sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Após interdições, bicicletas causam transtorno nas calçadas do Leblon

Jornal do BrasilRenan Almeida*
Nesta segunda-feira(26) o trânsito correu  tranquilo no Leblon, no primeiro dia útil após o fechamento de dois trechos da Avenida Ataulfo de Paiva, principal saída do bairro em direção a Ipanema e Lagoa. Por conta da interdição, porém, muitos motoristas deixaram os carrosem casa e o aumento no número de bicicletas se tornou um obstáculo nas calçadas do bairro.
A presidente da Associação de Moradores e Amigos do Leblon (AMA-Leblon), Evelyn  Rosenzweig, diz que o trânsito está bom e que as pessoas estão respeitando as mudanças. Ela, no entanto, observou um grande aumento no número de táxis e bicicletas, e diz que a falta de ciclovias tem causado problemas.
“Observamos muitos conflitos de ciclistas com pedestres. Uma amiga estava na calçada e se machucou toda em um acidente com uma bicicleta. A bicicleta deveria andar junto aos carros, mas é humanamente impossível pois os motoristas não são educados. Tem que haver um bom relacionamento, falta uma campanha educativa”, observa.

Para presidente da AMA-Leblon, falta de ciclovias no bairro causa problemas
Para presidente da AMA-Leblon, falta de ciclovias no bairro causa problemas

Evelyn conta que a grande procura fez zerar o estoque de bicicletas nas lojas do bairro: “Estão sem bicicletas para vender. As elétricas acabaram, tamanha a procura”. A moradora reclama da desordem causada por este aumento. “Todo mobiliário urbano está sendo enfeitado pelas bicicletas porque não há bicicletários. E há esse trânsito doido nas calçadas. Não temos ciclovia nem regulamentação para viabilizar essas bicicletas nas calçadas”, reclama.
Interdições
Na manhã desta segunda-feira a prefeitura fez uma alteração no esquema de trânsito que funcionou no fim de semana, e interditou a Av. Ataulfo de Paiva, na altura da Rua General Artigas. A prefeitura observou que no fim de semana os moradores estavam utilizando a Rua General Venâncio Flores, em vez da General Artigas, para acessar a Rua Humberto de Campos, via alternativa à Ataulfo de Paiva. O objetivo da nova interdição é orientar os motoristas a desviarem pela Rua General Artigas e evitar sobrecarregar a Venâncio Flores.
A AMA-Leblon propõe a implantação do micro-ônibus apelidado ‘Estilo Leblon’ para circular no bairro. Evelyn conta que o coletivo foi implantado em verões passados e tem como objetivo aproximar os moradores do comércio local, eliminando a necessidade de utilizar automóveis.
“O ônibus tem um circuito redondinho e atendia muito bem o morador do Alto Leblon. Ele aproxima o comércio, é gratuito e tem conforto. Atenderia uma parte significativa dos usuários locais de táxi”, sugere.
*Do projeto de estágio do JB

Nenhum comentário: