sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Curitiba aposta em bicicleta como meio de transporte

Prefeitura da capital paranaense começa a colocar em prática Plano Diretor Cicloviário, que vai instalar bicicletários em terminais de ônibus e mais 300 km de vias para bikes

Curitiba pode se tornar uma das melhores cidades do país para se ter uma bike. Pelo menos é essa a intenção da prefeitura local, que começa a colocar em prática oPlano Diretor Cicloviário – um conjunto de ações de mobilidade urbana que conta com a instalação de bicicletários nos terminais de ônibus e 300 km de vias para bicicletas.
A cidade vai ganhar 90 km de ciclorrotas (vias de tráfego comum e de baixo movimento, em que veículos motorizados e bicicletas compartilham o mesmo espaço, com preferência para os ciclistas), 80 km de “vias calmas” (nas quais a velocidade máxima para veículos motorizados será reduzida e os ciclistas circularão em áreas demarcadas) e 130 km de outros tipos, como ciclovias, ciclofaixas e passeios compartilhados entre pedestres e ciclistas.
Atualmente, a malha cicloviária curitibana tem 127 km de extensão. Além de aumentá-la, o plano também pretende melhorar a condição de muitas vias e calçadas da cidade e, assim, manter toda a infraestrutura urbana em bom estado.
O grande objetivo do plano é transformar a bike em um dos meios de transporte mais usados da cidade. A prova disso, segundo o prefeito Gustavo Fruet, é que a malha cicloviária não ficará restrita à região central, mas também chegará à zona sul da cidade, onde moram muitas pessoas que já utilizam a magrela para ir trabalhar.

Nenhum comentário: