quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Chegou a hora, vamos juntos mudar a CBC e transformar o Ciclismo Brasileiro em uma modalidade 100% sustentável


Na semana passada reenviei a todos vocês um e-mail do professor Adir Romeu com a composição da chapa de oposição que tem como presidente nosso querido amigo Edmilson das Virgens, como primeiro vice o presidente da Federação Amazonense, Getúlio, e como segundo vice o próprio Adir Romeo.
 
Muitos amigos nos retornaram perguntando o porquê  de não me lançar como candidato, e quero agradecer o apoio e carinho de todos que nos apoiaram nos últimos dez meses acreditando nesta candidatura, mas, nosso grupo é imenso e não tem vaidades, sempre buscamos o equilíbrio com um único objetivo, avançar no fortalecimento do Ciclismo Nacional. 
 
A intenção do nosso grupo em divulgar vários candidatos à presidência CBC (eu, o Marlon, o Nabuco) foi preservar o nosso real candidato de ataques mentirosos do atual presidente da Confederação, pois todos sabemos que esta é a linha utilizada pelo mesmo em todas as eleições, nossa intenção foi a melhor possível, porém, não contávamos com ataques direcionados à nossa instituição.
 
O atual presidente chegou a divulgar que nós (FECIERJ) tínhamos um esquema de super faturamento de camisas, pois em todas as etapas eram confeccionadas um número das mesmas para premiação ou distribuição no kit de inscrição. Ele só esqueceu de buscar junto à FECIERJ  as notas fiscais eletrônicas com o valor de R$ 6,00 (camisas com manga e logo do evento/FECIERJ) e avaliar que nenhuma camisa pode custar menos do que isso na qualidade que está sendo apresentada. 
 
Foram dez meses de perseguição contra o Rio e a FECIERJ, e, todos me perguntavam, mas como pode a instituição máxima do Ciclismo jogar contra a FECIERJ, não deveria ser o contrário?
 
Deveria, mas o interesse individual falava mais alto que o coletivo... recuamos, demos um passo atrás para avançar com toda a força novamente, mas sempre contando com o apoio e confiança de todos vocês. Não tenho palavras para agradecer a cada gesto de carinho de toda a família FECIERJ.
 
Vou continuar no Rio, assim como o Marlon continuará no Paraná, o Andrade em Santa Catarina, o Lorenz no Rio Grande do Sul e todos os demais presidentes em seus estados de origem, porque ainda resta muito a ser feito pelos 27 presidentes de Federações, não é possível ter uma confederação forte se não valorizamos e fortalecemos cada uma das instituições estaduais.
 
Nossa vitória será a vitória da descentralização, a vitória conjunta de cada estado deste imenso Brasil, a vitória do Ciclismo limpo, transparente e sustentável. 
 
Teremos repasses para as 27 Federações para que cada uma delas possa desenvolver o Ciclismo de base, fomentando todas as modalidades para que a CBC possa realizar a sua principal função que é o alto rendimento, objetivando as sonhadas medalhas olímpicas.
 
Por todos os motivos listados acima e por toda a visibilidade negativa que a CBC acumulou nos últimos anos com seus inúmeros escândalos estampados nos veículos nacionais (imprensa escrita, sites especializados, televisão, etc.) peço a união de todos para que juntos possamos cobrar a quem de direito elege o próximo presidente CBC, potencializando ainda mais a vitória de um grupo que tem em seu corpo a presença dos principais empresários do Brasil, homens que realmente amam o Ciclismo e sofrem com o descaso e falta de respeito direcionada ao mesmo.
 
É necessário que cada um de nós divulgue, compartilhe, e faça a postagem de notícias verdadeiras, que levem informações a todas as Federações Nacionais até o dia 19 de janeiro, para que a vitória aconteça, e possamos então, finalmente, passar o Ciclismo Brasileiro a limpo.
 
Junte-se ao nosso pelotão, todos unidos pela mesma corrente, porque somente juntos podemos muito mais!
 
Forte abraço, 
Claudio Santos
Presidente da Federação de Ciclismo do Estado do Rio de Janeiro
Rua Barão do Amazonas, nº 263/sala02 - Centro - Niterói - RJ
Telefones: (21) 8870-1833 / (21) 8448-6566 / (21) 2707-6700 / (21) 2620-6566 / Radio 120*14997
   

Nenhum comentário: