terça-feira, 10 de setembro de 2013

Vai de bicicleta para o trabalho? Há novas regras no Código da Estrada

A partir de agora, duas bicicletas podem circular em paralelo numa só via de trânsito. mas também há alterações para quem conduz automóvel
Bicicleta

A 13ª alteração ao Código da Estrada foi publicada esta terça-feira em Diário da República e vem estabelecer novas regras para a circulação de bicicletas. A partir de agora, duas bicicletas podem circular em paralelo numa faixa de trânsito e os automobilistas ficam obrigados a deixar uma margem lateral mínima de 1,5 metros quando ultrapassam um ciclista.
O automobilistas são obrigados a manter uma margem lateral mínima de 1,5 metros quando ultrapassam um ciclista, sendo que a manobra obriga a abrandar.
As crianças com menos de dez anos de idade podem circular de bicicleta nos passeios.
Em certos casos, como as faixas reservadas aos autocarros, pode ser permitida a circulação de motos e bicicletas nas vias reservadas, mediante deliberação da Câmara Municipal Competente e aprovação do IMTT.
Duas bicicletas podem agora circular em paralelo numa só via, exceto quando a visibilidade for reduzida e houver trânsito intenso.
Além da circulação de bicicletas, as alterações ao Código da Estrada trazem mais novidades.
Na circulação em estradas com uma ou mais faixas no mesmo sentido, como as autoestradas, o novo código salienta a necessidade de se escolher sempre a faixa mais à direita, contemplando a utilização das restantes quando não houver espaço na primeira ou em ultrapassagem. Mas, agora, o facto de se circular numa fila mais à esquerda não constitui necessariamente uma manobra de ultrapassagem.
Foi também reforçada a forma correta de circular nas rotundas: o veículo que entra dá prioridade aos que nela já circulam, só podendo chegar-se à faixa mais à direita depois de passar a via de saída imediatamente anterior à que pretende. Ou seja, as rotundas devem fazer-se pela faixa mais interior possível e não pela faixa de fora.
Os veículos de transporte público passam agora a ter prioridade à saída das paragens, desde que sinalizem atempadamente a sua intenção.

Nenhum comentário: