segunda-feira, 3 de junho de 2013

Andar de bicicleta faz bem à saúde do corpo e também das finanças

PAULA VITORINO 
Se pedalar sempre foi sinônimo de gasto de energia, a bicicleta prova que também é aliada de quem quer economizar: dinheiro e tempo. Aderir a bike como meio de transporte oficial pode representar economia de pelo menos R$ 756,75 por mês para um casal que vai trabalhar, passear e praticar esporte com as companheiras de duas rodas ao invés do carro.
O menor desembolso é dos ciclistas Romualdo Marcos de Souza, de 47 anos, e Ana Cristina Andrade, de 44 anos. Ele se diz um apaixonado pelas magrelas e há cerca de 20 anos não as troca por nada. “Eu me recuso a andar de carro. E ônibus? Demora muito, tem muita gente. São gastos desnecessários”, justifica.
Ela embarcou no estilo para agradar, mas já contabiliza os ganhos. “Comparo com casais que têm a mesma renda que a nossa e vejo que conseguimos fazer muito mais coisas. Esse dinheiro (que seria gasto com ‘transportes convencionais’) a gente pode usar para fazer alguma melhoria em casa, comprar outras coisas”, afirma Ana, que há 6 anos aprendeu a ir e vir de todos os locais só de bicicleta.

Nenhum comentário: