segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Câmara reconhece bicicleta como Modal de Transporte



Vereador Rodrigo Drable com o secretário de Ordem Pública, Ebison Diettrich

BARRA MANSA

Em seu artigo 29, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) determina que veículos de maior porte sejam responsáveis pela segurança dos menores, e os motorizados pelos não-motorizados. Essa norma, porém, nem sempre é obedecida, e muitos ciclistas não se sentem seguros ao trafegar pela cidade. Um passo para a eliminação desse obstáculo foi dado pela Câmara de Barra Mansa na sessão de ontem, quando foi aprovado o projeto de lei que reconhece a bicicleta como Modal de Transporte. O veículo ganhou até um dia especial no calendário da cidade: 14 de setembro, Dia Municipal da Bicicleta.

O texto, de autoria do vereador Rodrigo Drable, cria uma série de dispositivos que permitirão ao usuário da bicicleta ter mais segurança no trânsito e maior facilidade para guardar o veículo, já que trata também da construção de bicicletários públicos.

Justificando a proposição, Drable lembra que as principais capitais brasileiras estimulam o uso da bicicleta como alternativa ao uso do carro que, além de gerar poluição, é utilizado, muitas vezes, por apenas uma pessoa. “A bicicleta não polui, não prejudica o trânsito, faz bem à saúde e permite uma socialização completamente diferente. Quem anda de bicicleta tem uma visão diferente dos problemas da cidade, e também das soluções alternativas”, defende.

Com a determinação de que 14 de setembro seja o Dia Municipal da Bicicleta, a partir do próximo ano, deverão ser realizadas ações de divulgação, além de eventos e campanhas que estimulem o uso da bicicleta e promovam o respeito por parte dos motoristas.

“Em Barra Mansa, é fácil notar o crescimento do número de adeptos da bicicleta, pois a cidade é rica em alternativas de rotas tanto para os que gostam de praticar o Montain Bike, como para os que preferem o asfalto e utilizam suas bicicletas de pneus fininho chamadas de speed. A estrada Engenheiro Alexandre Drable, que liga Barra Mansa a Bananal, é a mais tradicional e a que recebe o maior número de ciclistas diariamente, mas com o asfaltamento das estradas de Santa Rita de Cássia e da estrada de Rialto, estas têm se tornado alternativas muito utilizadas em nossa cidade”, completou Rodrigo.

Durante a votação, apesar da aprovação unânime, o projeto encontrou alguma resistência acerca de sua aplicabilidade na cidade, devido à topografia: muitos morros desestimulariam o uso do veículo, principalmente por idosos. O autor argumentou, porém, que as leis não são feitas para os legisladores, mas, para atender à sociedade.

“Eu não tenho idade para freqüentar creche, mas, se votarmos alguma indicação pedindo a construção, serei favorável; não tenho idade para frequentar asilo, mas, se for apresentada uma proposição sobre criação de asilo, serei favorável. Temos que dar condição para que a população tenha segurança para usar a bicicleta. Apesar de não serem todos [ciclistas], acredito que devemos atender”, rebateu.

Placas pelo caminho

Rodrigo Drable aproveitou a aprovação do projeto para acompanhar a instalação de Placas de Sinalização de Ciclistas nas pistas de rodagem das estradas de Bananal e Rialto. “Foi um pedido meu que agora é determinação da nova lei. Lembrando que continuarei aguardando a criação de faixas reversíveis que permitam, em horários determinados e que não atrapalhem o trânsito, a utilização da bicicleta pelas principais vias da cidade, tanto como meio de transporte, como esporte ou como uma alternativa de lazer para nossa população nos dias de domingo”, concluiu.

Postado em 13/09/2013 18:42:28


http://www.avozdacidade.com/site/page/noticias_interna.asp?categoria=8&cod=28446

Nenhum comentário: