terça-feira, 9 de julho de 2013

"Cycleway California": Uma estrada para bicicletas de 1897 em Los Angeles, EUA


Em 2012 foi inaugurada a primeira estrada para bicicletas em Copenhague, na Dinamarca e em Lund, na Suécia, foi projetada uma infraestrutura semelhante com 30 quilômetros de extensão. Embora estas estruturas sejam um verdadeiro progresso para os deslocamentos em ambas as cidades - além de representarem como a cultura de mobilidade urbana se desenvolveu em torno da bicicleta - essas estradas não são as primeiras deste gênero.
Na realidade, em 1897, foi iniciada a construção da "Cycleway California", uma estrada elevada para bicicletas que ligaria Pasadena ao centro de Los Angeles, nos Estados Unidos. Naquela época, Los Angeles tinha aproximadamente 30 mil ciclistas e 500.000 habitantes, ou seja, 6% de toda a população utilizavaa bicicleta. Esta cifra, na época, levou o empresário norte-americano Horace Dobbins a financiar a estrada.
O que aconteceu com esta estrada?
Uma breve história desta estrutura na sequência.
1369764904_3











Para que a estrada para bicicletas fosse aprovada, Dobbins obteve o apoio de um ex-governador da Califórnia e de outras autoridades. A primeira parte do projeto tinha 20 km e foi construída em uma estrutura elevada que percorria Pasadena. Para pedalar sobre a pista, os ciclistas tinham que pagar uma pequena taxa para subir na estrutura, e outra taxa para percorrê-la.  
1369764906_4












A história desta estrada, que parece ser uma das precursoras neste tipo de engenharia, fez parte de um artigo publicado em 1901 na revista Good Roads, em que o autor observa que esta estrutura seria futuramente parte integral do trânsito de Los Angeles. Neste contexto, escreveu:
"Que bênção esta estrada para estas belas cidades da Califórnia! Acredita-se que, em cinco anos, a atividade industrial aumentará, e o país irá desfrutar de uma prosperidade nunca antes vista. Está perto o dia em que os ciclistas poderão comprar ar comprimido a um baixo custo para impulsionar suas bicicletas a toda velocidade nos 20 quilômetros de extensão (da estrada)."
Lamentavelmente, essa prosperidade para as bicicletas não durou muito tempo, já que poucos anos depois se deu início à massificação do uso do automóvel. Isto fez com que a construção da pista fosse abandonada alguns anos depois, dando lugar aos automóveis na atual Arroyo Seco Parkway, que conecta Los Angeles a Pasadena.










Entretanto, como já se sabe, nos últimos anos os deslocamentos por bicicleta têm tido um ressurgimento significativo. Os programas de empréstimo de bicicletas estão crescendo e, lentamente, está sendo construída uma cultura urbana em torno da bicicleta.
Atualmente nos Estados Unidos existem poucos lugares onde a infraestrutura esteja focada nos ciclistas, destacando as ciclovias de Nova York e Portland. Portanto, a "Cycleway California" continua a ser um das primeiras façanhas do ciclismo urbano em cidades norte-americanas que tentou dar lugar aos ciclistas em Los Angeles. Na realidade, voltando ao artigo acima, o repórter foi mais longe e chamou a estrada como "uma das instituições mais importantes no sul da Califórnia".
Na Europa, cidades como Copenhague e Lund estão adotando estratégias que garantam infraestruturas de alta qualidade para bicicletas e, como reflexo destas iniciativas, a porcentagem de ciclistas tem aumentado ano após ano, o que vem reduzindo o congestionamento rodoviário e a poluição do ar nas cidades, além de garantir uma boa qualidade de vida aos cidadãos.
Por Constanza Martínez Gaete, via Plataforma Urbana. Tradução Archdaily Brasil.

Nenhum comentário: