segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Comércio de bicicletas aquecido em Manaus

Lojas oferecem todo tipo de acessório para quem quer pedalar com segurança pela cidade – foto: Ione Moreno
Lojas oferecem todo tipo de acessório para quem quer pedalar com segurança pela cidade – foto: Ione Moreno

A onda de lazer, saúde e apelo à mobilidade urbana aqueceu o mercado de bicicletas em Manaus. A procura pela ‘magrela’, por acessórios para ciclismo e serviços de manutenção e revisão em oficinas especializadas elevou o lucro de algumas lojas, que anotaram crescimento de até 400% nos últimos anos.
O momento é tão favorável que a previsão é de que as vendas cresçam em média 10% no segundo semestre deste ano. Os empresários alegam que o ciclista de Manaus, seja ele profissional ou atleta de fim de semana, continua disposto a investir em bons equipamentos e acessórios. “Apesar de comercializarmos bicicletas a partir de R$ 300, as de maior saída são as que variam entre R$ 400 e R$ 800”, conta um dos proprietários da loja A Ciclista, Yuri Azevedo.
Segundo ele, o novo ciclista manauense também mostra um interesse cada vez maior em adquirir todos os equipamentos necessários. Azevedo destaca que além da bike, o cliente procura os principais acessórios, como capacete, luvas, kit de iluminação, roupas apropriadas e até cadeado para segurança. “Juntando tudo, o investimento pode variar de R$ 600 até R$ 1 mil para os que desejam iniciar no esporte”, calcula.
O proprietário da Ofice Bike, Erildo Pinheiro, confirma a boa fase iniciada no ano passado. Para ele, 2012 foi o ano que consolidou a bicicleta como atividade de lazer, esporte e meio de transporte na cidade. “O produto, que já era popular em muitas capitais brasileiras, chegou o ano passado em Manaus e veio para ficar. O aumento dos grupos de ciclismo, das competições esportivas e da conscientização para a criação de futuras ciclovias vai assegurar bom desempenho no faturamento”, avalia.
O jornalista Adriano Augusto é a prova de que a procura pelas ‘magrelas’ continua em alta pelos adeptos do ciclismo. Para manter a boa forma e socializar com amigos, há três meses ele teve a ideia de criar um grupo para pedalar semanalmente.
Após muita pesquisa, investiu aproximadamente R$ 480 em um modelo simples. Quase o mesmo valor foi aplicado na compra de um capacete, um par de luvas, uma mochila, uma garrafa de água, kit de iluminação a LED, bermudas e camisetas apropriadas para o esporte. “Gastei pouco mais de R$ 1 mil, mas fiquei satisfeito”, relembra.
Depois de experimentar as pedaladas semanais, Adriano diz que tomou gosto pelo esporte. Agora, ele se prepara para um novo investimento. “Como aprendi um pouco mais sobre bicicletas e meu próprio corpo, quero investir em uma bicicleta de até R$ 2 mil, que possua freio a disco e outros acessórios para melhorar meu desempenho”, relata o jornalista.
http://www.emtempo.com.br/editorias/economia/8681-com%C3%A9rcio-de-bicicletas-aquecido-em-manaus.html

Nenhum comentário: