sexta-feira, 10 de maio de 2013

Bicicletas Militares

25 de janeiro de 2013 
Foto de uma bicicleta antiga do Exército Suíco
Bicicleta do exército suíço
Bikes Militares foram introduzidas em ações estratégicas de guerra no final do século 19, a partir dos exércitos americanos e da união europeia. Os especialistas perceberam a importância de utilizar em combate, veículo como as Bikes, destacados pela grande versatilidade de mobilidade e baixo custo.
Com as Bikes Militares, é possível explorar os mais diversos tipos de terrenos, sempre com discrição, por serem extremamente silenciosas, sem contar a facilidade em escondê-las (camuflagem), se for necessário.
Bicicleta usada na I Guerra Mundial
Bicicleta usada na I Guerra Mundial
A bicicleta se mostrou eficiente em algumas tarefas específicas, como patrulhamentos, reconhecimento de áreas, no transporte de mensageiros e também por dispor de baixo impacto logístico. Além disso, possui pouquíssima necessidade de manutenção. Com uma Bike Militar, um soldado pode cobrir num dia mais de 120 km, o triplo de um soldado a pé.
Em 1876, o engenheiro britânico Henery J. Lawson revolucionou a utilização das Bikes Militares, ao desenvolver um projeto inovador. Agora, com duas rodas do mesmo tamanho e tração traseira, o novo modelo de bicicleta substituiu na linha de frente das batalhas, as primitivas bikes do tipo “Shake Bones”, aquelas com tração na gigantesca roda dianteira.
Bicicletas Militares de 1940
Bicicletas Militares de 1940
Esse novo modelo de bicicleta, desenvolvido por Lawson, aumentou o potencial de mobilidade dasbicicletas militares em combate, e consequentemente ganhou maior importância nas fileiras dos exércitos, e até mesmo, substituiu os cavalos em algumas missões.
As bicicletas possuem uma característica muito importante em tempos de combate, elas não precisam de combustível para estar em movimento, apenas a energia de seus soldados.
Soldado transportando a arma em sua bicicleta
Soldado transportando a arma em sua bicicleta
Dessa forma, antes da virada do século 19, exércitos da França e dos Estados Unidos já contavam – ainda que em caráter experimental – com unidades especializadas, formadas por soldados ciclistas e, em 1880 os ingleses dispunham de várias unidades de ciclistas voluntários. Na Suíça, o regimento “Velocorps” foi criado em 1905 e virou referência mundial quando o assunto são as Bikes Militares.
Tropa Velocorps do exército suíço e suas bicicletas de guerra
Tropa do Exército Suíço denominada Velocorps
Como todos os veículosmilitares, as Bikes passam por transformações tecnológicas com o passar dos anos. As adaptações estão visíveis nos componentes dos pneus, na variação de marchas tipos de amortecedores e suspensões, bagageiros e “porta trecos”. Tudo pensado com o objetivo de integrar as tropas e facilitar o deslocamento dos soldados em campo.
Nova geração de bicicletas militares
Bicicleta usada atualmente pelo Exército americano
Atualmente a Montague Corporation, empresa norte americana, é a fornecedora de Bikes militares para o exército americano. A Montague Paratrooper tem aro 26” e o sistema dobrável foi desenvolvido em parceria com o exército para ser montada em menos de 30 segundos. Quando dobrada, a bike mede apenas 90 x 70 x 30 cm e o peso é de 13,5 kg. O quadro é de alumínio 7005 pintado na cor verde oliva. Tem suspensão, freio a disco e vem com grupo Sram de 24 marchas.
Nova geração de bicicletas militares
Nova geração de bicicletas militares
Essa história mostra a importância das Bikes em conflitos mundiais, mas principalmente, reforça o sucesso de um projeto simples, que vem se moldando ao longo do tempo às necessidades das pessoas, estados e corporações. Atualmente as Bikes são consideradas peças chave na estrutura e desenvolvimento de planejamento de mobilidade urbana.
Polario, conectando você ao esporte!
http://blog.polario.com.br/bicicletas-militares/

Nenhum comentário: