiva, medida que aumenta a segurança dos ciclistas.
De acordo com o site eCycle, o estudo também analisou os períodos do ano em que o tráfego é mais intenso em Nova Iorque. Por um lado, foi constatado que os primeiros três meses e agosto apresentaram o menor índice de congestionamento. Por outro lado, os carros circulam com menores velocidades em maio, junho, julho e dezembro.
Redação CicloVivo
http://ciclovivo.com.br/noticia/ciclovias-reduzem-congestionamentos-em-ny-aponta-estudo

Nenhum comentário: