sexta-feira, 17 de maio de 2013

Um caso de doping na Volta à Itália



Sylvain Georges, da Ag2r, foi impedido de partir para a etapa desta quarta-feira.


O francês Sylvain Georges, da equipa Ag2r, acusou a substância ilegal heptaminol num dos controlos antidoping da Volta a Itália, anunciou a União Ciclista Internacional (UCI). As análises de Georges, de 29 anos, correspondem ao controlo feito antes do início da sétima etapa do Giro, que decorreu no dia 10 de maio, em que terminou na 95ª posição, a 8.18 minutos do vencedor, o australiano Adam Hansen.

O ciclista francês foi, por esta razão, impedido de partir esta quarta-feira para a 11ª etapa, que se disputa entre as regiões italianas de Tarviso e Vajont, depois de terem sido conhecidos os resultados dos testes realizados por um dos laboratórios da Agência Mundial de Antidopagem sediado em Roma.

Georges, que se encontra na 81ª posição na classificação geral, terá a oportunidade de "solicitar uma contra-análise", segundo o regulamento da UCI, e ficará entretanto a aguardar uma decisão da Federação Francesa de Ciclismo, que poderá abrir um processo disciplinar.

http://www.ojogo.pt/Modalidades/Ciclismo/interior.aspx?content_id=3221327

Nenhum comentário: