sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Ciclismo Paraolímpico


Descrição do Ciclismo Paraolímpico:
Paralisados cerebrais, deficientes visuais, amputados e lesionados medulares (cadeirantes) competem nas categorias masculina e feminina. O ciclismo paraolímpico pode ser praticado no individual ou por equipe. As regras seguem as da União Internacional de Ciclismo (UCI), mas com pequenas alterações relativas à segurança e à classificação dos atletas, feitas pela entidade que gerencia a modalidade: o Comitê de Ciclismo do Comitê Paraolímpico Internacional. As bicicletas podem ser de modelos convencionais ou triciclos (para paralisados cerebrais, segundo o grau de lesão). O ciclista cego compete em bicicleta dupla – também chamada de “tandem” – com um guia que pedala no banco da frente. Ambos podem ser do mesmo sexo ou não. Para os cadeirantes, a bicicleta é pedalada com as mãos: é o handcycling. As provas são de velódromo, estrada e contra-relógio
.Entenda mais sobre a classificação funcional
LC – Locomotor Cycling (ciclismo para deficientes de locomoção)
LC1 - Atletas com pequeno prejuízo em função da deficiência. Normalmente nos membros superiores.
LC2 - Esta classificação se aplica aos atletas com prejuízo físico em uma das pernas. Pode ser utilizada prótese para competição.
LC3 - Os competidores pedalam com apenas uma perna e não podem utilizar próteses.
LC4 - É a categoria que apresenta os atletas com maior grau de deficiência. Normalmente pessoas com amputação em um membro superior e um inferior.
Tandem - Para ciclista com deficiência visual ( B1, B2 e B3 )A bicicleta tem dois assentos e ambos ocupantes pedalam em sintonia. Na frente, vai um ciclista não-deficiente visual e no banco de trás vai o atleta com deficiência visual.(foto)
Handbike - Para atletas paraplégicos que utilizam bicicleta especial impulsionada com as mãos.
FONTE - Comitê Paraolímpico Brasileiro

Resultado 1° pedalzinho do Frango


Resultado

1° lugar: Leonardo
2°: David
3°: Eron
4°: Iago
5°: Felipe
6°: Tiago
7°: Nicolas
8°: Shalom
9°:
10°: Yan
11°: Pedrinho


Fotos: 1° Pedalzinho do Frango


Posted by Picasa

1° Troféu Agosto de 2008


Novo na área e já papou a 1°medalha no Pedalzinho do Frango.
Parabéns, Leo. Que venha muito mais.
Frango
obs: Quero ver você no velódromo. Não tenha medo. Confia. É demais.

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Foto: 1° Copa Minas Gerais de Ciclismo de Pista

PRÓXIMA ETAPA DIA 05/10/2008



Resultado: 1° Copa Minas de Cilismo de Pista


1ª Copa Minas Gerais de Ciclismo de Pista

Depois de mais de 10 anos de inatividade, o velódromo Minas Gerais voltou a sediar uma prova de ciclismo. A primeira pista de distância olímpica do Brasil esteve abandonada por vários anos. Recentemente, devido à iniciativa de alguns atletas, este monumento do ciclismo mineiro foi parcialmente reformado e colocado em condições de sediar algumas provas de ciclismo de pista.

Os ciclistas que compareceram ao evento participaram de uma prova muito bem organizada e puderam pedalar em um dos maiores palcos do ciclismo de pista nacional dos anos 80 e 90. A prova tomou toda a manhã de Domingo, e proporcionou ao público que compareceu ao evento um espetáculo de pegas entre os ciclistas.

O maior destaque do dia foi sem dúvida o atleta Ricardo Alcici Mattos que levou para casa o ouro em todas as provas disputadas, e conseqüentemente ficou em primeiro lugar na classificação geral da prova. Outros destaques da prova foram os atletas Rodrigo Gomes e João Paulo Mançal. O João é um atleta ainda da categoria Júnior e conseguiu bons resultados no dia.

Depois do sucesso da 1ª Copa Minas Gerais de Pista, os organizadores já estão planejando a segunda etapa da prova, acontecerá no dia 5 de Outubro de 2008. Contamos com sua presença!

Para mais informações e fotos do evento, acesse:

HTTP://www.ciclismomg.com

Resultado

Velocidade Individual – Eliminatórias

1o – Ricardo Alcici Mattos

2º - Lucio Flavio Aleixo Filho

3º - Petrus Bonato

4º - Rodrigo Gomes

5º - Douglas Ceron

6º - Gleiber Junei

7º - João Bosco Mançal

8º - Thiago Mattos Camargo

9º - Edvaldo C.

10º - Sandro Moraes

11º - Aquila Pereira



Velocidade Individual – Playoffs

Quartas de Final

Rodrigo Gomes vence Douglas Ceron

Gleiber Junei vence Petrus Bonato

Lucio Flavio Aleixo Filho vence João Bosco Mançal

Ricardo Alcici Mattos vence Thiago Mattos

Semi Final

Ricardo Alcici Mattos vence Rodrigo Gomes

Gleiber Junei vence Lucio Flavio Aleixo Filho

Final

Ricardo Alcici Mattos vence Gleiber Junei



Km Contra o Relógio

1o - Ricardo Alcici Mattos

2º - Rodrigo Gomes

3º - João Bosco Mancal

4º - Petrus Bonato

5º - Lucio Flavio Aleixo Filho

6º - Douglas Ceron

7º - Thiago Mattos Camargo

8º - Edvaldo C.

9º - Sandro Moraes



Perseguição Individual

1º - Ricardo Alcici Mattos

2º - Rodrigo Gomes

3º - Thiago Mattos Camargo

4º - Gleiber Junei

5º - João Bosco Mançal

6º - Aquila Pereira

7º - Lucio Flavio Aleixo Filho

8º - Sandro Moraes

9º - Edvaldo C.



Velocidade por Equipes

1º - Ricardo Alcici / Lucio Flavio Aleixo Filho / Rodrigo Gomes

2º - Petrus Bonato / Douglas Ceron / Thiago Mattos Camargo

3º - Edvaldo C. / Aquila Pereira / João Bosco Mançal



Classificação Geral

1º - Ricardo Alcici Mattos

2º - Rodrigo Gomes

3º - Lucio Flavio Aleixo Filho

4º - Thiago Mattos Camargo

5º - João Bosco Mançal

6º - Aquila Pereira

7º - Douglas Ceron

8º - Petrus Bonato

9º - Gleiber Junei

10º - Edvaldo C.

11º - Sandro

Parabéns a todos voces merecem.
Frango

Zona de treinamento (importante saber)

Recebido po e-mail

Para saber qual é a sua zona de treinamento, é necessário conhecer o conceito freqüência cardíaca máxima (FCmax). Ela pode ser facilmente obtida por meio da Fórmula de Karvonen, na qual basta diminuir a sua idade de 220. O resultado será ao seu batimento máximo.

Zona de Manutenção (restauração) – 50 a 60% da FCmax
Essa faixa de intensidade é utilizada no trabalho com iniciantes, no retorno das atividades após um período de interrupção, na recuperação após treinos exaustivos ou em aquecimentos. Nela, nosso organismo usa a gordura como principal fonte de combustível, mas é necessário um longo tempo de atividade para perder peso.

Zona Aeróbia Lipolítica (queima de gordura) – 60 a 70% da FCmax
Essa zona de intensidade é usada para melhorar o condicionamento físico aeróbio. Por usar os lipídios como principal fonte energética, ela é a ideal para quem deseja diminuir os percentuais de gordura corporal. Quanto maior for a duração dos treinos, melhores serão os resultados.

Zona do Limiar Aeróbio (endurance/ resistência) – 70 a 80% da FCmax
Esta zona é a ideal para os atletas que praticam esportes que exigem grande resistência, como ciclismo, triathlon, corrida e futebol. Nessa faixa, a capacidade funcional do organismo melhora consideravelmente, pois existe um aumento do número de vasos sanguíneos, da ventilação pulmonar, do vigor físico e do volume de sangue bombeado. Nela, 50% das calorias queimadas são provenientes dos carboidratos e 50% das gorduras. Por isso, é fundamental manter uma alimentação balanceada.

Zona Mista (limiar anaeróbio) – 80 a 90% da FCmáx
Os principais benefícios dessa faixa são a melhora do VO2Max (máximo de oxigênio que nosso corpo consome durante o exercício) e uma maior tolerância do organismo ao ácido lático. Isto significa que você vai melhorar sua resistência e não irá se cansar tão facilmente. Ela é ideal para atletas que disputam provas de estradas e precisam percorrer grandes distâncias durante um longo tempo. Nesta zona, a quantidade de calorias queimadas é superior às das três anteriores, mas a principal fonte de energia do organismo são os carboidratos. Por isso, ela não serve para quem deseja apenas perder peso.

Zona de Esforço Máximo – 90 a 100% da FCMÁX
Esta faixa é indicada para indivíduos de esportes de velocidade ou potência, como os 100 metros rasos do atletismo ou provas de curta distância na natação. Esta zona é tão intensa que só deve ser utilizada por pessoas que estão em ótima forma física. O ideal é que ela seja intercalada com treinos em outras faixas para evitar os riscos de lesões musculares.

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Matéria na Televisão

OBS: Não é materia sobre o 1 Pedalzinho do Frango

A Rede Super, canal 23 ou canal 21, irá exibir hoje segunda feira s 21hrs e amanhã terça feira as 13:30 uma matéria relacionada a incentivo ao esporte e que terá como participação o ciclismo mineiro dentro da matéria. Não percam!
Ricardo Alcici Treinador Esportivo (31)8742-3503

Abr. Frango

Agradecimentos

Caros amigos. Foi um sucesso o 1° Pedalzinho do Frango. A idéia foi de minha esposa Eliane, que trabalhou e dedicou muito para a realização do projeto. Procurou parcerias e conseguiu juntar mais de 80 crianças na orla da Lagoa.
Aproveitamos o espaço que a prefeitura dedica todos os domingo ao público e realizamos o passeio . E que passeio!
A garotada quando escutou o JÁ! desceu a lenha. Nem quiseram saber do acompanhamento dos pais ou responsável. Tinha criança de todas as idades.
Os menores foram atrás acompanhados dos pais.
No final, resolvemos colocar 11 garotos que já andam no MTB para fazer um " racha" entre eles.
Estes receberam medalhas diferenciadas e todos receberam troféus de participação e brindes.
Foram sorteadas 4 biciclestas.
Os atletas profissionais Afrânio Pacheco, Rogério Diniz e Robson Freso do MTB estavam no comando.
Haja energia! Consumiram muito refri, algodão doce e pipoca.
Quero agradecer a todos os pais que acreditaram no projeto , a Laurena e Simone do Espaço Pedagógico da Criança (E. P. C), à Policia Militar, aos para médicos, ao exército que liberou a pista no horário previsto, às lojas Oficina da Bike, Cicle Mundial, Green Maxx, Roda Nova, + bike, Global Bicicletas, Urca distribuidora de bebidas, Inter Film, Magikban, Posto Vera Cruz, Volney Bikes e aos amigos Betinho, Carol, Carioca, Fifi, não esquecendo a equipe de Nilciane da prefeitura que nos apoiou e aos agentes da BH Trans.
Espero que todos tenham gostado. Foi alegria pura.
Meu agradecimento especial vai para minha esposa Eliane por que sem ela nada disso teria se realizado.
Parabéns a todos.
Abr. Frango

Ganhadores das bicicletas


sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Parceira do Pedal do Frango

Agora o Pedal do Frango conta com mais uma parceria para eventos.
Confiram, façam uma visita. A loja já atende a bons anos na região do Planalto
Tem a linha MTB, Speed e toda linha infantil de bicicletas e muito mais.
Abr. Frango

Mtb nas Olimpíadas


VAMOS HOJE TORCER PELOS NOSSOS ATLETAS DO MOUNTAIN BIKE EM PEQUIM CONFIRA AS PROGRAMAÇÕES E FIQUE ATENTO!!!!

DIA 22 ÀS 23 HORAS MOUNTAIN BIKE FEMININO COM JAQUELINE MOURÃO

DIA 23 ÀS 04 HORAS MOUNTAIN BIKE MASCULINO COM RUBENS DONIZETTE

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

1° Pedalzinho do Frango 24/08 domingo

Passeio de bicicleta, velotrol ou patinete para crianças até 10 anos.Dia 24/08 na orla da Lagoa da Pampulha.
Concentração 9:00 hs,Largada às 10:00 hs da manhã no Marco Zero, Av. Otacílio Negrão de Lima, 5.900 (pista fechada).,
Sorteio de 3 bicicletas , algodão doce e pipoca p/ a criançada.
Cada criança receberá um troféu de participação.
Todas as crianças deverão estar acompanhadas pelo responsável. Se possível portando capacete.
Inscrições: R$ 10,00 + 1 KG de alimento não perecível (arroz, feijão, macarrão, açúcar, leite ou café) , até o dia 21/08.
NÃO HAVERÁ INSCRIÇÕES NO LOCAL .
O alimento deverá ser entregue no dia do evento para a retirada do número de identificação.
Não haverá devolução de inscrição em caso de desistência.
Caso chova, me reservo no direito de cancelar o evento e marcar uma nova data.



Pedal do Frango- Rua Gaivotas, 109 tel. 3454-2121
Cicle Mundial- Av Gal, Olímpio Mourão Filho 1602 /04
tel.: 3495-2299
Cicle Viana- Av. Cristiano Machado, 6900 tel. 3433-7654
Oficina da Bike- Av. Abilio Machado, 2227 tel. 3474-4091
Roda Nova - Rua Sena Madureira, 15 tel. 3498-1874
Green Maxx- Av. Pres. Ant. Carlos, 8100/lj 107 tel. 3441-4161
Ikenfix- Av. Luis Paulo Franco, 500/lj26Belvedere tel. 3286-8199
+ Bike Rua Rio Gr. do Norte,1164/ loja 5 Funcion. tel. 3261-2702
Global Pampulha -Av. Ant. Carlos, 7585/04 tel. 3403-1781


-------------------------------------------------------------------------------------------------
As doações serão entregues para a casa de assistência social "Ação Faça uma Família Sorrir"
Rua Abaeté, 80- General Carneiro - Sabará tel.: 3671-0411

8721-9560 8473-9472
affas@ig.com.br

Treino no Velódromo (Sábado)

"Neste sábado, eu (Ricardo Alcici) e o Lúcio vamos treinar na pista e já chamamos os novos pisteiros para irem! Como o pessoal está gostando e precisam aprender muitas manhas ainda, vamos fazer um treino de pelotão. No aquecimento da prova vimos que dá para fazer sim, eles já estão com as manhas.
Pois então, devido ao sucesso da prova de pista e empolgação dos atletas, convoco os atletas a participarem de um treino de pelotão no velódromo neste sábado às 8:30 hs. Treino que aprimorará a técnica de andar na pista, além de ser um ótimo treino, seja para pista ou para a estrada. O objetivo é andarmos pelo menos 1 hora sem interrupções! Claro que o atleta pode entrar e sair do pelote e da pista sempre que quiser!

Abs
Ricardo Alcici , Treinador Esportivo (31)8742-3503

Alteração de largada na 9° Etapa Voando Baixo p/Confins


Terça-feira, 19 de Agosto de 2008

9º etapa voando baixo para confins terá alteração no local de concentração

O ponto de concentração para a largada da 9º etapa será no posto Bocão da Noite , devido ao fato do evento do exercito que será realizado na orla da lagoa .
Largada as 8 horas. Peço aos atletas que cheguem mais cedo para pegar o numeral.

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Técnicas e exercícios de frenagem

Saiba como parar ou diminuir a velocidade com segurança e eficácia







Possuir o total controle da bicicleta em qualquer situação é fundamental para a segurança do ciclista. Por isso, saber usar corretamente os freios é tão importante quanto pedalar com performance e eficiência ou ter habilidade nas manobras.

Antes de qualquer coisa, é necessário saber que existe uma grande diferença entre a utilização dos freios no ciclismo de estrada e no MTB. Nas bicicletas speed, eles são usados apenas para diminuir a velocidade, já nas trilhas eles também auxiliam em algumas manobras.

“Nas bicicletas de estrada, os freios não são muito potentes e é preciso tomar cuidado, pois uma freada mais brusca pode travar a roda e provocar uma queda. Nas mountain bikes, este travamento é algo comum, e os ciclistas costumam patinar a roda traseira para ganhar tempo em algumas curvas mais acentuadas”, disse Duda Bley, técnico de triathlon da Limiar Assessoria Esportiva. “Para uma correta utilização dos freios, é necessário sempre estar atento e antever a freada, pois assim evitam-se os movimentos mais bruscos, que costumam causar os tombos”, completou Duda.

Na dose certa
A melhor maneira de frear a bicicleta no menor espaço possível é equilibrar o uso dos freios dianteiro e traseiro. O que realmente pára a bike é o freio da frente, mas é preciso saber utilizá-lo na medida certa, sem que a roda trave, pois isso fará com que a velocidade aumente, além de existir o risco de ser lançado para frente.

“O ciclista tem que dosar o uso dos freios dianteiros e traseiros e conhecer a sensibilidade dos manetes, para empregar a força correta sem que as rodas travem”, orientou Duda.

Atenção redobrada
Na chuva ou com pista molhada, os freios não funcionam com a mesma precisão, e isto aumenta mais o risco de derrapagens e quedas. Por isso, é aconselhável diminuir a velocidade e ficar muito atento. “Uma dica é sempre dar algumas freadas leves para tirar o excesso de água dos aros e das pastilhas, assim, quando for preciso usá-los, eles terão uma resposta um pouco melhor”, aconselhou.

Manutenção
Para uma frenagem eficiente, os freios devem estar bem regulados e, nos casos dos convencionais de sapatas (ferraduras, cantilevers ou V. Brakes), que pressionam os aros, as rodas também precisam estar alinhadas. Aros tortos ou amassados fazem com que a freada seja em “soquinhos”, e isto aumenta as chances da roda dianteira travar ou escorregar.

Esta é uma das razões que qualificam os freios a disco hidráulicos (utilizados apenas no MTB) como os mais eficientes, pois, mesmo com os aros desalinhados, eles continuam precisos. Outra vantagem é que eles permitem a dosagem de força correta nas frenagens, funcionam praticamente com a mesma eficácia em piso seco ou molhado e economizam muito mais pastilhas do que os modelos convencionais.

Vença os traumas
No ciclismo, as quedas são algo comum e não é difícil um atleta ir ao chão após travar uma roda devido a uma freada brusca. Porém, isto não pode ser algo que o afaste do esporte ou provoque receios ao pedalar.

“Uma vez me assustei com uma criança que atravessou a rua correndo, freei bruscamente e sofri um grave acidente. Fui lançado para frente. Quebrei o braço direito e dois dentes”, disse Cláudio Camarsi, 42, economista, que passou um tempo afastado da bicicleta, mas depois voltou a praticar o esporte. “Após esta queda, fiquei um pouco traumatizado e não pedalei durante quase um ano. O coração ainda bate um pouco mais forte sempre que a roda trava por causa de uma freada mais brusca, mas acho que isso é natural”, completou Cláudio. “Às vezes, é melhor frear bruscamente e correr o risco de sofrer uma queda do que bater de frente com um carro ou um muro”, finalizou o técnico Duda Bley.