quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Pais que pedalam com seus filhos ajudam a construir um mundo melhor

Autor: Ciclovivo
Data: 12/8/2013



Biking
Foto: Sampa Bikers

Além de compartilhar os inúmeros benefícios que a bike traz para o corpo e para a mente, quem aproveita o tempo livre para andar de bicicleta ao lado de seus filhos (ou pais) também pode contar com toda a segurança, apoio e carinho. Pais e filhos que andam de bicicleta juntos, aproveitam lado a lado as lições de vida que a bicicleta proporciona, sem falar que também colaboram para um planeta menos poluído.

Antonio Carlos Nogueira Filho, pai de Maria Beatriz (16), Maria Anttonia (13) e Maria Isabel (11) conta que sempre incentivou suas filhas a pedalarem. “A bicicleta é uma forma de nos aproximarmos e fugirmos da rotina. É o momento que encontramos para nos curtir, ficar juntos e dividir nossas histórias, nossas rotinas, ter momentos únicos. Compartilhar a vida como pai e filhas”, conta o líder da família, que promove passeios ciclísticos nos finais de semana e trilhas nas férias, além de sempre incentivar as crianças a não usarem veículos motorizados.

Os pais que pedalam ao lado de seus filhos também percebem que a bike agrega experiências que nem sempre conseguem ser passadas dentro de casa. “A bicicleta leva minhas filhas ao ambiente externo, fazendo com que tenham contato com outras pessoas e diferentes realidades. Elas sabem trocar pneu, conseguem sair sozinhas”, orgulha-se. “A principal lição que o pedal nos traz, sempre, é que precisamos cada vez mais uns dos outros”, completa Nogueira.

O paizão também conta que organizar sua equipe de ciclistas nem sempre é tarefa fácil, mas que a preparação para os passeios costuma ser bem animadora: eles acordam cedo, almoçam juntos e encaram os desafios lado a lado.

Além disso, Antonio diz que a bicicleta ajuda até mesmo quando há desentendimentos em casa. “Nossa família é muito parceira e muito unida. Mas, com certeza, um pedal é uma boa desculpa pra fazer as pazes. É mais fácil ficar bem e fazer as pazes num pedal, numa trilha, vendo o por do sol, do que chamando num canto pra conversar”, finaliza Nogueira.

Nenhum comentário: