quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Agradecimento aos amigos e família.


Para aqueles que são meus anjos da guarda Guilherme da MattaCharles Saliba. Dr. Kleber Figueiredo, Dr. Suzana de Campos Roja e aqueles grandes amigos que estão me acompanhando. Durante os últimos meses vim detonando a diabetes, consegui t
roféus de 5° até 2° colocado e hoje conquistei o 1° lugar no podium. E confesso estou emocionado com mais esta vitória divina. Obrigado família Eliane FinelliGabriel FinelliVitor Finelli pelo esforço conjunto em minha função. Amo vocês mais do que tudo, no mundo.
Para os amigos não sentirem ciúmes amo vocês também.

De:
Glicose 170 mg
Peso: 88.9 KG

Para:

Glicose 99 mg
Peso 80.2 kg





Frango

Após banimento, Armstrong se refugia no Havaí: "vivo e bem"


Em primeira manifestação no Twitter após banimento, Lance Armstrong diz que está no Havaí. Foto: Getty Images
Em primeira manifestação no Twitter após banimento, Lance Armstrong diz que está no Havaí

Quem acha que o ciclista Lance Armstrong está escondido em algum lugar lamentando a perda dos seus sete títulos da Volta da França após a determinação da União de Ciclismo Internacional (UCI), devido a polêmica envolvendo seu nome em um caso de doping, está enganado. O americano está "vivo e bem" no Havaí, em suas próprias palavras.
Armstrong, que mora em Austin, no Texas, fez tal afirmação na noite da última segunda-feira via através da rede social Twitter, meio de comunicação que usava com frequência antes da agência antidoping americana (Usada, na sigla em inglês), anunciar que o ex-atleta se aproveitou de substâncias ilícitas durante a sua lendária carreira. Desde que a UCI anunciou o seu banimento do esporte e perda de seus títulos, na segunda-feira da semana passada, essa foi a primeira vez que o atleta se manifestou no Twitter, tendo antes apenas tirado as vitórias na Volta da França de sua descrição pessoal.
A UCI confirmou o banimento do americano e lhe tirou os sete títulos da Volta da França, seguindo as recomendações da Usada. Em 10 de outubro, a agência americana divulgou um dossiê de mais de mil páginas contendo o testemunho de 26 pessoas, incluindo 15 ciclistas ou ex-ciclistas, que forneceram material para o relatório que reconhece o doping na antiga equipe de Armstrong, a US Postal Service.
O ciclista já havia informado em agosto que não mais se defenderia das acusações de doping, defendendo que a investigação da Usada é "injusta" e "unilateral".

Kassab libera bike elétrica em ciclovia. Só para GCM


Kassab libera bike elétrica em ciclovia. Só para GCM

RODRIGO BURGARELLI - O Estado de S.Paulo
A Prefeitura de São Paulo liberou o uso das ciclovias e ciclofaixas da capital às bicicletas elétricas, mas apenas as dos Guardas Civis Metropolitanos (GCM). Portaria publicada pelo secretário de Transportes, Marcelo Cardinale Branco, autoriza o uso desse tipo de veículo nas vias exclusivas para ciclistas da capital. A medida é polêmica, já que há discussão jurídica sobre o status das bikes elétricas.
O Código de Trânsito Brasileiro, que baliza as regras de trânsito no País, não faz menção às bicicletas movidas por eletricidade. Uma portaria do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) de 2009 equiparou-as com as motos, exigindo carteira de habilitação do condutor, emplacamento e licenciamento anual.
Mas alguns municípios, como o Rio de Janeiro, criaram regras próprias, que agora estão sendo questionadas pelos órgãos de controle.
No Rio, as bikes elétricas são tratadas como bicicletas normais desde o início deste ano. Elas podem usar as ciclovias e ciclofaixas da cidade e não precisam de habilitação ou emplacamento. A única exigência é que o seu condutor tenha mais de 16 anos de idade.
A Procuradoria Regional da República no Rio afirma que a regra é ilegal, pois contraria a determinação do Contran, e quer derrubar a medida.
O prefeito Gilberto Kassab (PSD) afirmou em maio que a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) estava estudando a regulamentação do assunto em São Paulo.
A primeira portaria sobre o tema, porém, entrou em vigor no sábado e diz respeito apenas à permissão aos CGMs, que já têm 50 bikes elétricas desde setembro, adquiridas a quase R$ 4 mil cada. Eles poderão usar as ciclovias e ciclofaixas da capital enquanto estiverem em serviço e não podem ultrapassar os 20 km/h.
Estímulo. Para o presidente da Associação Brasileira de Profissionais do Trânsito (ABPTran) e especialista em legislação de trânsito, Julyver Modesto de Araújo, com a liberação para a GCM, outros condutores de bikes elétricas podem se sentir no direito de fazer o mesmo, usando-as nas ciclovias e ciclofaixas da cidade.
"É um estímulo de utilização por quem não poderia fazê-lo. O condutor civil vai olhar para o agente público e pensar: 'ora, se ele pode, por que eu não posso?'", alerta Araújo.
O cicloativista William Cruz, do Vá de Bike, acredita que ser necessário a regulamentação diferenciar os dois tipos de bikes elétricas: as que são de pedalada assistida, com menos autonomia, e as que são "uma moto disfarçada", segundo ele. "Se tiver em serviço e for uma emergência, não vejo problema. Desde que haja cuidado com os outros ciclistas", diz Cruz.
Outro cicloativista, Felipe Aragonez, do Instituto CicloBR, diz que a regulamentação tem de ser feita com responsabilidade. "Na França já se faz distinção entre os tipos de bikes elétricas", afirma Aragonez.

Burocracia emperra ciclovias novamente em BH


Dificuldade para liberar verba faz BHTrans adiar inauguração de rotas; quatro devem ficar prontas em 2012

Dificuldade na liberação de verba trava calendário e ciclovias na região central de BH não serão inauguradas nesta semana / Gustavo Andrade / Metro BHDificuldade na liberação de verba trava calendário e ciclovias na região central de BH não serão inauguradas nesta semanaGustavo Andrade / Metro BH


O ciclista que esperava usufruir das ciclofaixas da avenida João Pinheiro e da rua Rio de Janeiro nesta semana em Belo Horizonte, conforme previsão inicial, vai ter que esperar um pouco.

A BHTrans garante que a via estará pronta no próximo mês, mas, se houver algum imprevisto, admite que a inauguração ficará apenas para o ano que vem, já que as intervenções serão suspensas em dezembro por causa das chuvas.


A empresa de trânsito afirma que a dificuldade para conseguir verba é o grande obstáculo para a implantação das ciclovias na capital. Mas, no caso das vias da João Pinheiro e Rio de Janeiro, há um particularidade. “Nossas intervenções são feitas de madrugada para não atrapalhar o trânsito. E o nosso trabalho está sendo dificultado pelos carros estacionados, durante o período, na via”, explica o coordenador de projetos de trânsito da BHTrans, José Carlos Ladeira.

Mesmo com esses problemas, a empresa tem a ambiciosa meta de praticamente triplicar a extensão de ciclovias na capital até maio de 2013, atualmente de 36 km. Até agora, nenhuma via para as “magrelas” foi inaugurada neste ano. 

BH das ‘magrelas’

Mesmo sem inaugurar nenhuma ciclovia ou ciclofaixa até agora, neste ano, BHTrans garante que vai triplicar a extensão de vias para as bicicletas até maio do ano que vem.

No forno  

Quatro rotas estão em fase final de implantação: avenidas João Pinheiro, João XXIII, Fleming e trajeto rua Rio de Janeiro/Fernandes Tourinho

Previsão de término: novembro/2012

Existentes:  Rota Nordeste, Rota Savassi, Rota Américo Vespúcio Boulevard Arrudas e Barreiro


Bicicletário:  4 (estações Barreiro, Venda Nova, S. Gabriel e Diamante)  

Dicas para a prática do ciclismo

Posto Tex Kar / Ipiranga

Tex Kar CombustíveisIpiranga

Como arrumar uma bicicleta enferrujada


Para consertar uma bicicleta enferrujada, faça uma pasta com três partes de sal de cozinha e uma parte de suco de limão.

Esfregue a mistura na ferrugem com um pano macio e lave com água.

O truque funciona porque o sumo do limão contém ácido cítrico que dissolve o óxido de ferro, a ferrugem. Já o sal funciona como um abrasivo que ajuda a remover a ferrugem mais grossa.

D.H. em Madalena / RJ


Santa Maria Madalena, a pequena cidade cravada na Serra do Mar Fluminense, recebe cada vez mais a “bike” como o gerador do esporte que movimenta o município.
Precedendo sucessos como o Encontro Nacional de Cicloturismo, o primeiro roteiro de cicloturismo cadastrado no Estado, a prova de Cross Country Maratona mais “pesada” do ano valendo pelo Campeonato Estadual, o Hard Track chamado “De Macaé para os Braços de Dercy” e encontros de grupos, sempre memoráveis, ressaltam a capacidade da cidade de receber a bike esportiva sempre de braços abertos.
As montanhas ou o bucolismo? O que mais encanta? Ainda há dúvidas.
O que mais impressiona é a mistura da radicalidade com a calma do local.
E assim Madalena vai construindo sua história juntamente com a bike esportiva, em passos cada vez mais firmes nos rumos do ciclismo.
Sobre a prova:

Data: 04 de novembro de 2012
Horário: 11:00h

Local: Santa Maria Madalena
Coordenadas GPS local de largada:
Supervisão: FECIERJ

Modalidade: DHU – Downhill Urbano
Ranking : Etapa única válida pelo Campeonato Estadual de DHU - pontuação máxima.

Treinos livres:
Dia 03/11: 9h às 12h e de 13h às 17h.
Dia 04/11: 8h30min às 10h30min

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Ford venderá bicicletas elétricas em 2013


Salão de Paris 2012 A partir de 2013, as concessionárias Ford irão comercializar bicicletas elétricas. O primeiro modelo será dobrável -cabe no porta malas de um carro compacto. 

A ideia é que o motorista use a bike para completar seu percurso em áreas onde o automóvel tem maior dificuldade ou restrição de circulação. 

Haverá também uma mountain bike elétrica, mais potente e recomendada para praticas esportivas. Os modelos vão custar, respectivamente, R$ 4.800 e R$ 7.800. A autonomia das baterias é de 40 km por recarga de 3h, em média. 

A Smart também apresenta uma bicicleta elétrica em seu estande. O modelo tem correia de carbono e pode ser equipada com navegador GPS. A marca prevê que a bike chegará às lojas brasileiras em maio de 2013. O preço ainda não foi definido.

Empresas privadas investem em paraciclos/RS



Rede Safe Park ainda oferece espaços de forma gratuitaEstá consolidada no País a tendência mundial de usar a bicicleta como meio de transporte. Porto Alegre inaugurou em setembro o sistema de aluguel das chamadas “magrelas”. Duas ciclovias estão em construção na Capital. A infraestrutura para comportar a locomoção não motorizada, porém, ainda é muito escassa. Ainda não existe regulamentação para os paraciclos, mas empresas privadas estão investindo no público que gosta de pedalar.
A rede Safe Park, por exemplo, oferece estacionamento para as bicicletas em dois dos seus espaços na Capital (no 5° Avenida Center e no Museu Iberê Camargo), de forma gratuita. O projeto da companhia é instalar em três estacionamentos, nas zonas Norte, Centro e Sul, paraciclos com estruturas que atendam aos ciclistas, como armários para guardar os equipamentos com segurança, bancos e possibilidade de pernoite. A diferença é que o serviço será tarifado. A escolha dos três pontos está diretamente ligada à possibilidade futura de integração com outros modais de transporte público.
Segundo a assessoria da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), estão à disposição dos usuários paraciclos no Theatro São Pedro, no Mercado Público, na EPTC e em 12 pontos no bairro Cidade Baixa. “Não temos uma listagem completa porque eles estão surgindo diariamente, e a regulamentação está num limbo entre a EPTC e a Smov (Secretaria Municipal de Obras e Viação)”, fala Antonio Vigna, gerente de Projetos Especiais da EPTC.
Enquanto não há uma definição sobre a legislação, a EPTC apenas orienta que os paraciclos em lugares públicos respeitem as diretrizes da cidade. “Eles devem ter cor cinza e sem arestas vivas, para evitar acidentes”, informa Vigna. Quanto aos bicicletários em ambientes privados, fica a critério dos proprietários, inclusive a comercialização. “Os shoppings e o supermercado Zaffari já possuem locais reservados para as bicicletas, mas ainda não estão fazendo propaganda da oferta. Eu acho que é só uma questão de tempo para começarem a divulgar, e tenho convicção de que não cobrarão por isso. Seria uma bola fora custear esse serviço”, avalia. 

Passeio de Bicicleta

UCI escolhe Pinóquio como mascote do Mundial de Ciclismo de Estrada

Divulgação/Site Oficial
Depois do escândalo de doping de Lance Armstrong agitar o mundo do ciclismo, uma notícia no mínimo inusitada foi divulgada neste final de semana. A União Ciclística Internacional (UCI) escolheu o personagem de contos infantis Pinóquio, do escritor italiano Carlo Collodi, para ser a mascote oficial de divulgação do próximo Campeonato Mundial de Ciclismo de Estrada, que será realizado na Toscana em 2013.

No site oficial do evento, a UCI justificou a escolha do boneco de madeira que via seu nariz crescer a cada vez que contava uma mentira. “O nosso é um Pinóquio conectado às suas origens, feliz, atlético e atento”, diz o comunicado. “Ele está olhando para o horizonte, expressando uma atitude otimista em relação ao futuro. A expressão em seu rosto é sorridente, positiva e, ao mesmo tempo, de surpresa. Nosso Pinóquio está feliz que sua terra, a Toscana, foi escolhida para sediar o Campeonato Mundial de Ciclismo de Estrada”.

A escolha da mascote pode ser compreendida como irônica em meio aos caso do banimento do ciclista dos Estados Unidos. Lance Armstrong, de 40 anos de idade, foi banido pela entidade depois de ser acusado por uso de substâncias ilegais, tais como o EPO (Eritropoetina), esteróides e transfusões de sangue para melhorar seu rendimento no esporte. O norte-americano perdeu todos os seus sete títulos da Volta da França, maior competição do ciclismo mundial, além da medalha de bronze conquistada nas Olimpíadas de Sydney. Além disso, ele está banido permanentemente da entidade que comanda o ciclismo internacional.

Segundo a Agência Antidoping dos Estados Unidos (Usada), Armstrong vinha usando substâncias ilegais desde 1996.
http://www.superesportes.com.br/app/1,13/2012/10/29/noticia_maisesportes,232983/uci-escolhe-pinoquio-como-mascote-do-mundial-de-ciclismo-de-estrada.shtml

Diretor desportivo da Sky deixa o ciclismo


Diretor desportivo da Sky deixa o ciclismo
Fotografia © Reuters
Sean Yates, um dos maiores defensores de Lance Armstrong, alega razões pessoais para se retirar do ciclismo.
O diretor desportivo da Sky, Sean Yates, decidiu abandonar o ciclismo por razões "estritamente pessoais", anunciou este domingo a equipa britânica, na qual alinham Bradley Wiggins e Chris Froome, os dois primeiros classificados da Volta à França de 2012.
A Sky rejeita que Yates tenha deixado a equipa e a modalidade em consequência das recentes revelações sobre consumo de substâncias dopantes por parte do norte-americano Bobby Julich, um dos treinadores da equipa, explicando que o diretor desportivo "decidiu deixar o ciclismo após 30 anos" de presença ininterrupta no desporto.
Yates, de 52 anos, foi camisola amarela no Tour de 1994 e desempenhava as funções de diretor desportivo da Sky desde 2010. O inglês foi uma das poucas pessoas ligadas ao ciclismo a defender o norte-americano Lance Armstrong, que foi desapossado dos sete títulos conquistados na Volta a França.
Para justificar a sua posição, Yates alegou que durante o período em que trabalhou com Armstrong na Discovery, entre 2005 e 2009, nunca testemunhou qualquer atividade ilegal ou recurso a substâncias proibidas.

Você foi convidado a visualizar o álbum de fotografias de Israel Tomaz: Pedal Bruto Bom Jesus-Macuco-Serra dos Alves-Ipoema

Foto
03/11/2012
de Israel Tomaz
Calor intenso e longas trilhas marcaram esse pedal de Bom Jesus à Serra dos Alves, retornando por Ipoema. O refrescante banho no maravilhoso Rio Tanque compensou as horas de duro pedal por trechos onde a temperatura beirou os 40 graus. Vale a pena conferir essa aventura através das fotografias deste álbum.

Informativo Big Biker


Convite |"Quem Sou Eu?" | SESC Palladium


Queridos amigos,

Estamos muito felizes com o sucesso do espetáculo do Querubins! Além de lotar o teatro naquele dia receberam um convite para uma nova apresentação. Olha que maravilha!!!
Como podem observar, haverá mais uma apresentação, porém agora no grande teatro Sesc Palladium e será no dia 06/11/12.
Vejam as instruções abaixo e se programem, vale a pena ir... é impressionante o que estas crianças são capazes de fazer, quanto lhes dão oportunidades!

Um grande abraço a todos e fiquem com Deus!

Angelo



Serão duas sessões com duração aproximada de 40 minutos. A primeira sessão as 15 horas didática (para escolas e instituições educacionais). E outra as 20 horas, aberta ao grande público. Caso tenha interesse em assistir ao espetáculo, troque seu convite por um quilo de alimento não perecível (sessão das 20 horas). Se tiver interesse de levar um grupo ligue para a Associação e acerte os detalhes (sessão 15 horas).

Para trocar seu ingresso, se dirija ao teatro Sesc Palladium (Rua Rio de Janeiro, 1049, Centro – Belo Horizonte) com um quilo de alimento não perecível entre o dia 04 de Novembro e o dia do espetáculo (06 de novembro). Não perca tempo e garanta seu ingresso.

Esperamos contar com a presença de todos!!!

Para mais informações, ligue pra gente:
Associação Querubins
Aproveite e conheça nosso blog:



Informativo FECIERJ


PRESS RELEASE
 World Bike Tour Rio de Janeiro 2013
ENCERRAMENTO DAS INSCRIÇÕES DA PRIMEIRA FASE DO SORTEIO
30 DE OUTUBRO DE 2012 
Faltam apenas 7 dias para o final das inscrições para primeira fase do sorteio que irá distribuir 4000 vagas para o World Bike Tour Rio de Janeiro 2013.
Já são mais de 9000 inscritos ao sorteio às vagas de participação no Maior Passeio Ciclístico do Mundo.
Os sorteados receberão um boleto bancário para pagamento da inscrição no evento no valor de R$ 250,00, e terão direito além de participar do passeio, a receber o kit que contém além de outros equipamentos, uma bicicleta nova.
Os que não forem sorteados nesta primeira fase, estarão automanticamente inscritos para a segunda, onde serão sorteadas mais 1000 vagas, cuja data do sorteio será em 30 de novembro de 2012.
As inscrições para a edição do WBT Rio de Janeiro 2013, já estão a decorrer desde o dia 01 de outubro 2012, através do site www.worldbiketour.net ou https://inscriptions.worldbiketour.net

VALOR DA INSCRIÇÃO – R$250,00
O PARTICIPANTE GANHARÁ O KIT WBT:
- Bicicleta
- Capacete
- Camiseta
- Mochila

SORTEIOS
1ª Fase – 4000 Inscrições – 31 de Outubro de 2012
2ª Fase – 1000 Inscrições – 30 de Novembro de 2012
  
Contatos para Imprensa:
Sabrina Rodrigues
Assessora de Imprensa
(11) 989724926
(11) 33924504
Skype: sabrina.rbrito

Todos contra a Dengue - com Drauzio Varella


A dengue é uma doença infecciosa febril aguda causada por um vírus da família Flaviridae e é transmitida através do mosquito Aedes aegypti, também infectado pelo vírus. Atualmente, a dengue é considerada um dos principais problemas de saúde pública de todo o mundo.

Pedal do Frango Anúncios


Este blog é destinado à anúncios de vendas ou compras de mercadoria de terceiros, não cabendo nenhuma responsabilidade sob o objeto anunciado. Para anunciar, envie um e-mail para pedaldofrango@gmail.com com os dados e fotos do objeto e contatos. 

Valor:R$10,00 ou 5 litros de leite. (O anúncio será postado após a confirmação do depósito).

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Equipe Expressa Group/Ib Factoring - Escolinha do Edgard‏



















Em 2012 a extinta Equipe X-PRO (2008-2011) tornou-se "Equipe EXPRESSA GROUP/IB FACTORING"com o apoio do presidente da União Ciclística Lagoa da Pampulha, Dr. Carlos Starling e do sr. Juraci de Almeida.


A Equipe que conta com os patrocínios da Expressa Group, Ib Factoring, Emdesa Software e Sorvetes Poliana apoia atletas Masters e a Escolinha do Edgard que, por vez, conta com 05 atletas entre 13 e 16 anos. Esses jovens são a prioridade da Equipe que, junto à dedicação de Edgard, vem colhendo ótimos frutos e incentivando a prática de um esporte saudável e competitivo.

Apesar do apoio já conquistado, ainda é preciso melhorar o nível de treinamento desses jovens atletas. 
Estamos, portanto, na busca por colaboradores para que possamos oferecer nutricionista, médico e treinador, além das peças e equipamentos para a Escolinha.
 
Juraace

Bicicletas e o trânsito

FORMA DE TRANSPORTAR
1) Bike no teto:
A Resolução 349/10 do Conselho Nacional de Trânsito permite o transporte de cargas acondicionadas em bagageiros ou suportes desde que não ultrapasse a altura máxima de 50 (cinqüenta) centímetros, porém a regra não se aplica às bicicletas colocadas sobre o teto, podendo ultrapassar esse limite. Não pode ser ultrapassado o comprimento e largura da parte superior da carroceria. Essa é a forma destinada para automóveis e mistos.  No caso de caminhonetes, além do teto, o transporte que na na caçamba é considerada parte interna de carroceria aberta, ou seja não é considerada a caçamba como parte externa do veículo.
A Resolução 210/06 do Contran que estabelece limites máximos de dimensões dos veículos, prevê que a altura máxima dos veículos, com ou sem carga, não pode ultrapassar 4,40m. 

2) Bike dentro do carro;
Quanto à colocação na parte destinada a bagagens (porta-malas) não há que se falar em qualquer restrição, pois a bicicleta é uma carga. Quanto ao espaço destinado aos passageiros (assentos) também não há qualquer regra que proíba, tampouco infração.  É proibido transportar pessoas no compartimento de carga, mas não é proibido colocar cargas no compartimento de passageiros, esteja ela montada ou desmontada.  Nesse caso vale a recomendação, do acondicionamento dela de forma a não ficar solta de modo a implicar em riscos no caso de frenagens de emergência ou colisões.
A Resolução 26/98 do Contran estabelece que nos ônibus e microônibus a carga deve ser colocada em compartimento segregado dos passageiros, porém da mesma forma não estabelece penalidade por descumprimento. É o que chamaríamos de fato atípico, por não se enquadrar numa infração específica.
CONTINUE LENDO: http://www.bemparana.com.br/noticia/234797/bicicletas-e-o-transito

Alfaiataria de bicicletas


Cresci em uma cidade bem pequena do litoral de São Paulo chamada Peruíbe.
Quem mora, morou ou visita o litoral de São Paulo sabe bem que, caiçara que é caiçara, anda muito de bicicleta. Chamávamos a região de “China brasileira”. Monte o cenário na sua cabeça: adolescente sem grana e seu único bem é a sua bicicleta.
Eu tratei a minha como filho. Cuidava da pintura, alinhava as catracas, as corrente, apertava os pedais. Era um zelo só. Mas alguns caras aqui em Sampa superaram meus sonhos (e cuidados) mais insanos. Os caras da TAG and JUICE,  como eles mesmos dizem, são alfaiates, só que de magrelas.
Pablo – o alfaiate de magrelas. (Foto: Felipe Larozza)
Para comprar uma bicicleta com o Pablo Gallardo ou com o Billy, sócios e donos da loja-galeria de arte-bar-lugar foda, não basta entrar, escolher uma e pagar. A experiência vai além, muito além disso.
Lá, eles tiram as suas medidas, trocam uma ideia (uma espécie de entrevista pra saber do que você gosta, como é a sua pessoa), pensam junto contigo sobre como, quando e onde você vai usar a bike e só então começam o processo de montagem de uma verdadeira bike custom – processo esse que pode levar de 6 a 8 semanas. Parece muito, mas é uma bicicleta pra vida inteirinha.
Bater um papo com esses dois é beber de uma fonte bem rica em informação utilitária, estética e modelo de vida. Pablo Gallardo nasceu no Chile e foi criado aqui no Brasil. Além da loja, ele organiza campeonatos de bike polo e corridas em minidromes. Já o Billy é um diretor de arte e faz a curadoria das diversas exposições que acontecem na loja da Tag and Juice. No dia-a-dia, o Pablo cai mais pro social com a galera, enquanto o Billy é o cara de backstage, cuidando das coisas que estão por trás do andamento da vida da loja.
“As bikes devem ser como as pessoas, cada uma tem sua personalidade , seu mood. Nunca fizemos uma (bike) igual a outra”
Quem disse isso foi o Pablo, quando fui visitar a Tag and Juice na última semana. Essa é a fórmula.
“O cliente vem na loja e sempre pergunta –  cadê as bikes?”. Tinha algumas bicicletas na loja quando eu fui, mas eram para a demonstração de novos modelos e não estavam à venda. Isso porque, nesse processo de entender por completo a necessidade de quem vai comprar uma bike customizada, não há bicicletas para imediata aquisição.

Bike vídeo

VTT trial Scénario 1.0 from curly on Vimeo.

Presidente da FPC esclarece denúncias de irregularidades no ciclismo da PB

http://globotv.globo.com/rede-paraiba/globo-esporte-pb/v/presidente-da-fpc-esclarece-denuncias-de-irregularidades-no-ciclismo-da-pb/2204274/

Alberto Contador acha que todos devem ter respeito com Lance Armstrong








O ciclista Alberto Contador (ESP) expressou seu apoio ao recém-banido ciclista Lance Armstrong, após considerar os recentes acontecimentos como um "linchamento" do ex-campeão de 7 Tour de France.

Armstrong perdeu seus sete títulos e foi banido do esporte após ter sido considerado culpado no maior escândalo de doping da história do ciclismo.

O duas vezes campeão do Tour de France disse que: "Para mim parece que em alguns lugares e alguns momentos, Armstrong não está sendo tratado com respeito. Ele está sendo humilhado e linchado, e na minha opinião, está sendo destruído." 

"Nesse momento, pessoas estão falando de Lance, mas não teve nenhum novo teste. Foi exclusivamente baseado em depoimentos testemunhais sobre fatos podem ter ocorridos em 2005." acrescentou Contador.

Contador completou dizendo que se o ciclismo é popular nos EUA, é graças a Lance Armstrong.


Fonte: Sky Sports

Mais irregularidades na CBC


"Segue matéria Jornal O Globo e acórdão do TCU. 
 
Para não deixar em brancas nuvens, estamos convocando uma Assembléia Geral Extraordinária". 
 
JOÃO CARLOS DE ANDRADE
PRESIDENTE
andrade@ciclismosc.com.br
55 47 3422 0137

A bandalha dos ciclistas


RUTH DE AQUINO  é colunista de ÉPOCA raquino@edglobo.com.br (Foto: ÉPOCA)
Fui atropelada por um ciclista na calçada do Leblon, no Rio de Janeiro. Estava parada, falando ao celular. Ele levava a namorada de shortinho no guidão. Se eu tivesse 20 anos e uma garota com aquelas pernas no meu campo visual, provavelmente não enxergaria mais nada. Além de bater na minha coluna lombar, ele foi levando com o guidão minha roupa e, por isso, parou. Pediu desculpas.
“Fazer o quê? Desculpo. Mas você sabia que é proibido pedalar no espaço de pedestres?”, falei. Entrou por um ouvido, saiu pelo outro. Ele continuou rumo à orla, para gozar a luz extra do horário de verão, a ansiedade e os hormônios a 40 graus, em ensaio para a estação de gala do Rio. Uma estação de delícias e dores. Algum ciclista, naquele exato instante, poderia estar atropelando numa calçada sua mãe, sua avó, sua irmãzinha pequena.
Os ciclobandalheiros imperam em muitas cidades grandes do Brasil. Eles reclamam dos ônibus, dos carros ou das vans irresponsáveis. Evitam o asfalto – mesmo a duas quadras de uma ciclovia com vista para o mar. E ferram os pedestres. Pedestre não vem de fábrica com setinha ou luz de freio. Dispõe, pela lei, de um espaço só dele, onde a velocidade é das pernas. Tem direito de mudar a direção subitamente, sem verificar se um veículo sobre rodas passará por cima dele.
As calçadas do Rio estão coalhadas de ciclistas que transformam pedestres em alvo de manobras arriscadas. Nós somos os obstáculos, invasores inconvenientes de nosso território.
A praia no verão é o retrato mais acabado da democratização do espaço carioca, especialmente com o metrô. Os ciclistas repetem o padrão. Patricinhas, mauricinhos, peruas, executivos, atletas, profissionais liberais, vendedores de celular, entregadores de pizza, moradores de comunidades (ex-favelados), todos se locupletam na bandalha, com bicicletas de todos os calibres e, agora, as elétricas.

COI descarta vetar ciclismo em Olimpíada por excesso de casos de doping


Para o COI, vetar o esporte pelos casos recentes seria punir a maioria dos atletas

Apesar da surpresa com o caso Lance Armstrong, o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Jacques Rogge, descartou nesta quarta-feira impor qualquer restrição ao ciclismo nos Jogos Olímpicos por risco de doping.

Na avaliação do dirigente, vetar o esporte por causa dos casos recentes de trapaça seria injusto com a maioria dos atletas. "Seria injusto penalizar a grande maioria dos atletas limpos", afirmou Rogge, cuja maior preocupação nos últimos anos foi justamente os casos de doping no esporte.

O presidente do COI afirmou ter total confiança nos esforços da União Ciclística Internacional (UCI) em acabar com o doping. "A UCI sempre esteve na vanguarda desta luta", declarou. Ele lembrou que o ciclismo foi um dos primeiros esportes a implementar o passaporte biológico para monitorar as amostras de sangue dos atletas.

Rogge disse ainda que ficou "chocado" com as denúncias envolvendo o nome de Lance Armstrong, sete vezes campeão da tradicional Volta da França. O ciclista norte-americano perdeu seus títulos e foi banido do esporte por doping, depois que a Agência Antidoping dos Estados Unidos (Usada, na sigla em inglês) produziu minucioso relatório sobre a suposta conduta irregular do atleta.

O dirigente do COI adiantou que vai aguardar novas ações da UCI para definir se vai manter ou cassar a medalha de bronze conquistada por Armstrong na Olimpíada de Sydney, em 2000. O pódio olímpico foi obtido justamente no período analisado pela Usada, no qual o ciclista teria utilizado substâncias proibidas para acumular os títulos consecutivos da Volta da França, entre os anos de 1999 e 2005.

Bicicletas motorizadas viram opção de transporte rápido e econômico


Em Poços de Caldas, comércio investe nas novas bicicletas elétricas.

Modelo pode andar até 80km com uma carga que custa em média R$ 1

Dentre todos os meios de se locomover pelas cidades, as novas bicicletas motorizadas estão virando tendência de transporte nos últimos tempos. Segundo a Associação Brasileira dos Veículos Elétricos, são mais de 600 mil veículos desse tipo circulando no Brasil. Só em 2012, estima-se que foram vendidas cerca de 15 mil unidades. Em Poços de Caldas (MG), o comércio começa a investir na novidade.
O comerciante Samuel Augusto de Moraes já vendeu 150 bicicletas motorizadas e está otimista quanto ao novo mercado. “As pessoas têm procurado muito pela facilidade de transporte né, agilidade, estacionamento, economia”, disse ele. O marceneiro Geraldo de Souza Neto foi um dos que investiram no novo transporte. Ele gastava cerca de uma hora para chegar ao trabalho e agora, faz o mesmo trajeto em 20 minutos. “Tinha que levantar muito cedo, 5h30, para estar lá, hoje eu levanto umas 6h15 e ainda chego com tempo”, disse Geraldo.
Outro tipo de bicicleta que está fazendo o maior sucesso é a elétrica. A principal diferença é que o modelo não precisa de combustível, basta recarregar a bateria. As bikes pesam em média 23 kg, com 20 marchas e não poluem o meio ambiente. O empresário Erlei Júnior investiu pesado na novidade. Ele vende cinco modelos que podem custar até R$ 3,6 mil.
“A bateria tem uma autonomia de 80 km, custa em média R$ 1 a carga completa, mais ou menos umas 5h para poder carregar em uma velocidade de 25km por hora”, explicou Erlei. A bicicleta só não tem acelerador, é necessário pedalar para a bike acelerar.
CONTINUE LENDO:http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/noticia/2012/10/bicicletas-motorizadas-viram-opcao-de-transporte-rapido-e-economico.html

Ciclovia Av. João Pinheiro (BH) - comentário


Ciclovia

Não  tenho  carteira  de  motorista,  mas  a  pista  da  esquerda  do  motorista  não  é  destinada  ao  transito  rápido?
Num  transito que  já  tem  demonstrado  sinais  de  saturamento,  manter  bicicletas  a  esquerda,  não  será  comprometer  o  transito,  principalmente  se  houver  crianças  na  ciclovia  junto  com  carros  desenvolvendo  uma  alta  velocidade?
Se  o  próprio  código  brasileiro  de  transito  prevê  que  veículos  lentos  estejam  à  direita  da  via,  o  que  esta  faixa  de  ciclovia  esta  fazendo  a  esquerda  no  centro  da Av. João Pinheiro,  em  Belo  Horizonte,  junto  ao  canteiro  central?  em  ambos  os  lados,  na  via  rápida.

Notícias - Armstrong

http://oglobo.globo.com/blogs/debike/posts/2012/10/26/uci-decide-manter-vagos-titulos-do-tour-de-france-tirados-de-armstrong-472217.asp
http://www.record.xl.pt/Modalidades/Ciclismo/interior.aspx?content_id=785011
http://www.ojogo.pt/Modalidades/Ciclismo/interior.aspx?content_id=2850811