segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Como aumentar o uso das bicicletas nas grandes cidades


Do Diário do Centro do Mundo
Há uma maneira infalível: veja o que as mulheres querem.
O texto abaixo é uma condensação de um artigo da revista Scientific American. O Diário o publica dentro de sua crença de que incentivar o uso de bicicletas é vital, sobretudo nas grandes cidades como São Paulo.
Levar as pessoas para fora dos carros e rumo às bicicletas, uma forma muito mais sustentável de transporte, é um desafio que há muito tempo vem irritando planejadores urbanos ambientalmente conscientes. Apesar do aumento de ciclovias pintadas nas ruas e das “vias verdes” sem automóvel, a percentagem de pessoas que usam bicicletas para o transporte ainda é inferior a 2%, com base em vários estudos. Um conjunto de novas pesquisas sugere que uma forma de elevar o número de ciclistas seria mediante a pergunta perene: o que as mulheres querem? Nos EUA, homens de bicicleta superam mulheres em pelo menos dois por um. Esta relação está em contraste marcante com o ciclismo em países europeus, onde a bicicleta faz parte do estilo de vida e atrai mulheres tanto quanto homens, e às vezes mais. Na Holanda, onde um quarto do transporte urbano é feito de bicicleta, 55% dos pilotos são mulheres.
“Se você quer saber se um ambiente urbano é favorável ao ciclismo, pode esquecer todas as medições tradicionais e apenas observar a proporção de ciclistas do sexo feminino “, diz Jan Garrard, professor da Universidade Deakin, em Melbourne, Austrália , e autor de vários estudos sobre o uso de bicicletas.
Copenhague faz as mulheres se sentirem seguras para pedalar
Copenhague faz as mulheres se sentirem seguras para pedalar
As mulheres são consideradas uma espécie de indicadores por diversas razões. A maior delas é que os estudos mostram que elas são mais avessos ao risco do que os homens. Na arena de ciclismo, isso se traduz na demanda por infraestrutura que eleva a segurança dos ciclistas como um pré-requisito para aderir à bicicleta.
Algumas cidades americanas estão começando a implementar uma “segunda onda” de estratégias destinadas a ampliar a adesão ao ciclismo. Em Portland, uma cidade já conhecida por seu ciclismo urbano, um programa chamado “Mulheres em Bikes” incluiu cuidados como facilitar o conserto de pneu furado. A cidade também está construindo o seu primeiro ciclovia de estilo europeu, separada de carros e pedestres. Em vários estados americanos, programas financiados pelo governo federal ou estadual estão criando ciclovias específicas para estudantes, para reduzir o número de pais que têm que levar a criançada para a escola de carro.
Em Nova York, houve nos últimos tempos progressos consideráveis. O avanço está conectado a uma coisa óbvia. O comando do Departamento de Tráfego foi entregue a uma mulher ciclista. Prestar atenção nas mulheres é a fórmula mais eficiente para promover o uso de bicicletas nas cidades.
http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/receitas-para-aumentar-o-uso-das-bicicletas-nas-cidades

Nenhum comentário: