sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Ex-presidente da UCI rebate acusações de Lance Armstrong: 'Ele não tem credibilidade'

Ciclista afirmou que holandês Hein Verbruggen o ajudou a encobrir casos de doping
19/11/2013 11:00 - Atualizado em 19/11/2013 11:00
Por ahe!
RIO
Hein Verbruggen - Foto: AFPAcusado pelo norte-americano Lance Armstrong de acobertá-lo nos casos de doping, o ex-presidente da União Ciclística Internacional (UCI), o holandês Hein Verbruggen, se defendeu das acusações questionando a credibilidade do ex-ciclista.

Verbruggen pode ser alvo de uma investigação de uma comissão reguladora que está sendo criada pelo novo presidente da UCI, Brian Cookson, com o intuito de investigar casos de irregularidade na entidade.

- Passar por uma investigação de uma comissão independente nunca foi problema para mim. Não havia nada para acobertar. Desde quando é que uma pessoa acredita em Lance Armstrong? Eu nunca agi de forma inadequada e minha consciência está limpa - explicou o ex-presidente da UCI em entrevista ao jornal britânico Daily Mail.

Ao mesmo jornal, Armstrong garantiu que Hein Verbruggen o ajudou na trapaça que permitiu que ele voltasse a disputar o Tour de France de 1999 apesar de ter testado positivo no exame antidoping.

- É ridículo pensar que vou proteger qualquer um desses caras depois da maneira como eles me trataram. Não tenho nenhuma lealdade para com eles. Eu os odeio, eles me jogaram debaixo de um ônibus - disse Armstrong, banido do esporte após confessar publicamente no início do ano ter feito uso de doping durante sua carreira.

Veja mais: Armstrong afirma que ex-presidente da UCI o ajudou a encobrir casos de doping 

Nenhum comentário: