segunda-feira, 8 de abril de 2013

Importação de bicicletas volta a crescer em 2013


No primeiro bimestre entraram 53.310 unidades, alta de 9% sobre igual período do ano passado

MÁRIO CURCIO, AB
A importação de bicicletas voltou a crescer no Brasil. Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o País trouxe nos dois primeiros meses deste ano 53.310 unidades, alta de 9% na comparação com o mesmo período de 2012, quando 48.786 bicicletas vieram do exterior.

Em 2012 as importações haviam recuado como consequência da alta do Imposto de Importação para esse tipo de produto. Para este ano, a Abraciclo, que reúne fabricantes do setor, estima a vinda de 330 mil unidades do exterior até o fim do ano, alta de 10% em relação ao ano passado.

O perfil dessas bicicletas mudou. Há uma década eram produtos simples, com pouco valor agregado e vendidos no varejo por menos de R$ 200. Os modelos trazidos atualmente têm alto valor pela sofisticação. Em regra utilizam suspensões (dianteira ao menos), materiais nobres e freios a disco. Muitas vezes passam de R$ 5 mil.

PRODUÇÃO LOCAL ENCOLHE

As fabricantes instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) produziram no primeiro bimestre deste ano 124.257 bicicletas, queda de 12% no confronto com o mesmo período de 2012, quando 140.902 unidades deixaram as linhas de montagem. O repasse desses veículos de duas rodas às lojas teve queda mais acentuada. Em janeiro e fevereiro as fabricantes venderam às lojas 102.510 bikes, retração de 15% ante as 120.574 unidades de igual período de 2012. A produção total brasileira deve manter-se nos mesmos 4,5 milhões de unidades de 2012.

Nenhum comentário: