sexta-feira, 28 de junho de 2013

Longe do favoritismo, Contador se vê na briga pelo título em retorno

De volta à Volta da França após punição que não o permitiu disputar a edição de 2012 da prova, o espanhol Alberto Contador está convencido de que pode vencer a tradicional competição. Ciente de que o britânico Chris Froome é o grande favorito, o veterano ciclista garante que pode fazer frente a ele na luta pelo título.
"Para mim não muda nada (não estar entre o favoritos), melhor que seja assim todos os anos. No final, sempre uso a pressão a meu favor. Não muda muito que a referência seja outra", afirma Contador. "Froome está muito forte todos os anos, mas se eu achasse que não posso ganhar nem teria motivação para estar aqui", completa.
Entre os candidatos ao título, Contador apontou também o australiano Cadel Evans. Além disso, o espanhol rechaçou a ideia de fazer coalizão com os compatriotas Valverde e Rodriguez para que um deles leve a melhor sobre Froome."Todos têm uma carreira própria. Acordos deste tipo não existem. Uma coisa são circunstâncias que favorecem às duas partes e algo acontece. Mas, a princípio, é cada um por si", garante.
Aos 30 anos, Contador disse estar "90% em condições de dar o melhor de si mesmo" e acredita que esta será uma das edições mais disputadas dos últimos anos na Volta da França. Por conta disso, ele não vê a torcida perdendo o interesse pela tradicional prova devido aos recentes escândalos de doping - ele mesmo ficou de fora da edição de 2012 após ser pego no teste para a substância clembuterol na prova de 2010.
"Haverá mais protagonistas neste filme, será uma corrida mais movimentada que a do ano passado. Não creio que o público perca o interesse e a magia por esta prova, que representa um evento a nível mundial que move muita gente. A magia será eterna", conclui.

Nenhum comentário: