segunda-feira, 29 de julho de 2013

Ciclovia em praça na região oeste de BH termina em parede

Posto de apoio a operários da prefeitura foi colocado no meio da pista no Grajaú
Enzo Menezes, do R7 MG
Praça Dom Bosco recebe obras de revitalização; pista recém-pintada termina em contêiner de apoio a funcionários da prefeituraEnzo Menezes / R7 MG
Passeio radical: quem sai da curva se depara com o obstáculoEnzo Menezes / R7 MG
Quem quiser andar de bicicleta na recém-instalada ciclovia da praça Dom Bosco, no bairro Grajaú, região oeste de Belo Horizonte, vai ser obrigado a interromper o passeio quando se deparar com a parede de um contêiner no meio do caminho.
A pista, que deveria contornar a praça, termina em um posto de apoio colocado pela prefeitura para guardar os pertences dos operários que trabalham na reforma da praça.

Mesmo com espaço disponível nas ruas em torno e na própria praça, as duas estruturas foram posicionadas atrapalhando os ciclistas. Com trechos do parquinho ainda cobertos por tijolos empilhados e areia, a ciclovia já foi pintada - até o ponto em que é interrompida após uma curva.
Leia mais notícias no R7 Minas

A aposentada Laurita Maria de Jesus espera ter a pista pronta logo, já que precisa passar por uma rua íngreme para caminhar na avenida Silva Lobo.

— Quando sair daí [o contêiner] vai ficar bom para caminhar. O médico fala para eu fazer exercício, mas essa praça é muito perigosa, então preciso descer até a SIlva Lobo.

Patrícia da Silva Braga costuma andar na região e atesta o problema das intervenções.

— Pintaram agora a pista, mas quem passa não consegue dar a volta.
A Regional Oeste afirma que uma obra de revitalização é feita na praça, mas não dá detalhes sobre prazos ou custos. Os contâiners são "para dar suporte à obra".

Nenhum comentário: