quinta-feira, 20 de junho de 2013

BIKES - Bicicletário vira lei em SP


Ter, 18 de Junho de 2013 21:32
Bicicleta vendida no Brasil é a mais cara do mundo; biclet�...
(São Paulo, BR Press*) - Apesar de as bicicletas vendidas no Brasil serem as mais caras do mundo, devido à carga tributária, que responde por 40% do valor final do produto no mercado, foi publicado recentemente  um decreto que estabelece que toda edificação nova ou que for reformada na cidade de São Paulo deverá dispor de vagas para guardá-las. Um bicicletário é o mais adequado "estacionamento" de bikes.

    Ágil no marketing, a Coca-Cola Brasil, por meio da marca Crystal, iniciou a instalação de bicicletários em faculdades de São Paulo e Minas Gerais e na loja paulistana Tag&Juice. Nos próximos meses, a ação será expandida para academias, lojas de conveniência, super e hipermercados nos dois estados.

Contrasenso

    A proposta tem como objetivo o incentivo ao uso do meio de transporte alternativo e também pretende oferecer mais praticidade e conforto aos ciclistas. No entanto, a Abradibi (Associação Brasileira da Indústria, Comércio, Importação e Exportação de Bicicletas, Peças e Acessórios), vê os altos preços das bicicletas na contramão dos incentivos ao uso das bikes nas cidades brasileiras.

    De acordo com os dados levantados pela Abradibi, a carga tributária desestimula o uso das bicicletas como meio de transporte e ainda dificultam a comercialização do produto no Brasil. “A bicicleta brasileira é a mais cara do mundo”, afirmou Tarciano Araújo, presidente da Abradibi, ao portal Bem Paraná. Enquanto isso, países como EUA e Colômbia não cobram impostos sobre a venda de bicicletas.
    “Precisamos ter um preço mais acessível para os trabalhadores e estudantes. A redução do valor das bicicletas é uma das condições fundamentais para permitir o uso do veículo voltado à locomoção para o trabalho e para a escola”, declarou o presidente da entidade setorial.
Exportador
    A média atual de produção brasileira é de sete milhões de bicicletas por ano. Entretanto, a indústria tem capacidade de produção 50% maior. A Abradibi também estima que o mercado potencial do país gire entre nove e dez milhões de unidades por ano. “Com uma política competitiva de tributos, poderíamos até nos posicionar como polo exportador de bicicletas”, sugere o presidente da entidade setorial.

    O Bicicletário da Coca Cola foi desenvolvido pela agência Aktuell, com material de ferro reciclável e comporta de cinco a oito bikes. A ação de Crystal Eco faz parte de uma série de atividades da marca para estimular as pessoas a terem uma vida mais ativa e saudável, além de incentivar atitudes sustentáveis.

    “Com mais essa ação, a água mineral Crystal promove a inclusão da bicicleta como meio de transporte limpo, sustentável, saudável e que aparece como uma ótima solução para a mobilidade urbana em grandes cidades. Os bicicletários têm tudo a ver com o conceito da marca Crystal de promover a vitalidade e um estilo de vida mais saudável”, diz Luciane Chimenti, gerente de não-carbonatados da Coca-Cola Brasil.

Confira os primeiros locais onde estão os bicicletários:

SÃO PAULO:
Escola Panamericana
Unidade Groelândia
Endereço: R. Groelândia, 77, Jardim Paulista,  São Paulo
Escola Panamericana 
Unidade Angélica
Endereço: Av. Angélica, 1900, Consolação, São Paulo
ESPM
Endereço: R. Dr. Álvaro Alvim, 123, Vila Mariana, São Paulo
Tag and Juice
Endereço: Endereço: Rua Gonçalo Afonso, 99, Pinheiros, São Paulo
SENAC Santo Amaro
Endereço: Av. Engenheiro Eusébio Stevaux, 823 - Santo Amaro, São Paulo
BELO HORIZONTE:
FUMEC
Endereço: R. Cobre, 200 - Cruzeiro  Belo Horizonte - MG, 30310-190
http://www.brpress.net/index.php?option=com_content&view=article&id=7878:bikes-bicicletario-vira-lei-em-sp&catid=57:brasil&Itemid=97

Nenhum comentário: