quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

TAS recusa pedido da Katusha


PARA INSCRIÇÃO PROVISÓRIA NO WORLD TOUR
quinta-feira, 10 janeiro de 2013 | 13:40
O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) recusou o pedido de inscrição provisório da Katusha como equipa UCI World Tour e vai estudar o recurso, no qual a formação russa apela da sua exclusão da categoria principal do ciclismo mundial.

A Katusha, equipa do espanhol Joaquim "Purito" Rodriguez, numero um mundial, recorreu ao TAS da decisão da União Ciclista Internacional (UCI) ter excluído a equipa do World Tour na época de 2013.

O TAS anunciou esta quinta-feira que vai realizar proximamente uma audiência para conhecer as razões da Katusha e tomar "uma decisão final tão rápida como possível".

Desta forma, a equipa de Purito terá que pedir à UCI uma licença Profissional Continental para começar a época, que será no Tour de San Luís, na Argentina, de 21 a 27 janeiro.

Depois de conhecer a decisão, a equipa russa considera ainda a possibilidade de solicitar uma indemnização pelas "consequências irreparáveis" que possa sofrer, pelo que pretende que a situação seja retificada "de imediato".

A UCI indicou à Katusha que não cumpriu o critério financeiro por não ter apresentado todos os documentos requeridos na audiência da Comissão de Licença.

No entanto, de acordo com a equipa, na exposição presencial diante da comissão, esta considerou que a informação facultada era aceite "de maneira incondicional e suficiente".

A equipa do número um mundial não vai estar presente na Volta a Itália 2013, já que a organização da "corsa rosa" não lhe entregou nenhum dos três convites para a edição deste ano.

Entretanto, Purito já manifestou a sua intenção em deixar a Katusha caso a UCI não recue na decisão de rejeitar a licença do World Tour à equipa russa para 2013.

Nenhum comentário: