quinta-feira, 27 de junho de 2013

"O Tour está a jogar com as nossas vidas", acusa ciclista

LUSA 26/06/2013 - 14:58
Em causa está o traçado da corrida francesa deste ano.
Tony Martin critica os organizadores do Tour de 2013 
PASCAL PAVANI/AFP
O alemão Tony Martin, campeão mundial de contra-relógio, acusou a organização da Volta à França de estar a jogar com a vida dos ciclistas por ter incluído na 18.ª etapa duas subidas no Alpe d’Huez.
Em entrevista ao Sport Bild, o ciclista da Omega Pharma-Quick Step manifestou-se preocupado com as características desta tirada de montanha, sobretudo pelas descidas em “estradas velhas, estreitas e cheias de irregularidades”.
“O percurso de paralelos não permite grande controlo sobre a roda dianteira. Não há barreiras protectoras e vamos passar por uma zona com um precipício de quase 40 metros. O Tour está a jogar com as nossas vidas. A dupla subida pode ser um grande espectáculo para os adeptos, mas a descida é criminosa”, alertou o ciclista germânico.
A 100.ª edição da Volta à França disputa-se entre 29 de Junho e 21 de Julho.

Nenhum comentário: